SÁBADO, 25-03-2017, ANO 18, N.º 6265

notícias

Fernando Santos garante que rivalidade de clubes «fica à porta do hotel»
O Portugal-Hungria deste sábado acontece uma semana antes de um decisivo Benfica-Porto para o campeonato. Questionado sobre o estado de espírito dos jogadores e eventuais rivalidades, Fernando Santos foi célere: «Isso nem entra lá na porta do hotel, nem no balneário. Eles estão altamente focados. Depois de tanto tempo afastados foi bom ver a alegria deles em voltar. Sabem que é um jogo muito importante.» O treinador garantiu ter todos os 25 jogadores disponíveis e que todos fizeram todos os treinos – incluindo Pepe, que trazia queixas do Real Madrid. Quanto à ausência de Nani, preferiu ser prático: «Gostamos sempre de ter todos, é importantíssimo, mas Nani também não esteve com ilhas Faroé e Andorra, temos de arranjar soluções, não problemas. Tenho grande confiança nos que estão.»
Seleção
12:51 - 24-03-2017
«Podem estar descansados, vamos fazer tudo para estar no Mundial» - Fernando Santos
Portugal defronta este sábado a Hungria na qualificação para o Mundial da Rússia, mas na conferência de imprensa Fernando Santos falou mais da partida na fase de grupo dos Euro-2016, que terminou 3-3. O selecionador disse ter analisado esse jogo e tirado notas para que o encontro na Luz corra com menos sobressaltos. Fernando Santos disse querer controlar o jogo, até porque sabe que o adversário também o vai querer fazer: «Queremos controlar o jogo. Esta equipa não tem a característica de jogar em contra-ataque, gosta de ter posse de bola, sair a jogar. Tem jogadores que gostam muito da bola. Fizeram isso connosco no jogo do euro e não acredito que vão mudar muito. Mas sim, são perigosos no contra-ataque. Fizemos análise do outro jogo, mostrei o que considerei e escrevi na altura sobre no que não estivemos tão bem, mas também o que fizemos bem, para eliminar o mau e melhorar o bom. Espero um jogo entre equipas que têm um objetivo comum.» O selecionador sublinhou que nesse jogo do Euro a Hungria estava já qualificada, pelo que jogou sob menos pressão. «Em França o jogo foi muito atípico, jogadores estavam muito ansiosos, a Hungria já estava apurada, jogou com outra liberdade, sem grande pressão. Amanhã as duas equipas têm pressão, é preciso defender bem e atacar bem, é o que vamos procurar fazer. Mas nem mostrei esse jogo. Havia ruído de fundo por causa dos dois empates, forte pressão. Quando a cabeça não está a funcionar bem acontece alguma instabilidade. Amanha duas equipas que querem vencer», disse, referindo que não mudará muita coisa na equipa de Portugal, que há muito tempo não se juntava: «Na nossa equipa não mudou muito, só o título. Daí para cá só fizemos 4 jogos e o último foi há 4 meses. Tanto tempo sem treinar é sempre um handicap. Só se consegue entrosamento em treino, não podemos mudar muita coisa. Mas os jogadores estão motivados.» «Sabemos que vamos contar com apoio do nosso público, é que o quero amanhã. Que gritem, que façam barulho», pediu, dando depois uma garantia: «Os portugueses podem ficar descansados: jogadores e treinadores tudo vão fazer para estar no Mundial.» Portugal ocupa o segundo ugar do grupo B de qualificação, com 9 pontos, mais dois que a Hungria. O líder é a Suíça, com 12.
