TERÇA-FEIRA, 27-06-2017, ANO 18, N.º 6359
Economia
António Costa afirma que Governo trabalhou para atingir o défice mais baixo de sempre
18:55 - 19-05-2017
António Costa sublinhou, esta sexta-feira, que o Governo fez a sua parte para assegurar em 2016 o défice mais baixo de sempre, afirmando que espera «com ansiedade» que Bruxelas se pronuncie sobre o procedimento de défice excessivo.

O Primeiro Ministro disse que o executivo está a trabalhar para manter a tendência nos próximos anos e para cumprir aquilo que prometeu, incluindo o aumento dos rendimentos.

A Comissão Europeia vai anunciar na próxima segunda-feira a sua decisão em relação à saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo.

Em Lousada, Costa falou aos jornalistas e disse: «É o que continuaremos a fazer. Essa é a nossa parte. Os Outros avaliam e tirarão as conclusões.»
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

País Seis funcionários do Núcleo de Gestão do Cliente do Instituto da Segurança Social e seis cidadãos estrangeiros foram detidos por suspeitas de prática de crimes de corrupção passiva e ativa, abuso de poder, falsificação de documentos e falsidade informática. A PJ fez buscas no âmbito da investigação a várias empresas e instalações da Segurança Social, tendo apreendido vários documentos e material relacionado com atividade criminosa e 50 mil euros em dinheiro. Os detidos manipulavam o Sistem
Síria O Kremlin declarou esta terça-feira que são inaceitáveis as ameaças da Casa Branca contra o Governo da Síria, depois de Washington acusarem o regime de Bashar- al-Assad de estar a programar um ataque químico. O porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov, afirmou aos jornalistas: «Nós consideramos inaceitáveis tais ameaças contra o Governo sírio», disse. Os Estados Unidos declararam na noite da passada segunda-feira que se Bashar al-Assad lançar um ataque químico, irá sofrer as consequências.
País Cerca de 400 passageiros foram afetados na sequência de um incidente com um avião da SATA no aeroporto de Lisboa vão ter viagem até ao final da manhã desta terça-feira. António Portugal, porta-voz da companhia aérea, revelou: «As ligações Lisboa-Ponta Delgada e Ponta Delgada-Lisboa são realizadas com um avião que a SATA alugou para responder rapidamente à situação suscitada pelo incidente com uma viatura de catering no aeroporto de Lisboa», disse. «Os passageiros que estavam nas

destaques