SÁBADO, 25-03-2017, ANO 18, N.º 6265
Fernando Santos
Seleção
«Vencer o Europeu foi proeza histórica difícil de repetir» - Fernando Santos
14:22 - 31-12-2016
Fernando Santos sucede a Fernando Santos como Homem do Ano do Jornal A BOLA e já fez saber que quer o tri em 2017. O selecionador nacional partilha, em entrevista ao nosso jornal, os bastidores do capítulo mais belo e glorioso do futebol português, escrito em França, há quase seis meses...

«Desportivamente foi, de certeza, o ano mais importante da minha vida. Vencer o Campeonato da Europa é um marco definitivo e histórico, não só na minha vida como na vida de muitas mais pessoas, por razões diversas. Para nós, aqueles que estiveram diretamente envolvidos na conquista do Europeu e criaram condições para que o povo português saboreasse um triunfo desse calibre, trata-se de um momento profissional incontornável», diz Fernando Santos, revelando o que mudou na sua vida após a conquista do Europeu:

- Nada. Não mudei a minha maneira de pensar, estar e agir no dia a dia. Dentro de mim nada mudou. Porém, olhando para as coisas com realismo, constato que, a partir de 10 de julho de 2016, passei a ser alvo de um maior reconhecimento por parte das pessoas, na rua, onde quer que seja e cinco meses volvidos continua a ser igual. É-me demonstrada de forma muito espontânea a alegria que ajudei a dar aos portugueses...
José Manuel Delgado/Rogério Azevedo

comentários

7
Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter
Faça um comentário (máx: 300)
grunhico
01-01-2017 14:01
Sorte? A sorte procura-se. Raramente se ganha um jogo por pura sorte e então um torneio?...pois, está bem...sorte. Se tivéssemos jogadores do calibre destes analistas, nem com toda a "cagada" do mundo ganhavamos alguma coisa.
rukasama
01-01-2017 12:12
Sorte ? E a falta de sorte ? enfim fomos eficazes e coesos na defesa , fomos brilhantes sem brilhar , mas fomos justos campeões , enfim não temos que lamentar o 2004 , 2006 em que fomos brilhantes e caímos no fim .Viva o meu querido e amado PORTUGAL
ttpdotcom
01-01-2017 10:39
Sim temos de ser realistas, sempre. Mas nunca ganhamos nada porque sempre pensamos pequenino como o Portugal dos pequeninos em Coimbra. Quando pensamos grande, ganhamos e por isso Portugal ultimamente sempre tem estado entre os grandes.
moderador50
31-12-2016 19:31
Sorte? Fomos os melhores não jogamos semore bem mas houve mérito do grupo em acreditar.
lebumba
31-12-2016 19:15
Gosto muito quando se ganha, mas também de ser realista. Muita sorte e todos os anjinhos lá de cima a ajudar. Apesar de termos ganho não merecíamos ter ganho.
12

mais de SELEÇÃO

Seleção O Portugal-Hungria deste sábado acontece uma semana antes de um decisivo Benfica-Porto para o campeonato. Questionado sobre o estado de espírito dos jogadores e eventuais
Seleção Portugal defronta este sábado a Hungria na qualificação para o Mundial da Rússia, mas na conferência de imprensa Fernando Santos falou mais da partida na fase de grupo do

destaques