Seleção
12:47 - 24-03-2017
«Todos estamos habituados a jogos importantes: queremos ganhar» - Bruno Alves
Experiente, Bruno Alves assume a importância do jogo deste sábado frente à Hungria. O defesa salienta, de resto, que todo o grupo está ciente da responsabilidade. «Esperamos um bom jogo, difícil, que queremos ganhar», referiu Bruno Alves, afastando qualquer pressão adicional com o estatuto de campeões da Europa: «Todos os jogadores estão habituados à pressão, com jogos difíceis e importantes, este é mais um. Tentamos eliminar concorrência o mais rápido possível, a Hungria é forte, tem os mesmos objetivos que nós, temos de lutar contra isso e vencer.» Portugal defrontou a Hungria no Europeu, empatando a três golos. Bruno Alves garante que a equipa está bem preparada para os perigos do adversário: «Temos treinado tudo, a parte defensiva, ofensiva, o estudo do adversário. Estamos preparados. É importante sabermos o que temos de fazer.» Sobre a presença na equipa titular, tendo Pepe, José Fonte e Luís Neto como concorrentes, Bruno Alves colocou-se à disposição de Fernando Santos: «Estou disponível, tenho treinado bem, mas o treinador é que escolhe.»
Seleção
12:22 - 24-03-2017
Imagem Youtube FPF
Cristiano Ronaldo concretiza sonhos, dos 8 aos 80 (vídeo)
Cristiano Ronaldo concretizou, esta quinta-feira, o sonho de várias crianças que são suas fãs. As instituições Terra dos Sonhos e Associação Princesa Leonor levaram ao hotel onde a Seleção Nacional estagia, em Cascais, um grupo de jovens que tiveram a oportunidade de privar com o capitão da Seleção Nacional. Mas também um octogenário, quase a completar 90 anos de idade e que responde pelo epíteto de `padrinho do Ronaldo´, tal a admiração que nutre pelo jogador, viveu momentos especiais junto do ídolo.
Seleção
21:03 - 23-03-2017
Pizzi
«É provável que a Hungria aposte no contra-ataque» – Pizzi
O médio Pizzi elogiou o valor da Hungria e alertou para os perigos do seu contra-ataque. «A Hungria é uma seleção com muita qualidade e deu provas disso no Europeu. Tem bons jogadores, é forte individualmente, tal como o seu capitão. Temos de estar preparados para todos os perigos que podemos esperar dessa seleção. É provável que eles apostem no contra-ataque, mas isso também é normal frente a Portugal», afirmou Pizzi, em conferência de Imprensa.
Seleção
12:48 - 23-03-2017
«Quero afirmar-me na Seleção Nacional» – Pizzi
O médio Pizzi realçou que tem vindo a trabalhar arduamente para também conseguir chegar à titularidade na Seleção Nacional. «Obviamente a Seleção está recheada de ótimos jogadores não só no meio-campo, mas em todos setores. Um dos meus objetivos é afirmar-me na Seleção Nacional, mas sei que é bastante complicado. Tenho trabalhado nesse sentido e o mais importante é estar aqui e ajudar a conquistar os três pontos», afirmou Pizzi, em conferência de Imprensa. O médio apenas jogou em particulares, mas espera ter a oportunidade de participar num jogo oficial. «Estou a dar o máximo para conseguir isso, mas cabe ao selecionador escolher. Acredito que posso sempre ajudar.» Pizzi gostaria de jogar no Estádio da Luz frente à Hungria. «Obviamente que esse estádio é muito importante para mim. É a minha casa e é claro que gostaria de ajudar a seleção nesse jogo.»
Seleção
10:30 - 23-03-2017
Bruno Varela
Bruno Varela já trabalha
O guarda-redes Bruno Varela, chamado para substituir o lesionado Anthony Lopes, já integrou o treino desta manhã da Seleção Nacional, de preparação para o jogo com a Hungria, marcado para sábado, no Estádio da Luz, da fase de qualificação para o Mundial-2018. O selecionador Fernando Santos contou, assim, com 25 jogadores a trabalhar sem aparente limitação, isto no quarto de hora aberto à presença da Comunicação Social.
