QUARTA-FEIRA, 24-05-2017, ANO 18, N.º 6325
Bélgica
Entregou-se às autoridades belgas homem sinalizado pelas forças de segurança
09:12 - 21-04-2017
Um homem, referenciado pelas autoridades belgas e franceses, apresentou-se às autoridades de Antuérpia, na Bélgica, segundo foi avançado hoje pelo porta-voz Ministério do Interior.

É o alegado terrorista que a França procurava por suspeita de ligação ao atentado de quinta-feira na avenida dos Campos Elísios, em Paris.

O porta-voz do Ministério, Pierre-Henry Brandet, citado pela emissora «France Info», refere que o suspeito tinha sido sinalizado pelos serviços secretos belgas às autoridades francesas depois do ataque de quinta-feira, nos Campos Elísios.

No entanto, Brandet salvaguarda que é «demasiado cedo» para dizer se este homem está «muito ou pouco» ligado aos acontecimentos de ontem no centro de Paris.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Setúbal As buscas para encontrar o menino que desapareceu no domingo na praia de São Torpes, em Sines, prosseguem com um perímetro alargado. As operações estão a decorrer ao longo da costa, entre Sines e Vila Nova de Milfontes. Nestas buscas estão envolvidos onze elementos da Polícia Marítima e da capitania de Sines, apoiados por duas lanchas e uma mota de água, bem como os bombeiros de Vila Nova de Milfontes.
Política O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira o elogio que o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schauble, terá a Mário Centeno, comparando-o a Cristiano Ronaldo, considerando que «quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal». Ainda em visita oficial ao Luxemburgo, Marcelo disse que não comenta políticos nacionais ou estrangeiros, mas lá acabou por fazê-lo. Antes, referiu que a saída de Portugal do Procedimento de Défice Excessivo «é comparável ao
Vila Nova de Foz Côa Os responsáveis pelo ato de vandalismo no Painel Central de Arte Rupestre da Ribeira de Piscos, pertencente ao parque arqueológico do Vale do Côa, já foram identificados. Os dois homens desenharam uma bicicleta, um humano esquemático e a palavra «BIK» em cima da figura conhecida por `Homem de Piscos´, classificada como monumento nacional e património mundial pela UNESCO. De acordo com a Polícia Judiciária, os dois homens foram constituídos arguidos e interrogados, tendo confessado o crime.

destaques