TERÇA-FEIRA, 27-06-2017, ANO 18, N.º 6359
País
Número de beneficiários de prestações de desemprego caiu no mês de abril
19:19 - 19-05-2017
A Segurança Social pagou, no mês de abril deste ano, prestações de desemprego a 211.431 mil beneficiários, mais 173 beneficiários do que no mês de março, mas menos 30.738 mil face ao mês de abril de 2016.

A Segurança Social divulgou na sua página da internet, dados estatísticos que revelam que em abril deste ano foram processadas 211.431 mil prestações de desemprego, quando no mês de março tinham sido processadas 211.258 mil.

As prestações de desemprego incluem o subsídio de desemprego, o subsídio social de desemprego inicial e o subsequente, o prolongamento do subsídio social de desemprego e a medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Iraque O ministro da Defesa disse, esta segunda-feira, que Portugal está disponível para integrar uma força da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) na coligação internacional que combate o Estado Islâmico no Iraque, na vertente da formação e treino. Até ao momento, 30 efetivos da Brigada de Intervenção do Exército estão envolvidos na operação ‘Inherent Resolve’, proporcionando treino e formação às forças iraquianas na base militar Grã Capitan, no campo de treino de Besmayah, a cerca de 5
Lisboa Um avião da companhia irlandesa `low cost` Ryanair cruzou-se, esta segunda-feira, com um drone, a cerca de 500 metros de altitude, quando estava na fase final de aproximação para aterrar no aeroporto de Lisboa, naquele que foi o sétimo incidente do género este mês e o 11.º desde o início do ano. O Boeing 737-800, com capacidade para 162 passageiros, proveniente do Porto, cruzou-se com um drone, por volta das 15.00 horas, no momento em que a aeronave sobrevoava a zona entre a Praça de Espanha
Pedrógão Grande A ministra da Administração Interna (Constança Urbano de Sousa) exigiu, esta segunda-feira, um estudo independente ao funcionamento do SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal) e uma auditoria pela Inspeção-Geral da Administração Interna à Secretaria Geral da Administração Interna. Em comunicado, com o título «MAI exige respostas rigorosas ao funcionamento do SIRESP», lê-se ainda que Constança Urbano de Sousa determinou estes dois procedimentos às duas entidade

destaques