DOMINGO, 23-07-2017, ANO 18, N.º 6385
Angola
Embaixada de Angola em Portugal vai vender 17 viaturas de serviço
11:38 - 19-05-2017
A Embaixada de Angola em Portugal vai colocar à venda 17 viaturas que tem ao serviço atualmente naquela representação diplomática, conforme autorização dada pelo ministro das Finanças, Archer Mangueira.

As viaturas em causa, algumas com matrícula do corpo diplomático, têm entre nove e 21 anos, não sendo adiantado no mesmo despacho, de 15 de maio, os motivos para alienação, no âmbito do regulamento sobre aquisição, gestão e abate da frota automóvel do Estado.

A venda, que inclui viaturas da marca Mercedes, BMW, AUDI e Volvo, entre outras, será conduzida pelo embaixador de Angola em Portugal, Marcos Barrica, e o resultado da alienação das viaturas será entregue diretamente à Conta Única do Tesouro angolano.

No Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2017, o Governo inscreveu uma verba de 32.663 milhões de kwanzas (175,3 milhões de euros) para a rubrica das Missões Diplomáticas, Consulares e Representações Comerciais, cerca de metade para pagar salários. Trata-se de um aumento superior a 18%, face à verba inscrita para o mesmo efeito no Orçamento de 2016.
Lusa

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Venezuela Uma manifestação realizada este sábado na Venezuela contra o Governo de Nicolás Maduro terminou em confrontos com as forças de segurança, que causaram vários feridos e impediram os populares de chegar ao Supremo Tribunal. A oposição tinha anunciado querer manifestar o seu apoio aos 33 juízes nomeados na passada sexta-feira pelo Parlamento para o Supremo Tribunal a fim de substituir outros daquele tribunal que está acusado de servir o Governo. Os confrontos deste sábado resultaram em vários
Alemanha «A Comissão Europeia e o gabinete alemão anto-cartel receberam informações» sobre a existência de um eventual cartel entre os construtores alemães Volkswagen, Audi, Porsche, BMW e Daimler «que estão a ser examinadas pela Comissão», divulgou o executivo europeu. «Nesta altura, é prematuro especular mais» afirmou um porta-voz sublinhando que a União Europeia «e as autoridades nacionais da concorrência cooperam» nestes assuntos. Após analisar o caso, o executivo vai decidir se abre ou não um
Israel O Conselho de Segurança da ONU vai reunir-se de urgência na próxima segunda-feira para analisar a violência que se tem vivido em Jerusalém. A reunião foi solicitada pela França, Suécia e Egito. Este conselho deve permitir abordar «urgentemente a forma como os apelos para o fim da violência poderem ser apoiados», disse Carl Skau, embaixador sueco da ONU. Um palestiniano de 17 anos perdeu a vida este sábado em confrontos com as forças israelitas. Na passada sexta-feira foram mortos três pale

destaques