SEXTA-FEIRA, 24-03-2017, ANO 18, N.º 6264

mais do dia

Revista de Imprensa «Khalid Masood, de Kent, era conhecido da polícia. Estado Islâmico reivindicou ataque que fez quatro vítimas mortais.» «Na teoria, o britânico Khalid Masood tinha um percurso muito semelhante a outros indivíduos que, nos últimos anos, foram responsáveis por atos terroristas na Europa. Tinha um passado criminoso, esteve preso e acabou por se radicalizar (alguns fazem-no na prisão). Mas há um pormenor no seu perfil que vai contra o que até agora parecia comum: a idade. O autor do ataque de West
Revista de Imprensa «O que tem em comum Khalid Masood, o suposto “soldado do Daesh” que na quarta-feira matou quatro pessoas junto ao Parlamento de Londres, com o jihadista Michael Adebolajo que degolou um soldado britânico numa rua de Woolwich em Maio de 2013, os irmãos Ibrahim e Salah Abdeslam que levaram a cabo os ataques terroristas de Paris em Novembro de 2015, ou ainda Anis Amri, o condutor do camião que investiu contra um mercado de Natal da cidade de Berlim, um mês e um ano mais tarde?» - Público 24/03/2017
Revista de Imprensa «Agora, o valor da pensão não pode ultrapassar 92% da remuneração de referência, mas no futuro esse limite poderá ser alterado. Objectivo é valorizar o envelhecimento activo e quem permanece no mercado de trabalho para lá da idade legal da reforma.» «É uma crítica recorrente ao regime em vigor: as pensões das pessoas que optam por continuar a trabalhar para lá da idade legal da reforma não são devidamente valorizadas. Agora, o Governo promete rever essa situação e criar um quadro de bonificaç

destaques