QUINTA-FEIRA, 25-05-2017, ANO 18, N.º 6326
Isabel dos Santos
Angola
Isabel dos Santos inaugura segundo hipermercado em Luanda
00:26 - 21-04-2017
O segundo hipermercado da rede ‘Candando’, propriedade da empresária Isabel dos Santos, abriu hoje em Talatona, arredores de Luanda, menos de um ano depois da estreia da empresária angolana no negócio do retalho.

A rede do grupo Contidis é liderada pelo português Miguel Osório, ex-quadro da Sonae e diretor-geral do projeto, depois do fim da parceria da empresária com o grupo português do ramo do retalho.

O primeiro hipermercado ‘Candando’, palavra derivada da língua quimbundo, que significa ‘Abraço’, abriu portas também em Luanda, próximo da segunda loja, em maio de 2016, representando, na altura, um investimento de 37,2 milhões de euros e prometendo apostar na produção nacional.

O grupo angolano não revelou o montante investido na nova loja.
Na altura da inauguração do primeiro hipermercado, Miguel Osório anunciou a abertura de 10 lojas ‘Candando’ em cinco anos, num investimento global de 372 milhões de euros.

O segundo hipermercado seria em Luanda, até maio de 2017, o que se concretizou.

Este investimento surge numa altura de forte crise em Angola, devido à quebra nas receitas com a exportação de petróleo, o que tem provocado a escassez de vários produtos nos hipermercados do país, tendo em conta a dificuldade de divisas para garantir importações.

«Esta loja está preparada para se aguentar, calmamente, sem qualquer tipo de perturbação, nos próximos meses, apesar da crise», garantiu, em maio de 2016, Miguel Osório.

No primeiro hipermercado foram criados, segundo o grupo Contidis, 750 postos de trabalho.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

País A pesca de carapau com tamanho inferior ao mínimo de referência (os denominados jaquinzinhos) para os pescadores de arte-xávega foi autorizada pelo Governo, com a publicação em Diário da República de uma portaria do Ministério do Mar. O executivo de António Costa reconhece «o valor cultural e a considerável importância» para os pescadores da costa ocidental portuguesa e cria também uma comissão de acompanhamento e o controlo científico da espécie, que está «em bom estado». «É a primeira
País O Ministério Público (MP) arquivou o inquérito à morte de um homem no Hospital de São José, em Lisboa, em 2015, enquanto aguardava por uma cirurgia a um aneurisma cerebral, divulgou, esta quinta-feira, a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) de Lisboa. «O MP determinou o arquivamento da participação pelos crimes de recusa de médico, intervenções e tratamentos médico-cirúrgicos e homicídio por negligência contra os profissionais de saúde e decisores políticos», pode ler-se no site oficial da PGD
Estados Unidos O presidente norte-americano, Donald Trump, apontou o dedo a «23 dos 28» países membros da NATO que não cumprem as suas «obrigações financeiras» e advertiu que 2% do PIB «é o mínimo exigível para reforçar a defesa coletiva». Na sua estreia em reuniões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), e naquela que foi a única intervenção pública durante a deslocação a Bruxelas (Bélgica), Trump, que discursava por ocasião da inauguração de um monumento evocativo dos ataques de 11 de setemb

destaques