Seleção
11:54 - 22-03-2017
João Mário
«Temos de vencer a Hungria para dependermos apenas de nós» – João Mário
O médio João Mário realçou a importância de vencer a Hungria para que a Seleção Nacional continue a depender apenas dos seus resultados para marcar presença no Mundial. «O jogo com a Hungria é uma final. Se vencermos todos os jogos até à Suíça só iremos depender de nós. Temos de encarar esse jogo como final, porque é crucial depender apenas de nós», afirmou João Mário, em conferência de Imprensa. O facto de Portugal ser o atual campeão europeu faz com que seja um alvo a abater. «É um preço positivo a pagar. Todas as seleções querem derrotar o campeão europeu e isso só nos serve de motivação para fazer mais e melhor.» A Seleção Nacional irá participar na Taça das Confederações. «Neste momento estamos concentrados no jogo diante da Hungria e depois é que pensamos na Taça das Confederações, onde teremos uma palavra a dizer sobre essa competição.»
Seleção
10:47 - 22-03-2017
Bruno Varela
Anthony Lopes dispensado, Bruno Varela chamado
Anthony Lopes, que se apresentou com queixas físicas no estágio da Seleção Nacional, foi avaliado pelo departamento médico da Federação e acabou por ser dispensado. Para o lugar do guarda-redes do Lyon, Fernando Santos chamou Bruno Varela, guardião do Vitória de Setúbal, que estava ao serviço dos Sub-21.
Seleção
19:40 - 21-03-2017
Szymon Marciniak
Árbitro polaco no Portugal-Hungria
O polaco Szymon Marciniak foi o árbitro nomeado para o jogo entre Portugal e Hungria, marcado para sábado no Estádio da Luz (19.45 horas), de qualificação para o Mundial-2018. Szymon Marciniak, 36 anos, estará acompanhado por Pawel Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz (árbitros assistentes), enquanto Pawel Raczkowski será o quarto árbitro. O árbitro já dirigiu dois jogos da Seleção Nacional, diante do Azerbaijão (3-0), de apuramento para o Mundial-2014, e num particular com a França e Portugal (1-2), em 2014.
Seleção
15:11 - 21-03-2017
Anthony Lopes
Só Anthony Lopes ausente no primeiro treino da operação Hungria
A Seleção Nacional cumpre o primeiro treino de preparação para o jogo com a Hungria, marcado para sábado, no Estádio da Luz, da fase de qualificação para o Mundial-2018. Dos 25 jogadores convocados por Fernando Santos apenas o guarda-redes Anthony Lopes não marcou presença no relvado, uma vez que se apresentou no estágio com queixas físicas. De resto, perante a dúvida relativa à situação de Pepe, também o defesa central do Real Madrid esteve integrado no restante grupo, dando mostras que está em condições de poder ser opção para Fernando Santos.
Seleção
11:11 - 21-03-2017
Éder
«Não tenho jogado muito, mas o importante é a Seleção» - Éder
Éder reconhece que muita coisa mudou desde o pontapé que valeu a Portugal conquista do Euro-2016. O avançado, porém, coloca de lado as questões pessoais a favor da Seleção Nacional. «Não tenho jogado muito, mas o importante é a Seleção e vou trabalhar forte para corresponder se for chamado», disse o avançado, reforçando: «Tem sido um pouco mais complicado, mas prefiro focar-me no que posso fazer. Vou continuar a trabalhar para poder terminar a época em grande.» Na primeira conferência de Imprensa referente à operação Hungria, jogo marcado para o próximo sábado, no Estádio da Luz (19.45 horas). «O nosso objetivo é vencer todos os jogos e esperamos vencer o próximo, como é obvio. Sabemos que será um adversário difícil, que defrontámos no Euro-2016, mas tudo vamos fazer para ganhar. Estamos todos motivados, como foi possível ver na Gala de ontem. Agora estamos concentrados no trabalho e cheios de força para encarar estes jogos, principalmente este com a Hungria», disse. Éder salientou ainda que a conquista do Euro-2016 já faz parte do passado. «Já voltámos a realidade. Foi um momento marcante, vai ficar para sempre, mas temos de nos focar no presente», referiu, garantindo máximo empenho e motivação por parte do grupo de trabalho.
