SEGUNDA-FEIRA, 24-07-2017, ANO 18, N.º 6386
Lisboa
Rapariga colhida por comboio suicidou-se devido ao jogo da Baleia Azul
21:25 - 19-05-2017
Uma jovem de 14 anos foi mortalmente colhida por um comboio na estação de Braço de Prata, em Lisboa. O acidente ocorreu na passada segunda-feira, mas só esta sexta-feira foram conhecidos os contornos do acidente.

Segundo o programa o Notícias ao Minuto, não se tratou de um acidente. A rapariga ter-se-á suicidado e a autopsia garante que a jovem tinha sinais de automutilação compatíveis com os do jogo «Baleia Azul».

A família da rapariga terá pedido auxilio à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) e ao Hospital D. Estefânia, mas nenhuma das entidades seguiu o problema.

Contudo a CPCJ foi questionada pela RTP e confirmou que estava a acompanhar o caso. No entanto, o Hospital D. Estefânia preferiu não se pronunciar.

Esta é a primeira vítima mortal do jogo em Portugal.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Estados Unidos O Presidente norte-americano considerou «triste» que os republicanos do Congresso tenham feito «tão pouco» para o proteger e criticou a investigação às alegadas ligações a Moscovo. «É muito triste que os republicanos, incluindo alguns que aproveitaram a minha vitória para chegar onde chegaram, façam tão pouco para proteger o seu presidente», escreveu Trump no Twitter. No início da semana, o Presidente dos Estados Unidos já tinha culpabilizado os democratas e «uns poucos republicanos
Pedrógão Grande Os familiares das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande criticaram este domingo a falta de informação e acompanhamento psicológico, numa reunião para debater os estatutos da futura associação, na qual estão a ponderar avançar com um processo contra o Estado. O encontro aconteceu em Figueiró dos Vinhos e juntou familiares das vítimas do incêndio. Os presentes criticaram fortemente a informação inútil, a burocracia, a não divulgação oficial da lista de vitimas e a falta de apoio psicológico pa
Sertã Mais de 500 operacionais e um meio aéreo estão a combater na noite deste domingo um incêndio no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, indicou a Proteção Civil no seu site. Cerca das 21.40 horas a Proteção Civil indicou que estavam 544 operacionais no terreno apoiados por 168 meios terrestres. O incêndio em Coimbra já estará em fase de resolução, mas são ainda mais de 300 os bombeiros que continuam no local. O fogo no concelho de Gavião, distrito de Portalegre, mobiliza 2

destaques