SEXTA-FEIRA, 28-04-2017, ANO 18, N.º 6299
One Direction (Foto: Facebook)
Estados Unidos
One Direction expulsos de hotel por recusarem conhecer filha de Trump
22:02 - 17-03-2017
As polémicas em torno do presidente dos Estados Unidos parecem não terminar, desta a vez foram os One Direction que se viram envolvidos ao serem expulsos de um hotel por se terem recusado a conhecer a filha de Donald Trump.

As revelações foram feitas por um dos elementos da banda, Liam Payne, numa entrevista à revista Rollacoaster.

«O Donald Trump expulsou-nos do hotel dele uma vez. Queria que conhecêssemos a filha dele. Ligou para o nosso empresário, quando estávamos a dormir. E disse: `Bem, acorda-os´», disse Liam, acrescentando que o pedido acabou por ser recusado.

Depois da recusa, os elementos da banda foram impedidos de usar uma saída discreta do hotel, de forma a evitar os fãs.

«Obviamente, em Nova Iorque não podemos sair. É cruel para nós. Ele disse `ok´, então não vos quero no meu hotel. Tivemos que ir embora», acrescentou Liam Payne.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Estados Unidos Donald Trump reconhece que das grandes preocupações que tem em cima da mesa, no topo está a Coreia do Norte. «Há uma hipótese de podermos ter um grande, grande conflito com a Coreia do Norte. Podemos dizer que é a minha maior precupação de momento, sim», disse em entrevista à Reuters a propósito dos 100 dias de presidência. Sobre o terrorismo islâmico disse que tem de ser contido. «Não podemos deixar que chegue aqui. Tenho de dizer, vai ter de ter um fim. E esse fim tem ser de humilhação.
Revista de Imprensa «Rapariga de 18 anos foi encontrada ferida, ontem de madrugada, junto à linha férrea do Algarve, na zona de Ferreira, em Albufeira, depois de seguir as regras do jogo online, `Baleia Azul`, que incita os jovens à automutilação e ao suicido e que está a preocupar as autoridades em todo o mundo.» «O alerta foi dado por volta das 2 horas, depois de os gritos da jovem terem sido ouvidos numa casa nas proximidades de um viaduto, em Vale Serves. `Ouvi um barulho cá fora e apercebi-me de alguém a gr
Revista de Imprensa «Grupo de trabalho sugere uma negociação europeia de juros e maturidades, sem ´haircut`, mas reestruturando 31% da dívida. A detida por privados e ao FMI não seria tocada.» Público

destaques