SEGUNDA-FEIRA, 26-09-2016, ANO 17, N.º 6085

mais do dia

Estados Unidos O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, prometeu durante um encontro com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, que caso seja eleito Presidente dos EUA vai reconhecer Jerusalém como a capital «indivisa» de Israel. «Trump reconheceu que Jerusalém tem sido a eterna capital do povo judeu há mais de três mil anos e que os Estados Unidos, sob a administração Trump, vão finalmente aceitar o mandato de longa data do Congresso para reconhecer Jerusalém como a capital indivisa
Hungria Depois do ataque de sábado, em Budapeste, que feriu dois polícias, as autoridades húngaras lançaram uma caça ao homem. Na manha desta segunda-feira as equipas forenses efetuaram buscas na zona Oktagon. A polícia acredita que a explosão foi uma tentativa deliberada para alvejar a polícia do país. O chefe da polícia nacional Karoly Papp afirmou que «vamos encontrar o autor do crime.» Até ao momento ainda não se sabe quem foram os autores do ataque.
França O presidente francês, François Hollande, deslocou-se esta segunda-feira à ‘selva’ de Calais, pela primeira vez, onde afirmou que vai «desmantelar completa e definitivamente», o campo onde se encontram entre 7.000 a 10.000 migrantes. «O governo irá até ao fim» salientou o chefe de Estado francês, junto das autoridades francesas pedindo igualmente aos britânicos que «façam a sua parte» na resolução do problema. O campo de Calais é o maior campo de migrantes do país, recebe milhares de pessoa
Conteúdo inexistente.

destaques