DOMINGO, 26-03-2017, ANO 18, N.º 6266
/
Internacional
Tsunami atinge Japão após sismo de 8.9; 40 mortos confirmados (com vídeo)
07:32 - 11-03-2011
Arrasador. Um sismo de magnitude 8.9 na escala de Richter atingiu, esta manhã, o nordeste do Japão, provocando um tsunami que atingiu algumas zonas costeiras e numerosas réplicas. Há pelo menos 40 mortos confirmados pelas autoridades citadas pela AP e 39 desaparecidos.

Segundo imagens da televisão japonesa NHK, transmitidas pelas agências internacionais, ondas com cerca de dez metros de altura invadiram a terra, levando à frente carros, barcos e alguns edifícios na prefeitura de Fukushima. A zona de Miyagi foi outra das mais afectadas pelo tsunami.

De acordo com o Instituto de Geofísica norte-americano, o sismo ocorreu às 14.46 horas locais (5.46 horas em Lisboa), a 179 quilómetros a leste de Sendai, ilha de Honshu e a 382 quilómetros de Tóquio. Após o sismo já se seguiram 19 réplicas, quatro delas com magnitudes entre 6.4 e 7.1. Logo após o primeiro abalo foi emitido um alerta tsunami para o Japão, Filipinas, Indonésia, zonas costeiras russas junto ao Pacífico, Tawian, Austrália, Ilhas Marianas, Havai e México. Várias zonas começaram já a ser evacuadas.

Em Sendai, o edifício de um hotel desabou e teme-se a morte de várias pessoas.

Muitos edifícios em Tóquio abanaram violentamente e, segundo a AFP, um edifício desmoronou-se na cidade, onde 600 estudantes participavam numa cerimónia de entrega de diplomas. Há vários feridos.

O tsunami que se seguiu atingiu o parque da Disneylândia, situado na região de Tóquio, que ficou completamente inundado.

Os transportes aéreos e ferroviários já foram interrompidos.

Ainda segundo a Reuters, registam-se alguns incêndios após o abalo. Uma refinaria a nordeste de Tóquio está a arder.

Entrento, o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, já reuniu de emergência com o seu governo e determinou a criação de um comité de crise para monitorizar a situação. Meios navais já foram enviados para Tóquio e para a zona de Miyagi.

Embaixada tenta contactar comunidade portuguesa
A chanceler da embaixada portuguesa em Tóquio já fez saber, em declarações à Antena 1, que a embaixada está a tentar contactar os cerca de 400 portugueses residentes no Japão, mas a falta de telecomunicações está a dificultar a operação. A responsável disse, no entanto, que na zona mais afectada (Sendai) pelo tsunami residem poucos portugueses.

Notícia actualizada às 10h58

Veja o vídeo

Redacção

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais do dia

Madeira A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar a morte de uma mulher, de 79 anos, que foi encontrada sem vida na zona do Arco da Calheta, na Madeira. As autoridades estão a interrogar o filho, de 45 anos, que partilhava casa com a vítima. O homem regressou há três semanas de Londres, existindo relatos de que tinham um passado conflituoso. O caso está a ser investigado como homicídio, uma vez que a vítima terá sido esfaqueada.
Cabo Verde A cidade do Mindelo, na ilha de São Vicente, acolhe nos dias 30 e 31 deste mês acolhe a terceira mesa redonda dedicada ao sector do turismo, desta feita sobre o tema `Turismo Urbano, Cultural e Náutico´. Segundo um comunicado do governo de Cabo Verde, a escolha de São Vicente tem a ver com as suas características de «ilha urbana, com um cosmopolitismo que lhe advém da sua cidade-porto com forte ligação ao mundo e à economia marítima». Esta mesa redonda visa analisar com as Câmaras Munici
Lisboa A rotura de uma conduta de água está a condicionar o trânsito em duas faixas da calçada de Carriche, em Lisboa, devido aos trabalhos de reparação. A Empresa Portuguesa das Águas Livres (EPAL) sugere aos condutores que, durante o dia de segunda-feira, optem por meios de transporte alternativos, ou vias alternativas, para o acesso a Lisboa. A rotura, no entanto, não põe em causa o abastecimento da água naquela zona da cidade

destaques