DOMINGO, 26-03-2017, ANO 18, N.º 6266
As tempraturas descem já a partir de amanhã
Meteorologia
Frente fria vai afetar o continente a partir de quinta-feira
13:11 - 11-01-2017
Portugal continental vai ser afetado por uma superfície frontal fria, a partir de quinta-feira, com as temperaturas, sobretudo a mínima, a descerem significativamente.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), nas regiões do norte e centro vai registar-se uma descida da temperatura máxima entre os 4 e os 6 graus Celsius, enquanto na noite de quinta para sexta-feira as mínimas descem entre 3 a 4 graus. Na noite seguinte, de sexta-feira para sábado, as mínimas voltam a descer mais 2 a 3 graus.

Já no interior norte e centro preveem-se temperaturas negativas, como nos casos de Bragança e Guarda, que vão registar -2 graus Celcius. Em Lisboa o clima não será tão agressivo, mas as mínimas também não passarão dos 5 a 6 graus.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Música A Câmara Municipal de Sevilha multou a promotora do concerto dos AC/DC, Live Nation, que ocorreu a 10 de maio de 2016 em 15 mil euros. A multa surge pelo facto de a promotora em questão ter-se recusado a devolver o dinheiro dos bilhetes a todos os que o requisitaram face à substituição do vocalista Brian Johnson por Axl Rose. Recorde-se que Axl Rose substituiu Brian Johnson para os concertos da digressão europeia dos AC/DC, após este ter sido forçado a fazer uma pausa da banda sob perigo d
Porto O relatório do secretariado nacional da UGT foi aprovado por este sábado por maioria, com 12 votos contra e 10 abstenções, suscitando algumas críticas sobretudo de falta de apoio ao setor financeiro. O documento apresentado pela direção da UGT ao XIII congresso da central sindical, que se realiza no Porto, reúne toda a atividade dos últimos quatro anos. A atuação da UGT e do secretário-geral, Carlos Silva, mereceu muitos elogios, mas também foram feitas algumas críticas, nomeadamente de si
Estados Unidos A mulher de Roberto Beristaim, imigrante mexicano residente nos Estados Unidos, votou em Donald Trump nas eleições presidenciais por concordar com postura em relação à deportação de imigrantes ilegais, sendo que agora o próprio marido corre o risco de ser deportado. De acordo com o New York Daily News, o homem de 43, residente no estado do Indiana, foi detido quando se dirigiu ao Serviço de Polícia da Imigração e Controlo Aduaneiro para renovar o seu visto. Encontrando-se sob custódia policia

destaques