QUARTA-FEIRA, 18-01-2017, ANO 17, N.º 6199
Dylann Roof (AP)
Estados Unidos
Autor de massacre em igreja de Charleston condenado à morte
23:46 - 10-01-2017
O autor confesso do massacre com motivações racistas de 2015, numa igreja de Charleston, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, foi condenado à morte.

Dylann Roof foi responsável pela morte de nove afro-americanos, que assumiu posteriormente que queria provocar uma «guerra racial» e nunca mostrou arrependimento pelos seus atos.

«Na minha confissão ao FBI, disse-lhes que tinha de o fazer. Senti que tinha de o fazer quando o disse e ainda sinto o mesmo», disse.

O jovem de 22 anos optou por não apresentar provas nem pedir prisão perpétua, escolhendo defender-se a ele próprio.

«Tenho o direito de vos pedir que me condenem a uma pena de prisão perpétua [o que, a confirmar-se, evitaria a sua condenação à morte], mas não tenho certeza que bem é que isso faria a qualquer pessoa», afirmou.

A decisão foi tomada por um grupo de jurados, que estiveram menos de três horas reunidos para decidirem a sentença de Roof.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Europa A Agência Espacial Europeia (ESA) informou, esta quarta-feira, que nove dos relógios que se encontram a bordo dos 18 satélites do sistema de navegação europeu Galileo falharam, assegurando que a operacionalidade do sistema não foi afetada. O diretor-geral da ESA explicou, em conferência de imprensa, que as falhas foram em seis relógios `maser´ passivos de hidrogénio e outros três `standard´ de frequência atómica de rubídio, cujos erros estão a ser investigados. Cada satélite está equipado
País A Autoridade Marítima Nacional informou esta quarta-feira que, entre os dias 14 e 18 de janeiro, deram à costa cinco golfinhos sem vida em Vila do Conde e na Póvoa de Varzim. Segundo o comunicado, três dos cinco animais estavam em elevado estado de decomposição. Os arrojamentos, circunstâncias em que os animais ficam encalhados na costa, foram registados pelo comando-local da Polícia Marítima de Vila do Conde e da Póvoa de Varzim.
Angola Angola aumentou a produção de petróleo de novembro para dezembro em 35,6 mil barris diários, ultrapassando a Nigéria na liderança dos produtores de crude em África, indica o último relatório mensal da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP). De acordo com dados do relatório, baseados em fontes secundárias da OPEP e compilados hoje pela Lusa, Angola atingiu no último mês de 2016 uma produção diária de 1,724 milhões de barris de crude. A Nigéria tinha destronado Angola, em outu

destaques