QUARTA-FEIRA, 26-07-2017, ANO 18, N.º 6388
Marcelo Rebelo de Sousa (Foto: Lusa)
Pedrógão Grande
Presidente da República agradece solidariedade mas pede «resposta rápida» ao apuramento de responsabilidades
10:54 - 17-07-2017
Através de uma nota colocada no site da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa «agradece as sugestões, opiniões, palavras de solidariedade e votos de pesar que lhe foram dirigidos pelos portugueses», apelando ao apuramento de responsabilidades, agora que passa um mês da tragédia em Pedrógão Grande.

«Depois de termos vivido uma dor sem medida perante uma tragédia quase sem precedente na história do Portugal Democrático, aguardamos pela resposta rápida e exaustiva às interrogações sobre factos e responsabilidades», pode ler-se.

Marcelo Rebelo de Sousa diz que é de «louvar o espírito nacional de entreajuda e de reconstrução, que muito tem contribuído para que seja mais rápida a recuperação das pessoas e comunidades atingidas pela tragédia», fazendo referência aos donativos conseguidos.

Os incêndios em Pedrógão Grande, que deflagram a 17 de junho, provocaram 64 mortos e mais de 200 feridos e consumiram mais de 53 mil hectares.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Afeganistão O Ministério da Defesa afegão anunciou, esta quarta-feira, que pelo menos 26 soldados morreram e 13 ficaram feridos num ataque talibã contra uma base do Exército no sul de Kandahar, no Afeganistão. «Os terroristas atacaram o acampamento de Karzali ontem à noite», disse o General Dawlat Waziri, porta-voz do Ministério da Defesa, acrescentando que «os soldados resistiram corajosamente e mataram mais de 80 terroristas». Os talibãs reivindicaram o ataque na sua conta na plataforma de mensagens
Castelo Branco A Polícia Judiciária deteve uma mulher por suspeita de ter ateado o incêndio florestal que deflagrou no passado domingo em Castelo Branco, mantendo-se ainda ativo. A mulher, de 50 anos e doméstica, foi detida pela Diretoria do Centro e em coloboração com a Guarda Nacional Republicana, por suspeito de «um crime de incêndio florestal em terreno povoado por pasto seco e pinheiros, com utilização de isqueiro». No total, a Polícia Judiciária já identificou e deteve 40 pessoas pela autoria do cr
Santarém A adjunta de operações da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, fez esta quarta-feira um balanço do estado dos incêndios em território nacional e revelou que a maior preocupação se prende com o incêndio da Sertã, em que uma das frentes de alastrou ao concelho de Mação. Esse incêndio conta com o apoio de «1.231 operacionais no terreno, 357 veículos e seis meios aéreos, dois espanhóis», sendo que poderá existir uma reavaliação dos pedidos de reforço internacionais. A responsável frisou que a «gra

destaques