SEGUNDA-FEIRA, 26-06-2017, ANO 18, N.º 6358
Brasil
Michel Temer acusado de três crimes
19:28 - 19-05-2017
O presidente do Brasil, Michel Temer, foi acusado de obstrução à justiça, corrupção passiva e organização criminosa.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a abertura de uma investigação ao Supremo Tribunal Brasileiro acusando Michel Temer de, pelo menos, três crimes.

A notícia é avançada um dia depois de ser divulgado um áudio onde o chefe de Estado é ouvido a oferecer suborno para evitar uma delação.

Esta decisão está relaciona com a denuncia feita pelos donos da JBS que gravaram a conversa com Michel Temer.

O alegado suborno estava destinado ao ex-deputado Eduardo Cunha, preso por envolvimento nos casos de corrupção da Petrobras, para que não testemunhasse.

Temer autorizava um pagamento para evitar uma delação de que já está a ser alvo pois os empresários da JBS gravaram a conversa em acordo com as autoridades brasileiras.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

País O líder do PSD, Pedro Passos Coelho falou em alegados suicídios relacionados com o fogo de Pedrógão Grande, devido à falta de apoio psicológico, mas a Administração Regional de Saúde (ARS) já desmentiu o líder partidário garantindo que não existe nenhum caso de suicídio relacionado com o incêndio. José Tereso, presidente da ARS, garantiu não existir nenhum caso de suicídio: «Não há, até hoje, nenhum caso de suicídio com ligação a essa zona», disse reagindo às insinuações de Pedro Passos Coe
Afeganistão O general norte-americano Joseph Dunford chegou esta segunda-feira ao Afeganistão com a missão de recolher os elementos finais para dar início a uma missão militar que incluiu o envio de 4 mil soldados para o país. O chefe de Estado-Maior das Forças Armadas vai reunir-se com oficiais afegãos e com as altas patentes militares da coligação. As forçar armadas norte-americanas estão a tentar resgatar alianças antigas no Afeganistão e identificar falhas entre grupos talibãs, sobretudo em Helman
País O Banco de Portugal passou a autorizar a abertura de conta de depósito exclusivamente através de canais digitais, confirmando a identificação do titular da conta em videoconferência. Esta instrução do Banco de Portugal, para entrar em vigor terá de ser publicada em Diário da República e no Boletim Oficial do banco central. Este diploma do Banco de Portugal vai permitir também às instituições iniciar relações de negócio distintas das contas de depósito bancário, como por exemplo contratos d

destaques