Seleção
10:55 - 21-03-2017
José Fonte
«Temos as próximas gerações resolvidas» - José Fonte
O defesa-central José Fonte falou da renovação da Seleção Nacional e destacando a qualidade dos jovens jogadores portugueses. «Os jovens são o nosso futuro, todos devíamos estar contentes e excitados por termos tantos jovens a aparecer. Temos as próximas gerações resolvidas, por isso é ajudá-los a crescer e desenvolver o seu talento», disse à margem da Gala Quinas de Ouro, onde foi galardoado enquanto membro dos 23 campeões europeus em França. «Vamos todos ficar na história do País», disse, assumindo o «orgulho» de poder dar o prémio a Portugal mas apontado já a um novo título na Taça das Confederações: - Vai ser uma oportunidade única para alcançar mais um título inédito e é nisso que estamos concentrados. Primeiro temos alguns jogos de qualificação que queremos ganhar, mas depois, quando lá chegarmos, é para ganhar. Essa competição é para ganhar.
Seleção
00:45 - 21-03-2017
Anthony Lopes
Anthony Lopes é primeira baixa
Bernardo Silva e Éder foram os últimos jogadores a juntarem-se à concentração da Seleção Nacional, que inicia esta terça-feira a preparação para o encontro com a Hungria, partida de qualificação para o Mundial de 2018 que está marcado para o próximo sábado. Adrien, que falhou a convocatória de Fernando Santos devido a lesão, fez uma visita surpresa aos colegas de Seleção no hotel onde a comitiva se encontra instalada, isto depois da Gala Quinas de Ouro que distinguiu os ‘heróis’ do Europeu de França como a melhor equipa de 2016. Os trabalhos arrancam esta terça-feira já com uma baixa confirmada: Anthony Lopes apresentou com queixas físicas e vai ser reavaliado pelo departamento médico da Federação.
Seleção
00:33 - 21-03-2017
Bernardo Silva
«Temos de ganhar os jogos todos» - Bernardo Silva
Ganhar ou… ganhar. Na antecâmara do jogo com a Hungria, Bernardo Silva alerta que Portugal não tem margem de erro na fase de qualificação para o Mundial de 2018. «É um jogo importantíssimo que temos de ganhar. Depois da derrota na Suíça não temos muita margem para cometer erros, temos de ganhar os jogos todos. É isso que vamos tentar continuar a fazer», sublinhou o jogador de 22 anos. Portugal ocupa o segundo lugar do Grupo B, com nove pontos, atrás da Suíça, que lidera com 12. A Hungria está na terceira posição, com sete pontos somados nas primeiras quatro jornadas.
Seleção
18:53 - 20-03-2017
Empresário estranha ausência de Bruma nos convocados
O empresário de Bruma, extremo de 22 anos que representa o Galatasaray, da Turquia, acha estranho que o antigo jogador do Sporting não entre nas contas de Fernando Santos para os compromissos de Portugal com a Hungria – dia 25, na Luz, a contar para a qualificação para o Mundial da Rússia – e com a Suécia – dia 28, na Madeira, de caráter particular. «Lamento a não convocação do Bruma», confessa a A BOLA Catio Baldé. «Tendo em conta a época de grande nível que ele está a fazer no maior clube da Turquia, sempre em ambientes com mais e 40 mil espectadores, era esperado que tivesse sido convocado. Estamos tristes e achamos estranho, ainda para mais quando foram chamados três laterais direitos, com um a poder ser adaptado. Além disso, Nani também não está em condições e por isso era de esperar a presença do Bruma», justificou o empresário. «De qualquer forma, naturalmente respeitamos a decisão de Fernando Santos, pessoa que nos merece a maior consideração. Apenas estamos tristes e lamentamos», conclui Catio Baldé, garantindo que Bruma «vai dar tudo pelos sub-21», que jogam com a Noruega e com a Alemanha, nos dias 24 e 28.
