QUINTA-FEIRA, 25-05-2017, ANO 18, N.º 6326
Alemanha
Detido suspeito do atentado contra o autocarro do Dortmund
08:39 - 21-04-2017
A polícia alemã deteve um suspeito da autoria do atentado contra o autocarro do Borussia Dortmund, ocorrido no passado dia 11 de abril, horas antes do jogo entre a equipa alemã e o Mónaco, dos quartos de final da Liga dos Campeões.

De acordo com um comunicado da Procuradoria Federal da Alemanha, o individuo tem 28 anos e nacionalidade germano-russo. Alegadamente questões económicas estiveram na origem do ataque.

O suspeito adquiriu no passado dia 11 de abril, no mesmo dia do atentado, direitos de venda de ações do Dortmund que têm como data de vencimento o dia 17 de junho, e que pagou através de um crédito bancário, efetuado na semana anterior ao ataque.

A ideia era provocar queda significativa no valor das ações e lucrar com a venda dos títulos ao preço estabelecido previamente.
Redação

comentários

1
Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter
Faça um comentário (máx: 300)
Le Freak
21-04-2017 14:48
Ah entao ja nao è ataque terrorista? Visto que o homem è Alemao... Ok.. Lol midia

mais do dia

País A pesca de carapau com tamanho inferior ao mínimo de referência (os denominados jaquinzinhos) para os pescadores de arte-xávega foi autorizada pelo Governo, com a publicação em Diário da República de uma portaria do Ministério do Mar. O executivo de António Costa reconhece «o valor cultural e a considerável importância» para os pescadores da costa ocidental portuguesa e cria também uma comissão de acompanhamento e o controlo científico da espécie, que está «em bom estado». «É a primeira
País O Ministério Público (MP) arquivou o inquérito à morte de um homem no Hospital de São José, em Lisboa, em 2015, enquanto aguardava por uma cirurgia a um aneurisma cerebral, divulgou, esta quinta-feira, a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) de Lisboa. «O MP determinou o arquivamento da participação pelos crimes de recusa de médico, intervenções e tratamentos médico-cirúrgicos e homicídio por negligência contra os profissionais de saúde e decisores políticos», pode ler-se no site oficial da PGD
Estados Unidos O presidente norte-americano, Donald Trump, apontou o dedo a «23 dos 28» países membros da NATO que não cumprem as suas «obrigações financeiras» e advertiu que 2% do PIB «é o mínimo exigível para reforçar a defesa coletiva». Na sua estreia em reuniões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), e naquela que foi a única intervenção pública durante a deslocação a Bruxelas (Bélgica), Trump, que discursava por ocasião da inauguração de um monumento evocativo dos ataques de 11 de setemb

destaques