QUINTA-FEIRA, 29-06-2017, ANO 18, N.º 6361

mais do dia

Angola A organização Human Rights Watch (HRW) defendeu hoje que o Ministério Público angolano tem de deixar cair as acusações de «insultos do Estado» formuladas contra dois jornalistas locais e que deve deixá-los trabalhar «sem qualquer interferência». Em causa estão os jornalistas Rafael Marques, que lidera o site Maka Angola, e Mariano Brás Lourenço, editor do semanário O Crime, acusados a 21 deste mês de «ultraje a um órgão de soberania e ofensas à autoridade pública», queixas que tem por base a
União Europeia A Comissão Europeia adotou hoje um plano para combater a resistência aos antibióticos, que anualmente mata 25 mil pessoas na União Europeia e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, Bruxelas apresenta ainda regras para um «uso prudente de antibióticos». A Comissão Europeia vai ajudar os países Estados-membros a desenvolverem «novas ações e iniciativas centradas em áreas chave», apostando na elaboração de planos nacionais.
Figueiró dos Vinhos A Câmara de Figueiró dos Vinhos aprovou uma moção, por unanimidade, que defende «um pacto de regime com medidas que consolidem uma nova visão estratégica para a floresta portuguesa». A moção, aprovada pelas três bancadas (PS, PSD e CDS), reivindica ao Governo e à Assembleia da República medidas para a floresta, bem como respeito pelo «mundo rural», de forma que o país não continue «a manter uma visão do interior desajustada, desequilibrada e, sobretudo, injusta e arcaica, como se só nas grand

destaques