SEXTA-FEIRA, 20-01-2017, ANO 17, N.º 6201
Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca (D.R.)
Estados Unidos
Casa Branca diz que críticas de Trump são erradas
21:06 - 11-01-2017
O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, afirmou esta quarta-feira que as críticas de Donald Trump dirigidas aos serviços de informações são «profundamente erradas».

O presidente norte-americano eleito questionou por diversas vezes a qualidade do seu trabalho e da sua lealdade, no decorrer da conferência de imprensa que promoveu esta quarta-feira em Nova Iorque.

Josh Earnest elogiou os membros destas organizações, caso da CIA, definindo-os como patriotas que durante décadas serviram os Estados Unidos como militares ou atuando na sombra.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Revista de Imprensa «Associação Portuguesa de Apoio à Vítima registou 1777 pedidos de ajuda entre 2013 e 2015, que revelam universo de 4326 crimes. Só um quarto faz queixa.» «Todos os dias, um homem ou uma mulher é alvo de agressões por parte dos filhos. As situações perpetuam-se e os pais levam, em média, até seis anos para denunciar a situação e solicitar apoio. Mesmo depois de pedirem ajuda, a maioria não faz queixa na Polícia, segundo os mais recentes dados da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV),
Música Um jovem de 21 tornou-se alvo de chacota nas redes sociais depois de publicar uma `selfie´ com Nick Cave no Twitter, uma vez que perguntava quem era a «celebridade». «Alguém me pode dizer que celebridade é esta? Estava toda a gente a pedir para tirar fotos com ele e não quis ficar de fora», escreveu Malcom quando publicou a foto. Várias foram as respostas, mas nenhuma era a real. Surgiram nomes como John Travolta, Elrond (personagem do Senhor dos Anéis), ou até Nicolas Cage em Conair, aliá
Angola O Banco Económico, que surgiu após a intervenção estatal angolana no Banco Espírito Santo Angola (BESA), fechou 2015 com um resultado líquido positivo de 57 milhões de euros, à taxa de câmbio atual, estando o processo de transformação concluído. «Concluímos com a aprovação do relatório e contas [em assembleia-geral a 15 de dezembro de 2016], com a nossa imagem no mercado, com os nossos clientes e com o nosso pessoal e estamos focados já no futuro», afirmou, em entrevista à Lusa, o presidente

destaques