SEXTA-FEIRA, 26-05-2017, ANO 18, N.º 6327
Jogos
Konami chega a acordo com Maradona
17:43 - 09-05-2017
Após a lenda argentina Diego Armando Maradona ter ameaçado recorrer aos tribunais por defender que a Konami utilizou de forma indevida a sua imagem no Pro Evolution Soccer 2017 (PES), o estúdio japonês chegou a acordo.

Maradona autorizou a utilização da sua imagem nos próximos três jogos do PES e foi indemnizado, mas não foi revelado o valor que irá receber.
Redação

comentários

4
Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter
Faça um comentário (máx: 300)
Coder
09-05-2017 22:11
Jogabilidade do PES 17 é horrível! Mudem o motor de jogo!
naxy
09-05-2017 20:47
Redação:Esta notícia pertence a "jogos "Daqui a uns dias...Onde a consegues descobrir??? International,seleções,motores etc...
neves7
09-05-2017 18:55
saudacoes ACferrari. jogas PES 17?
ACferrari
09-05-2017 18:00
O mal da konami é a FIFA pagar para contratos exclusivos... e a konami vai comprando licensa a licensa, clube a clube e nunca mais sai do sitio. a jogabilidade do PES esta muito boa

mais do dia

País Vários hospitais nas regiões de Lisboa e do Porto registaram uma adesão de 100% ou próxima da totalidade à greve da Função Pública desta sexta-feira. O balanço foi feito pela coordenadora da federação dos sindicados, Ana Avoila que referiu que os hospitais de São José, em Lisboa, e Beatriz Ângelo, em Loures registaram uma adesão de 100% dos trabalhadores tal como a maioria dos hospitais do Porto. Os números relativos ao hospital Beatriz Ângelo contrariam os que foram dados pela administraç
País Constança Urbano de Sousa, ministra da Administração Interna, anunciou esta sexta-feira uma nova lei orgânica e estatuto profissional para o SEF, considerando que a estrutura atual do serviço é pesada e a gestão inflexível. «Este é um tempo que exige de facto mudanças. É necessário alterar o quadro legislativo. É necessário dotar o SEF de uma nova lei orgânica e de um estatuto pessoal, é o que neste momento estamos a fazer», revelou na sessão de abertura de uma conferencia organizada pelo sin
País A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais garantiu, esta sexta-feira durante a greve nacional, que irá continuar a lutar caso o Governo não dê respostas às reivindicações. Artur Sequeira, dirigente sindical, em conferência de imprensa em Lisboa disse: «A luta é sempre algo que está em aberto. Se o Governo não der respostas, os trabalhadores vão responder com luta», garantiu. A greve nacional da Função Pública desta sexta-feira está a ter uma adesã

destaques