SÁBADO, 22-07-2017, ANO 18, N.º 6384
Foto AP
Hull City
«O meu objetivo é treinar na Premier League» - Marco Silva
18:26 - 19-05-2017
O português Marco Silva garantiu que não se vê a trabalhar fora de Inglaterra na próxima temporada e afirma que tem em mãos uma proposta para continuar ao serviço do Hull, clube no qual não conseguiu evitar a despromoção.

«Nesta semana encontrei-me com os dirigentes e mostraram interesse em continuar comigo aqui, mas ainda não tomei qualquer decisão neste momento. Tenho de analisar o melhor para este momento da minha carreira, mas o meu objetivo é trabalhar na Premier League. Toda a gente sabe que, tendo a chance de o fazer, ninguém quer treinar no Championship [segundo escalão], é normal», reiterou o treinador português em declarações à BBC.

Redação

comentários

3
Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter
Faça um comentário (máx: 300)
Serrão
23-05-2017 11:07
Um clube do meio da tabela em Inglaterra deve pagar mais que FCP e Benfica. Em Inglaterra os clubes têm muito dinheiro mas de bola percebem zero, á excepção dos colossos. Basta ver o Manchester United, o clube mais rico do mundo e de bola joga zero.
grunhico
19-05-2017 20:27
Marco, se for pelo prestígio, vem para o Porto, um dos dez melhores clubes da Europa. Se for pelo dinheiro, como o Vilas Boas, é melhor ficares aí: no Watford, Swansea ou no próprio Hull City.
Branco_Velho
19-05-2017 18:59
Então Marco Silva? Assim lanças um balde de água fria, nas tolinhas dos inteligentes que acham que os clubes deles têm estatuto. Claro que depois de ai estares, só cá vens em férias, se vieres. Boa sorte!

mais de HULL CITY

Hull City O jogador do Hull City, Andrew Robertson, está prestes a ser reforço do Liverpool, faltando completar os exames médicos nesta quinta-feira. O internacional escocês chega à equipa de Jurgen Klopp a troco de cerca de 11 milhões de euros, depois de s
Hull City Despedido do Wolverhampton, onde será sucedido por Nuno Espírito Santo, Paul Lambert é apontado pela Imprensa inglesa como principal candidato ao lugar deixado vago por Marco Silva no Hull City. O treinador escocês, de 47 anos, surge no topo de um

destaques