SEGUNDA-FEIRA, 24-07-2017, ANO 18, N.º 6386
544 bombeiros continuam a combater incêndio
Sertã Mais de 500 operacionais e um meio aéreo estão a combater na noite deste domingo um incêndio no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, indicou a Proteção Civil no seu site. Cerca das 21.40 horas a Proteção Civil indicou que estavam 544 operacionais no terreno apoiados por 168 meios terrestres. O incêndio em Coimbra já estará em fase de resolução, mas são ainda mais de 300 os bombeiros que continuam no local. O fogo no concelho de Gavião, distrito de Portalegre, mobiliza 229 operacionais. Os principais incêndios continuam ativos, embora o de Coimbra esteja já em fase de resolução. A Proteção Civil espera uma noite complicada. «Prevê-se um prolongamento dos trabalhos. Nenhum destes incêndios se aproxima da sua fase de conclusão, estão todos ativos», disse Patrícia Gaspar, adjunta nacional de operações da Proteção Civil, no último briefing ao final da tarde deste domingo.
Terreiro do Paço evacuado devido a mala suspeita
Lisboa O Terreiro do Paço, em Lisboa, foi evacuado por causa de um pacote suspeito. A PSP está no local a analisar a mala abandonada. Foi criado um perímetro de segurança que deverá manter-se até haver mais informações. Até à data não houve mais informações. Notícia atualizada às 23.33
Vento é o maior obstáculo no combate aos incêndios em Coimbra, Sertã e Gavião
País Há três incêndios ativos a concentrar as maiores atenções da Proteção Civil: Carvalhosas, em Coimbra, Sertã, Castelo Branco e Gavião, Portalegre. De acordo com a Proteção Civil o vento é a maior dificuldade no combate às chamas. «Prevê-se um prolongamento destes trabalhos. Nenhum destes incêndios se aproxima da sua fase de conclusão, estão todos ativos», declarou Patrícia Gaspar, adjunta nacional de operações da Proteção Civil.
Foto genérica (AP)
23-07-2017 - 20:22
Incêndio no concelho mobiliza mais de 200 bombeiros
Gavião Mais de 200 operacionais, apoiados por 44 veículos e quatro helicópteros estão a combater um incêndio no concelho de Gavião, distrito de Portalegre. Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Portalegre, o incêndio deflagrou este domingo às 16.11 numa zona de floresta perto da localidade de Domingos da Vinha. O incêndio tem duas frentes ativas e as chamas estão a ser combatidas por 221 bombeiros, 44 veículos e quatro meios aéreos. No local estão bombeiros das corporações de Portalegre, Évora e Castelo Branco e elementos da GNR.
Bloco de Esquerda quer «reconstrução» de direitos laborais e crescimento económico
Política A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, pediu este domingo medidas para que o crescimento económico «chegue a todas as pessoas» defendendo a «reconstrução de direitos na legislação laboral que permitam a valorização de todos os salários». Durante uma visita à Feira das Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira, na vila de São Teotónio, Catarina Martins falou aos jornalistas e disse: «É importantíssimo dar este passo, fazer com que o crescimento económico chegue a todas as pessoas», disse. A líder do Bloco de Esquerda defendeu que «para isso, é necessário reconstruir direitos na legislação laboral que permitam a valorização de todos os salários».
Mais de 200 bombeiros no combate ao fogo
Sertã 242 operacionais, 73 meios terrestres e apoiados por sete meios aéreos, estão a combater na tarde desde domingo, um incêndio no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco. Já foi acionado um grupo de reforço proveniente de Lisboa. A Proteção Civil indica, no seu site que o incêndio tem duas frentes ativas e começou às 13.47 horas, na localidade de Mosteiro de São Tiago, no concelho da Sertã.