Seleção
19:49 - 16-03-2017
Fernando Santos
«Há um trabalho de bastidores a fazer» - Fernando Santos
Com um hiato superior a quatro meses desde o último compromisso da Seleção Nacional – jogo com a Letónia, a 13 de novembro -, Fernando Santos diz que haverá um «trabalho de bastidores» a fazer com os jogadores antes do importante confronto com a Hungria, no próximo dia 25, no Estádio da Luz, de qualificação para o Mundial de 2018. «Tenho a certeza absoluta de que os jogadores estarão altamente concentrados e focados. Estão sujeitos a altíssima competição nesta fase da época nos seus clubes, mas têm todo prazer e um desejo enorme de estar na Seleção Nacional, é algo que os motiva», realçou, prosseguindo: «Mas há um trabalho de bastidores a fazer para focar os jogadores, pois estiveram quatro meses focados nos seus clubes.» Fernando Santos explicou que também será feita uma detalhada análise, jogador a jogador, para que «em treino estejam frescos física e mentalmente». «Só pensámos nos dois jogos [com Hungria e Suécia] no momento da elaboração da convocatória. Há um ou outro caso que não são impeditivos, têm pequenos problemas e tivemos isso em atenção», referiu.
Seleção
14:03 - 16-03-2017
Fernando Santos
Fernando Santos felicita «amigo Leonardo»
Fernando Santos endereçou os parabéns a Leonardo Jardim pela qualificação do Mónaco para os quartos de final da Liga dos Campeões. «Envio os parabéns ao meu amigo Leonardo, foi brilhante o que fizeram. É também reflexo da qualidade dos seus jogadores, entre os quais o Bernardo [Silva] e o João [Moutinho], habitués nas convocatórias da Seleção», referiu «Gostava muito que vários jogadores portugueses estivessem na final [da Liga dos Campeões], se isso acontecer não vou torcer por ninguém», ressalvou Fernando Santos.
Seleção
12:54 - 16-03-2017
Renato Sanches com Fernando Santos
«Renato Sanches tem sido utilizado e, para mim, isso é suficiente» - Fernando Santos
O selecionador nacional explicou porque voltou a convocar Renato Sanches, médio que tem tido poucas oportunidades como titular no Bayern. «O que sempre disse é todos devem competir, e não jogar 90 minutos em todos os jogos. Devem estar nos convocados e participar nos jogos, e é isso que tem acontecido. Tem sido utilizado no Bayern e, para mim, isso é suficiente», referiu Fernando Santos em conferência de imprensa.
Seleção
12:49 - 16-03-2017
Fernando Santos
«Importante é ganhar, não fazer muitos golos» - Fernando Santos
Fernando Santos rotula de «fundamental» o jogo com a Hungria, agendado para o próximo dia 25, no Estádio da Luz, para as aspirações de Portugal na fase de apuramento do Mundial de 2018. «É mais uma final. Dependemos exclusivamente de nós e temos de lutar por vitórias em todos os jogos até ao fim da fase de apuramento. É um jogo fundamental para nós, diante de um adversário forte, que tem os mesmos objetivos que Portugal. É um dos adversários diretos em relação ao apuramento», salientou em conferência de Imprensa, alertando que a seleção magiar não virá a Lisboa jogar «só para um ponto». «Compete-nos obrigá-los a defender mais do que atacar», sublinhou, convicto de que «Portugal tem todas as condições de ser o primeiro classificado do grupo». Questionado sobre a importância de conseguir uma vitória por números dilatados, Fernando Santos foi perentório: «Importante é ganhar, não fazer muitos golos. Se for possível marcar muitos, melhor.» O selecionador nacional exortou o público que irá marcar presença no Estádio da Luz a vestir camisola de 12.º jogador. «Vamos precisar muito do nosso público neste jogo, penso que há uma relação fortíssima entre a equipa e os adeptos. Precisamos dos adeptos de França», pediu, adiantando que «cerca de 2000 adeptos» afetos à Hungria irão marcar presença nas bancadas, naquela que será «a maior falange de adeptos de uma seleção em Portugal».
