DOMINGO, 23-07-2017, ANO 18, N.º 6385
Viseu
Ex-funcionário de Conservatória condenado a 12 anos por desviar 1,6 milhões de euros
11:33 - 19-05-2017
Um ex-funcionário da Conservatória de Viseu foi condenado, esta sexta-feira, a 12 anos de prisão pelo desvio de 1, 6 milhões de euros.

Osvaldo Pires estava acusado dos crimes de peculato, falsificação de documentos, falsidade informática e branqueamento de capitais.

O escriturário confessou que desviou cerca de 1,6 milhões de euros da Conservatória do Registo Predial de Viseu entre abril de 2006 e junho de 2012.

Osvaldo Pires estava também acusado de ter desviado entre 2002 e 2004, 204.400 euros do Cartório Notarial onde trabalhou antes de ir para a Conservatória.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Venezuela Uma manifestação realizada este sábado na Venezuela contra o Governo de Nicolás Maduro terminou em confrontos com as forças de segurança, que causaram vários feridos e impediram os populares de chegar ao Supremo Tribunal. A oposição tinha anunciado querer manifestar o seu apoio aos 33 juízes nomeados na passada sexta-feira pelo Parlamento para o Supremo Tribunal a fim de substituir outros daquele tribunal que está acusado de servir o Governo. Os confrontos deste sábado resultaram em vários
Alemanha «A Comissão Europeia e o gabinete alemão anto-cartel receberam informações» sobre a existência de um eventual cartel entre os construtores alemães Volkswagen, Audi, Porsche, BMW e Daimler «que estão a ser examinadas pela Comissão», divulgou o executivo europeu. «Nesta altura, é prematuro especular mais» afirmou um porta-voz sublinhando que a União Europeia «e as autoridades nacionais da concorrência cooperam» nestes assuntos. Após analisar o caso, o executivo vai decidir se abre ou não um
Israel O Conselho de Segurança da ONU vai reunir-se de urgência na próxima segunda-feira para analisar a violência que se tem vivido em Jerusalém. A reunião foi solicitada pela França, Suécia e Egito. Este conselho deve permitir abordar «urgentemente a forma como os apelos para o fim da violência poderem ser apoiados», disse Carl Skau, embaixador sueco da ONU. Um palestiniano de 17 anos perdeu a vida este sábado em confrontos com as forças israelitas. Na passada sexta-feira foram mortos três pale

destaques