Acidente faz um morto e dois feridos graves
Figueira de Castelo Rodrigo Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas gravemente em Nave Redonda, no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, na sequência de um despiste. O alerta foi dado pelas 14.43 horas, revelou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro da Guarda. Para o local foram mobilizados meios dos bombeiros de Figueira de Castelo Rodrigo e de Almeida, no distrito da Guarda. Elementos da GNR e uma VMER. As causas do acidente ainda estão por determinar.
Incêndio obriga ao corte da A13 na zona de Almalaguês
Coimbra A A13 está cortada na zona de Almalaguês devido ao incêndio que lavra no concelho de Coimbra e que mobiliza mais de 100 operacionais e quatro meios aéreos. De acordo com a Proteção Civil, o fogo teve início às 15.10 horas, em Santo António dos Olivais, no concelho de Coimbra. No local estão 118 operacionais apoiados por 29 meios terrestres e quatro aviões.
Procuradoria dá 10 meses para se concluir investigação do caso EDP
Justiça A Procuradora-Geral da República (PGR), segundo um despacho a que a RTP teve acesso, deu instrução para que o processo de investigação às alegadas rendas excessivos da EDP esteja concluído em 10 meses, prazo que, no entanto, poderá ser alargado. O despacho de Joana Marques Vidal surge em resposta ao pedido de arquivamento feito por alguns arguidos - são arguidos neste caso, que remonta a 2007, sete pessoas, entre elas o presidente da EDP, António Mexia, o presidente da EDP Renováveis, João Manso Neto, o antigo ministro da Economia, Manuel Pinho e Rui Cartaxo, ex-presidente da REN. Nenhum dos arguidos foi ainda ouvido pelo Ministério Público, que está a investigar suspeitas de corrupção. O despacho de 12 de julho, citado este domingo pela RTP, determina que o encerramento do inquérito, que investiga alegados ganhos excessivos da elétrica, seja concluído em 10 meses. Sob investigação estão os custos de manutenção do equilíbrio contratual das centrais da EDP concretizados no governo de José Sócrates, quando Manuel Pinho era ministro da Economia. O processo investiga, também, o prolongamento do prazo de concessão das barragens à EDP e a alegada atribuição de uma licença à central de Sines, sem contrapartida para o Estado. A EDP, atualmente controlada pela chinesa Three Gorges, tem rejeitado as acusações.
PSP deteve 11 pessoas e apanhou 72 condutores em excesso de velocidade
Porto Em comunicado, a PSP do Porto anunciou, este domingo, a detenção de duas pessoas por alegado tráfico de drogas, sete por condução sob o excesso de álcool e de dois condutores sem carta. Nesta operação, «que visou promover o sentimento de segurança junto dos cidadãos, foram fiscalizados 170 condutores e respetivas viaturas», sendo que todos foram submetidos ao teste de álcool no sangue. «Das 720 viaturas controladas por radar, 72 encontravam-se a circular em excesso de velocidade», acrescenta anota. A força de segurança assinala ainda que apreendeu haxixe e ecstasy «em quantidades suficientes para 61 e 144 doses individuais», respetivamente, bem como «um artefacto pirotécnico e 13 documentos de carros».
Recorde de venda de casas deverá ser batido este ano
País O ano de 2017 promete bater o recorde de compra e venda de casas em Portugal, recorde que persiste desde 2010 quando se registou o máximo de 129.950 transações de alojamentos familiares no País. Durante o ano de 2016, venderam-se 127.106 casas, o que não chegou para bater a marca de 2010. No entanto, os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) mostram que o quarto trimestre de 2016 e o primeiro trimestre de 2017 foram os mais fortes da série iniciada em 2009. Só nos três primeiros meses deste ano foram vendidas 35.178 casas, um novo máximo, que representa mais 19% face ao arranque de 2016, mais 121% face ao pior arranque (2013) e mais 7% face ao melhor (2010). Os números do primeiro trimestre de 2017 mostram ainda que atualmente se estão a vender, em média, em Portugal mais 26 casas/dia do que no arranque do melhor ano de 2010.

destaques