Seleção
12:26 - 16-03-2017
Pepe e Moutinho regressam aos convocados, Nani de fora
Pepe e João Moutinho estão de regresso à Seleção Nacional para os encontros com a Hungria e a Suécia, agendados para 25 e 28 de março, respetivamente. O defesa do Real Madrid e o médio do Mónaco voltam a entrar nas opções de Fernando Santos, isto depois de falharem o último jogo com a Letónia. Em relação a essa convocatória, registam-se ainda as saídas dos lesionados Nani e Adrien Silva, e ainda Antunes, e os regressos de Eliseu e Cédric Soares. Eis a lista de convocados: Guarda-redes: Anthony Lopes (Lyon), Marafona (SC Braga) e Rui Patrício (Sporting) Defesas: Bruno Alves (Cagliari), Cédric Soares (Southampton), Eliseu e Nélson Semedo (Benfica), João Cancelo (Valência), José Fonte (West Ham), Luís Neto (Zenit), Pepe (Real Madrid) e Raphael Guerreiro (Dortmund) Médios: André Gomes (Barcelona), Danilo Pereira (FC Porto), João Mário (Inter), João Moutinho (Mónaco), Pizzi (Benfica), Renato Sanches (Bayern) e William Carvalho (Sporting) Avançados: André Silva (FC Porto), Bernardo Silva (Mónaco), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Éder (Lille), Gelson Martins (Sporting) e Ricardo Quaresma (Besiktas)
Seleção
12:09 - 16-03-2017
Antigas estrelas pedem estádio cheio para o Portugal-Hungria
Casa cheia. Este é o principal pedido que João Vieira Pinto, Pauleta e Simão Sabrosa fizeram aos portugueses para o jogo entre Portugal e a Hungria, no Estádio da Luz, marcado para o dia 25 de março. Reunidos no centro comercial Colombo para promover o jogo de apuramento para o Mundial de 2018, numa uma sessão de autógrafos, as antigas estrelas da Seleção Nacional conversaram sobre este reencontro com a Hungria - Portugal empatou 3-3 no Europeu de França. Para as antigas estrelas, a Hungria é uma equipa a temer, «com qualidade e experiência». Para João Vieira Pinto a solução está em jogar «com cautela», mas ter sempre «confiança»; enquanto que Pauleta acredita que a vitória é ainda mais possível desde que esteja «um Estádio da Luz cheio». Para Simão, o estádio cheio é uma certeza, não uma questão. Um ambiente que para o antigo jogador do Benfica, é inesquecível. «Ver todos os cachecóis no ar, as vozes a cantar o hino como só nós sabemos fazer é inesquecível», disse. «É um espectáculo fora do campo e é algo que a Seleção merece. Não só pelo que representa, mas também pelo que nos deu», acrescentou João Vieira Pinto. Porém, nem sempre é fácil só ver. Para Simão Sabrosa, às vezes é preciso conter «aquela vontade de entrar, estar no campo». Pauleta é da mesma opinião, mas apoia por fora, na condição, também, de português: «Ete grupo merece o apoio dos portugueses e não apenas pelo que fez o Europeu, também pela imagem que tem passado de Portugal. Estamos orgulhosos e é nestes momentos, nos jogos, que os portugueses mais têm de lá estar e apoiar.» As três antigas estrelas mostraram-se confiantes no apuramento e esperam ver Portugal no Mundial de 2018, porque, como diz João Vieira Pinto, «um Campeonato do Mundo ou da Europa não é a mesma coisa sem Portugal».
Seleção
23:20 - 13-03-2017