TERÇA-FEIRA, 30-05-2017, ANO 18, N.º 6331
Alemanha
Polícia investiga terceiro suspeito de ataque ao autocarro do Dortmund
10:15 - 15-04-2017
Os investigadores alemães estão a examinar uma terceira alegação de autoria do ataque ao autocarro do Borussia Dortmund, que contém retórica de extrema-direita.

O jornal berlinense Tagesspiegel relata que recebeu um e-mail na noite da passada quinta-feira, de autoria anónima, em que é mencionado Adolf Hitler e que contém palavras contra «multiculturalismo» e se diz que o ataque à equipa alemã foi «um aviso final».

Procuradores federais confirma que receberam o correio do jornal.
Recorde-se que três explosões quebraram, na passada terça-feira, uma janela do autocarro da equipa do Dortmund, causando ferimentos num jogador e num polícia.
Redação

comentários

1
Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter
Faça um comentário (máx: 300)
Le Freak
21-04-2017 14:52
Interessante como a palavra "terrorista" ou "terrorismo" nao existe nesta noticia... Aah sim sao só Neo-nazis, nao tem ninguem com nome arabe.. Faz sentido...

mais do dia

Reino Unido Theresa May, primeira-ministra britânica, afirmou esta segunda-feira estar disposta a ser uma líder difícil para atingir os seus objetivos do seu futuro governo enquanto Jeremy Corbyn, o seu rival, prometeu ser um primeiro-ministro que escuta os outros. Os dois políticos participaram num programa de televisão dedicado às eleições legislativas de 8 de junho em que responderam às perguntas da audiência, mas posteriormente entrevistados por um jornalista. Quando questionada se o rótulo de `mu
País Marcelo Rebelo de Sousa criticou esta segunda-feira os políticos que têm um discurso intolerante e populista e elogiou os cidadãos que apoiam os refugiados e os migrantes como voluntários. O Presidente da República falou na cerimónia de abertura das Conferências do Estoril, no Centro de Congressos e declarou: «Pessoalmente, o que vos quero dizer é que esta luta é uma luta cultural. Quando olhamos à volta e vemos responsáveis políticos, protagonistas cimeiros da cena internacional, defender
Estados Unidos Donald Trump já se expressou sobre o ataque xenófobo de um homem branco a duas jovens muçulmanos em Portland. Dois homens defenderam as raparigas, foram esfaqueados pelo agressor e acabaram por morrer. O homem foi preso pelas autoridades e acusado de dois homicídios e de um crime de ódio. Esta segunda-feira, o presidente dos Estados Unidos, falou sobre o assunto na sua página do Twitter: «Os ataques violentos em Portland na sexta-feira são inaceitáveis. As vítimas fizeram frente

destaques