SEGUNDA-FEIRA, 23-01-2017, ANO 17, N.º 6204
Nicolás Maduro (AP)
Venezuela
Maduro insiste que parlamento está em «auto-dissolução»
00:18 - 12-01-2017
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, insistiu que o parlamento, onde a oposição representa a maioria, está em «auto-dissolução» que o seu Executivo jamais fará o que os parlamentares pretendem que faça.

«A Assembleia Nacional (AN) está auto-dissolvida, a mim não me tremerá o pulso. Jamais iremos fazer o que eles querem que façamos. Dentro da Constituição tudo, fora da Constituição nada», vincou.

Nicolás Maduro falava em Manágua, na Nicarágua, durante uma reunião do Comité Executivo do Foro de São Paulo, na qual participaram mais de 17 delegações de esquerda, nicaraguenses.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Política O XVI Congresso Regional do PSD/Madeira reconduziu Miguel Albuquerque na liderança do partido por mais dois anos ao votar, por unanimidade, a sua moção de estratégia global. Miguel Albuquerque venceu, sem qualquer opositor, as eleições internas que se realizaram a 9 de dezembro de 2016, nas quais foi reeleito com 98,2% dos votos: 2850 dos 2901 militantes que exerceram o seu direito de escolha. O líder eleito do PSD/Madeira era o único subscritor da única moção de estratégia global aprese
Lisboa Um navio com bandeira do Panamá que encalhou este domingo à tarde na foz do rio Tejo, já está ‘livre’, depois de um rebocador retirá-lo, por volta das 19.00 horas, informou fonte da polícia marítima. O navio não está carregado e tem a bordo uma tripulação de 14 pessoas, entre as quais alguns portugueses, mas maioritariamente filipinas.
Política O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, confirmou, este domingo, que é favorável à solução da descida da Taxa Social Única (TSU) para os patrões. «Com certeza. Defendi-a publicamente. Era um sinal, para as empresas, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), misericórdias e um recado em termos de investimento privado», disse. Na primeira entrevista televisiva desde que foi eleito, a 24 de janeiro de 2016, Marcelo Rebelo de Sousa recorda que «se se chegou a um a

destaques