Parlamento aprova Conta Geral do Estado de 2017

Moçambique 22-05-2019 18:11
Por Lusa

O Parlamento moçambicano aprovou, esta quarta-feira, a Conta Geral do Estado (CGE) de 2017, com os votos a favor da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), que suporta o Governo, e os votos contra da oposição.

 

A bancada da Frelimo considera que «a CGE foi elaborada em obediência aos princípios e regras consagrados na lei» e que «os resultados da gestão macroeconómica mostram um desempenho positivo a medir pela evolução dos principais indicadores».

 

A CGE apresentada pelo executivo mostra que a dívida externa de Moçambique aumentou em 10%, para 8,4 mil milhões de euros em 2017.

 

A CGE não faz menção específica às chamadas dívidas ocultas, secretamente avalizadas pelo anterior executivo moçambicano entre 2013 e 2014, tratando todos os encargos de forma global.

 

A Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), principal partido da oposição, e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), terceiro partido, votaram contra, considerando que o documento viola o Orçamento do Estado e por incorporar as chamadas dívidas ocultas, no valor de dois mil milhões de euros.

Ler Mais

Últimas Notícias