Militar português ferido com gravidade em acidente de viação

República Centro-Africana 13-06-2019 21:17
Por Redação

Um militar português ficou ferido com gravidade, na tarde desta quinta-feira, na República Centro-Africana, na sequência de um acidente de viação.

 

De acordo com um comunicado publicado no site da Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), «o soldado do Exército português pertencente à força de reação rápida portuguesa em missão na República Centro-Africana (RCA), ao serviço das Nações Unidas, sofreu um traumatismo grave nas duas pernas».

 

«O acidente aconteceu enquanto realizavam um trajeto logístico junto à região de Bouar, situada a 350 km a noroeste da capital do país (Bangui), durante o qual ocorreu o despiste e capotamento de uma das viaturas táticas ligeiras blindadas HMMWV», conhecidas por 'Humvee'. 

 

Ainda segundo o EMGFA, desconhecem-se as causas do acidente, mas «a forte precipitação que assola a região, bem como o estado altamente precário da rede viária, poderão ter sido causas contributivas para o despiste».

A família do soldado já foi, entretanto, informada do acidente.

 

O conflito neste país africano, com o tamanho da França e uma população que é menos de metade da portuguesa (4,6 milhões), já provocou 700 mil deslocados e 570 mil refugiados e colocou 2,5 milhões de pessoas a necessitarem de ajuda humanitária.

 

O Governo controla cerca de um quinto do território, enquanto o resto é dividido por mais de 15 milícias que procuram obter dinheiro através de raptos, extorsão, bloqueio de vias de comunicação, recursos minerais (diamantes e ouro, entre outros), roubo de gado e abate de elefantes para venda de marfim.

 

Portugal está presente na RCA desde início de 2017, no quadro da Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização na República Centro-Africana (MINUSCA) - Portugal integra a MINUSCA, com a 5.ª Força Nacional Destacada (FND), e lidera a Missão Europeia de Treino Militar-República Centro-Africana (EUMT-RCA), que é comandada pelo brigadeiro-general Hermínio Teodoro Maio.

Ler Mais

Últimas Notícias