SEXTA-FEIRA, 31-07-2015, ANO 16, N.º 5662

mais do dia

Afeganistão Os talibãs anunciaram hoje que o «mullah» Akhtar Mansour foi nomeado novo líder do movimento, sucedendo a Omar, morto há um dia por um grupo rebelde. «Após a morte de Omar, o conselho de liderança e os académicos islâmicos do país, depois de longas consultas, nomearam o seu amigo próximo e de confiança `mullah´ Akhtar Mansour como novo líder», informaram os talibãs através de um comunicado publicado na sua página na Internet.
Grécia O secretário-geral para as Relações Económicas do Ministério dos Negócios Estrangeiros grego, Giorgos Tsipras, classificou os últimos acontecimentos do país como uma «catástrofe económica e política», durante uma visita oficial à Venezuela. «Hoje em dia estamos a produzir três quartos do que produzíamos em 2009, a isto se chama uma catástrofe económica e política e não se viu antes nada semelhante num país em período de paz», disse Tsipras numa conferência com funcionários e economistas vene
Estados Unidos O polícia branco norte-americano que está acusado de ter matado com um tiro na cabeça um homem negro desarmado em Cincinnati deixou na quinta-feira a prisão, após pagar 10% da fiança de um milhão de dólares. A notícia foi avançada esta sexta-feira pela polícia local que revelou que Ray Hamilton deixou as instalações da prisão pelas 18.45 horas de quinta-feira (23.45 em Lisboa) depois de pagar parte da fiança. Ray Hamilton esteve «sob vigilância por risco de suicídio», acrescentou a polícia
Conteúdo inexistente.

destaques