SEXTA-FEIRA, 28-04-2017, ANO 18, N.º 6299
Estados Unidos
Trump não vai retirar acusações contra Obama
19:53 - 20-03-2017
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não pretende retirar a acusação sobre uma alegada operação de espionagem às suas comunicações ordenada pelo antecessor na Casa Branca, Barack Obama, nem desculpar-se.

A intenção de Trump foi transmitida pelo porta-voz oficial da Casa Branca, Sean Spicer, em conferência de imprensa.

As declarações de Spicer surgem depois do diretor do Gabinete Federal de Investigação (FBI), James Comey, ter assegurado esta segunda-feira numa audiência no Congresso não possuir informações que apoiem as acusações de Trump contra Obama.

Trump emitiu a sua acusação contra Obama no dia 4 de março através da sua conta do Twitter, mas ainda não foram apresentadas quaisquer provas para sustentar a alegação.

«Não tenho informações que apoiem esses `tweets´», disse Comey na primeira audiência pública no Congresso sobre a suposta ingerência russa nas eleições presidenciais norte-americanas de novembro passado, numa alusão às mensagens de Trump no Twitter acusando Obama de ter ordenado que as suas comunicações fossem vigiadas.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Estados Unidos Donald Trump reconhece que das grandes preocupações que tem em cima da mesa, no topo está a Coreia do Norte. «Há uma hipótese de podermos ter um grande, grande conflito com a Coreia do Norte. Podemos dizer que é a minha maior precupação de momento, sim», disse em entrevista à Reuters a propósito dos 100 dias de presidência. Sobre o terrorismo islâmico disse que tem de ser contido. «Não podemos deixar que chegue aqui. Tenho de dizer, vai ter de ter um fim. E esse fim tem ser de humilhação.
Revista de Imprensa «Rapariga de 18 anos foi encontrada ferida, ontem de madrugada, junto à linha férrea do Algarve, na zona de Ferreira, em Albufeira, depois de seguir as regras do jogo online, `Baleia Azul`, que incita os jovens à automutilação e ao suicido e que está a preocupar as autoridades em todo o mundo.» «O alerta foi dado por volta das 2 horas, depois de os gritos da jovem terem sido ouvidos numa casa nas proximidades de um viaduto, em Vale Serves. `Ouvi um barulho cá fora e apercebi-me de alguém a gr
Revista de Imprensa «Grupo de trabalho sugere uma negociação europeia de juros e maturidades, sem ´haircut`, mas reestruturando 31% da dívida. A detida por privados e ao FMI não seria tocada.» Público

destaques