QUINTA-FEIRA, 20-07-2017, ANO 18, N.º 6382
Fernando Santos
Seleção
«Nenhum português ficou indiferente» - Fernando Santos
23:14 - 10-07-2017
Um ano após a conquista do Euro-2016, o treinador da Seleção Nacional recordou o maior feito do futebol português.

«Nenhum português ficou indiferente. Sente-se na rua ainda hoje, as pessoas abeiram-se de nós e eu também não fico indiferente – talvez seja o que menos indiferente ficou em relação ao que aconteceu há um ano atrás», disse Fernando Santos, lembrando que «sempre houve uma forte convicção» baseada na «família» que se foi construindo no seio da Seleção:

«Quem anda nisto há muitos anos percebe como estas coisas funcionam. Estávamos a construir uma família muito forte. Como disse o Quaresma, estávamos a construir uma casa de tal maneira forte que não seria abalada por qualquer vento. Isso foi vital para conquistar o campeonato da Europa», acrescentou após uma sessão de visionamento de um documentário sobre o Euro2016.

Fernando Santos considerou ainda que o encontro com a Hungria foi «um momento importante» na caminhada rumo ao título já que foi a partir desse momento que os jogadores «definitivamente acreditaram que iam ganhar».

«Também é preciso alguma felicidade, é sempre assim, mas mérito para os que lá trabalharam, os jogadores que fizeram um trabalho perfeito com tudo o que tinham e não tinham. Foram muito intensos os momentos que passámos ali. (…) Há coisas que marcarão a minha vida para sempre e foi um privilégio trabalhar com todos eles», rematou.
Redação

comentários

4
Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter
Faça um comentário (máx: 300)
Jorge45
12-07-2017 12:45
Orgulhoso por Portugal ter ganho, mas futebolisticamente, como a Grécia em 2004, não era a melhor equipa, não o merecia. O Deus da sorte esteve connosco (obrigado) mas não hà nada para se gabar! E dito em passando ganhou a final e agora o 3°lugar SEM o Ronaldo
Jorge45
12-07-2017 11:39
Orgulhoso por Portugal ter ganho, mas futebolisticamente, como a Grécia em 2004, não era a melhor equipa, não o merecia. O Deus da sorte esteve connosco (obrigado) mas não hà nada para se gabar! E dito em passando ganhou a final e agora o 3°lugar SEM o Ronaldo
Jorge45
12-07-2017 11:21
Orgulhoso por Portugal ter ganho, mas futebolisticamente, como a Grécia em 2004, não era a melhor equipa, não o merecia. O Deus da sorte esteve connosco (obrigado) mas não hà nada para se gabar! E dito em passando ganhou a final e agora o 3°lugar SEM o Ronaldo
grunhico
12-07-2017 00:06
Realmente não, Fernando. Alguns torceram pela França, mas lixaram-se com um F grande.

mais de SELEÇÃO

Seleção O seu a seu dono. William Carvalho recorreu esta quarta-feira às redes sociais para dizer ao mundo que já tem a medalha de vencedor do Euro-2016. O médio, recorde-se, assumira recentemente ter perdido a medalha durante os festejos, já em Lisboa, d
Seleção O selecionador nacional de futebol explicou o papel de Cristiano Ronaldo na equipa das quinas. «Há uma hierarquia nas lideranças. O Cristiano tem tido um papel importantíssimo nesta união, sobretudo pela sua forma de estar. Muitos destes jogadores