Costa do Sol de Horácio Gonçalves a um ponto do título

Moçambique 02-12-2019 14:53
Por Alexandre Zandamela, Maputo

Depois de ter conquistado, no ano transacto, a Taça de Moçambique, o técnico português Horácio Gonçalves está à beira de entrar no histórico dos vencedores do Campeonato Moçambicano de Futebol da 1ª Divisão.

 

Para tanto, basta ao seu Costa do Sol apenas um ponto nos dois jogos que tem pela frente, sendo que o primeiro é já esta quarta-feira, na recepção à União Desportiva do Songo, no embate verdadeiramente do título.

 

Para os canarinhos, o caminho para a conquista do Moçambola ficou mais aberto este domingo, tendo contado com a “ajuda” do Ferroviário de Maputo, que recebeu e derrotou a UD Songo por 3-1, em partida disputada no Estádio da Machava e a contar para a 25ª jornada.

 

Naquela que terá sido a final antecipada da Taça de Moçambique, entre Ferroviário de Maputo e União Desportiva do Songo, aprazada para 11 de Dezembro, os locomotivas tiveram 90 minutos endiabrados, castigando um adversário que foi ao Vale do Infulene apostado em manter acesas as suas esperanças de conquistar o tricampeonato.

 

Alain e Diogo, na primeira parte, e Kito, no segundo tempo, marcaram os tentos do triunfo da formação de Daúdo Razaco, enquanto John Banda assinou o golo dos tetenses.

 

Agora, somando ambos 28 jogos e separados por três pontos (63-60) na tabela classificativa, Costa do Sol e UD Songo partem para o grande confronto de quarta-feira com mínimas hipóteses de falhar, tendo em conta que na derradeira jornada visitam adversários que farão o seu jogo da vida, em busca da manutenção no Moçambola.

 

Os canarinhos deslocam-se à capital nortenha, para defrontarem o Ferroviário de Nampula, e os bicampeões estarão no Chibuto, onde lhes esperam os guerreiros de Gaza. Os técnicos Akil Marcelino e Abdul Omar certamente não quererão entrar na história como os responsáveis pela descida das suas equipas.

 

Classificação: Costa do Sol (menos um jogo) 63 pontos, UD Songo (menos um jogo) 60, Ferroviário de Maputo 48, Ferroviário da Beira 45, Desportivo de Maputo 40, Incomáti de Xinavane 39, Textáfrica do Chimoio 39, ENH de Vilankulo 38, Ferroviário de Nacala 38, Liga Desportiva de Maputo 37, Ferroviário de Nampula 36, Desportivo de Nacala 36, Maxaquene 34, Clube do Chibuto 34, Baía de Pemba 25 e Têxtil do Púnguè 21 pontos.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias