DOMINGO, 28-05-2017, ANO 18, N.º 6329
O presidente do Brasil Michel Temer
Brasil
«Não renunciarei», garante presidente Michel Temer após acusação de suborno
22:37 - 18-05-2017
Michel Temer anunciou, esta quinta-feira, que não vai renunciar à Presidência do Brasil, na sequência da investigação que foi aberta pelo Supremo Tribunal Federal.

Numa conferência de imprensa, em Brasília, Temer diz querer que a investigação à alegada compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, no caso ‘Lava Jato’, seja feita com celeridade, para que possa esclarecer os factos.

«A investigação pedida pelo Supremo será território onde surgirão todas as explicações. No Supremo demonstrarei não ter nenhum envolvimento», afirmou o político brasileiro, que diz não ter comprado o silêncio de ninguém, por não temer qualquer denúncia.

«Não renunciarei. Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos. Em nenhum momento autorizei que pagassem a quem quer que seja para ficar calado», defendeu Temer.

Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Síria Pelo menos 18 pessoas morreram, este domingo, num bombardeamento da aviação da coligação internacional ocorrido a sul da cidade síria de Al Raqa, principal bastião do Estado Islâmico, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos. O bombardeamento foi dirigido contra autocarros na estrada que une a localidade de Ratla e a zona de Al Kasarat, na orla do rio Eufrates, indicou a mesma organização não-governamental. A fonte advertiu que o número de mortos pode aumentar, uma vez que há vár
Cinema O filme ‘The Square’, do sueco Ruben Östlund, venceu a Palma de Ouro do 70.º Festival de Cinema de Cannes (França), anunciou o júri presidido pelo cineasta espanhol Pedro Almodóvar. Pela primeira vez em competição, o realizador de ‘Snow Therapy’ - Prémio do Júri 2014 na secção ‘Un certain regard’ - coloca neste filme «um olhar dissonante sobre as hipocrisias e interroga-se sobre o designado viver em conjunto das nossas sociedades». A atriz alemã Diane Kruger venceu o prémio de interpreta
Taça de Portugal Findo o jogo no Jamor, o Presidente da República optou por deixar uma análise mais apurada para ele mesmo, mas não resistiu, todavia, a comentar «uma final muito difícil, jogada com muita garra de parte a parte». Entrevistado pela RTP, ainda assim Marcelo Rebelo de Sousa deixou a sua análise distanciada sobre a final da Taça de Portugal. «Foi uma final muito difícil, com muita chuva que afetou sobretudo a primeira parte, mas ainda assim jogada com muita garra de parte a parte», assinalou

destaques