QUINTA-FEIRA, 30-03-2017, ANO 18, N.º 6270
Jogos
«Dirt 4» será lançado a 4 de junho
13:56 - 26-01-2017
O estúdio Codemasters anunciou, esta quinta-feira, que está em produção o «Dirt 4», que será lançado dia 4 de junho.

O jogo estará disponível na Playstation 4, Xbox One, Windows PC e Steam.

Neste novo capítulo o objetivo passa por transmitir corretamente a paixão e autenticidade nas corridas de rali.

O jogo irá contar com mais de 50 veículos, que incluem o Ford Fiesta R5, Mitsubishi Lancer Evolution VI, Subaru WRX STI NR4 and Audi Sport Quattro S1 E3.

Vai contar igualmente com inúmeros circuitos baseados em percursos na Austrália, Espanha, Michigan, Sweden e País de Gales.

Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Lisboa Dois jornalistas da RTP foram agredidos com violência, esta quinta-feira à tarde, quando faziam uma reportagem em Chelas, Lisboa, avançou o ‘Jornal de Notícias’ e o ‘Público’. O repórter de imagem e outro jornalista estavam na Escola Básica dos Lóios para investigar a alegada violação de uma criança de nove anos por um rapaz de 12 anos, «quando a situação se tornou violenta», segundo o jornal ‘Público’. Os pais do menino terão agredido os dois jornalistas da RTP, sendo que o repórter de
Angola Os Estados Unidos (EUA) anunciaram hoje a conclusão de um projeto de 34 milhões de dólares (cerca de 31,5 milhões de euros), para a formação de técnicos de saúde, a nível provincial e municipal, de combate à malária. O projeto, denominado ‘Eye Kutoloka’, anunciado pela embaixada em Luanda - foi executado ao longo de cinco anos pela ‘World Learning International’ – visa promover a colaboração entre as direções provinciais e municipais de saúde das províncias de Benguela, Bié, Huambo, Huíla, C
Brasil Preso em Curitiba desde outubro de 2016, o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha ouviu, esta quinta-feira, a sentença pela voz do juiz Sérgio Moro, responsável pela operação ‘Lava Jato’, que investiga desvios de fundos da Petrobras (petrolífera estatal brasileira). Sérgio Moro determinou ainda que Eduardo Cunha continue em prisão preventiva, enquanto decorre o processo de recurso. Uma prisão preventiva que o próprio Supremo Tribunal Federal tem chancelado, ao ter já recusad

destaques