SEXTA-FEIRA, 23-06-2017, ANO 18, N.º 6355
Bélgica
Entregou-se às autoridades belgas homem sinalizado pelas forças de segurança
09:12 - 21-04-2017
Um homem, referenciado pelas autoridades belgas e franceses, apresentou-se às autoridades de Antuérpia, na Bélgica, segundo foi avançado hoje pelo porta-voz Ministério do Interior.

É o alegado terrorista que a França procurava por suspeita de ligação ao atentado de quinta-feira na avenida dos Campos Elísios, em Paris.

O porta-voz do Ministério, Pierre-Henry Brandet, citado pela emissora «France Info», refere que o suspeito tinha sido sinalizado pelos serviços secretos belgas às autoridades francesas depois do ataque de quinta-feira, nos Campos Elísios.

No entanto, Brandet salvaguarda que é «demasiado cedo» para dizer se este homem está «muito ou pouco» ligado aos acontecimentos de ontem no centro de Paris.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Reino Unido Cinco torres de apartamentos localizadas no bairro de Camden, em Londres, tiveram esta sexta-feira ordem de evacuação imediata por motivos de segurança, uma vez que têm um revestimento inflamável semelhante ao da Torre Grenfell. As autoridades municipais de Camden indicaram que os habitantes destas torres vão ser realojados temporariamente em outras casas, ou em hotéis, e que aqueles edifícios vão ser alvo de «trabalhos urgentes de proteção contra incêndio», que devem durar «duas a três seman
Portalegre O incêndio florestal que deflagrou esta sexta-feira às 17.00 horas na zona de Belver, concelho de Gavião, distrito de Portalegre, foi dado como dominado cerca de quatro horas depois. O fogo começou perto da aldeia Torre Cimeira, freguesia de Belver, e devastou uma área de mato, pasto, pinheiros, eucaliptos e sobreiros, tendo sido considerado dominado às 20.47 horas. O combate às chamas, envolveu 165 bombeiros de várias corporações dos distritos de Portalegre, Castelo Branco e Santarém, apo
Porto O presidente do Conselho de Administração da empresa Metro do Porto lançou, esta sexta-feira, um concurso público para a «subconcessão do sistema de metro ligeiro da Área Metropolitana do Porto», com o preço base de 221 milhões de euros. Segundo o anúncio do concurso, publicado no Diário da República, o prazo de execução contratual é de «84 meses a contar da celebração do contrato», o que corresponde a sete anos. Neste sentido, o contrato público será celebrado para o período entre abril d

destaques