DOMINGO, 22-01-2017, ANO 17, N.º 6203
Rúben Guerreiro fecha top-10 no Tour Down Under
Ciclismo O português Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo) ascendeu ao décimo lugar do Tour Down Under depois de concluir a quarta etapa no 15.º lugar com o mesmo tempo (3:45:19 horas) do vencedor, o australiano Caleb Ewan (Orica-Scott). Apesar de Ewan ter conquistado a terceira vitória na prova australiana, é outro corredor da “casa”, Richie Porte, 30.º na etapa também com o mesmo tempo do compatriota, que segue na liderança da classificação geral. Rúben Guerreiro aparece agora em décimo a 29 segundos de Porte (14:20:18) na geral e mantém a liderança na juventude. José Gonçalves (Katusha-Alpecin) foi 28.º na etapa e aparece em 38.º na geral, Tiago Machado cruzou a meta em 43.º e caiu para 74.º.
legenda
20-01-2017 - 09:22
Tour Down Under: Rúben Guerreiro perto do top-10, Porte segue na liderança
Ciclismo O português Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo) continua em destaque no Tour Dow Under depois de terminar a terceira etapa no nono lugar com o mesmo tempo (3:24:45 horas) do vencedor, o australiano Caleb Ewan, e à frente de Richie Porte (19.º), que manteve a liderança da prova. Com este resultado, Guerreiro salta do 14.º para o 11.º lugar ainda que com o mesmo tempo do sexto classificado, Rohan Dennis, que está a 29 segundos de Porte. O corredor luso mantém também a liderança da classificação juventude, ainda que com o mesmo registo (10:35:28 horas) do espanhol Enric Mas. José Gonçalves (16.º) e Tiago Machado (122.º), ambos da Katusha-Alpecin, também subiram na geral e ocupam agora o 37.º e o 47.º lugares, respetivamente.
Tour Down Under: Rúben Guerreiro sétimo na etapa e melhor corredor jovem
Ciclismo O português Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo) foi sétimo na segunda etapa do Tour Down Under, na Austrália, tirada de 148,5 quilómetros que ligou Stirling a Paracombe e que terminou com a vitória do corredor da casa Richie Porte (BMC), em 3:46.06 horas. Rúben Guerreiro cruzou a meta com 19 segundos de atraso para o vencedor e assumiu a liderança da classificação juventude, ainda que com o mesmo tempo (3:46:25) do australiano Michael Storer, do espanhol Enric Mas e do colombiano Jhonatan Restrepo. Na geral ocupa a 14.ª posição a 29 segundos de Porte que, com o triunfo desta quarta-feira, saltou para a liderança com 20 e 22 segundos de vantagem sobre o espanhol Izagirre Insausti e o colombiano Esteban Chaves. José Gonçalves foi 49.º na etapa e ocupa a mesma posição na geral, Tiago Machado foi 56.º e é 55.º.
Tour Down Under: Tiago Machado melhor na etapa, José Gonçalves na geral
Ciclismo O português Tiago Machado (Katusha-Alpecin) terminou a primeira etapa do Tour Down Under, na Austrália, no décimo lugar com o mesmo tempo do vencer, o corredor da casa Caleb Ewan. Na classificação geral, liderada por Ewan, Machado é 23.º enquanto José Gonçalves (62.º na etapa com o mesmo tempo do vencedor) aparece em sétimo, ajudado pelas bonificações por ter sido segundo no sprint em Cockatoo Valley, que quilómetros 100.8. Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), 65.º também com o mesmo tempo de Ewan, ocupa o mesmo tempo na geral mas aparece em nono na classificação para corredores jovens. Classificação da etapa: 1. Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott 3:24:18 2. Danny van Poppel (Hol) Team Sky 3. Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe 4. Marko Kump (Esl) Team UAE Abu Dhabi 5. Niccolò Bonifazio (Ita) Bahrain-Merida 6. Nikias Arndt (Ale) Team Sunweb 7. Baptiste Planckaert (Bel) Katusha-Alpecin 8. Edward Theuns (Bel) Trek-Segafredo 9. Miles Scotson (Aus) BMC Racing Team 10. Sean De Bie (Bel) Lotto Soudal ... 20. Tiago Machado (Por) Katusha-Alpecin 62. José Gonçalves (Por) Katusha-Alpecin 65. Ruben Guerreiro (Por) Trek-Segafredo Classificação geral: 1. Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott 3:24:08 2. Danny van Poppel (Hol) Team Sky 0:00:04 3. Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe 0:00:06 4. Jay McCarthy (Aus) Bora-Hansgrohe 0:00:07 5. Nathan Haas (Aus) Dimension Data 0:00:08 6. Simon Gerrans (Aus) Orica-Scott m.t. 7. José Gonçalves (Por) Katusha-Alpecin m.t. 8. Marko Kump (Esl) Team UAE Abu Dhabi 0:00:10 9. Niccolò Bonifazio (Ita) Bahrain-Merida m.t. 10. Nikias Arndt (Ale) Team Sunweb m.t. ... 23. Tiago Machado (Por) Katusha-Alpecin m.t. 65. Rúben Guerreiro (Por) Trek-Segafredo m.t.
Quatro reforços no plantel leonino
Ciclismo O Sporting - Tavira revelou, este domingo, o plantel do ciclismo para a nova temporada e estão presentes os reforços Frederico Figueiredo, Joni Brandão, Alejandro Marque e Fábio Silvestre. Plantel leonino: Freferico Figueiredo (POR) Rádio Popular-Boavista Joni Brandão (POR) Efapel Alejandro Marque (ESP) LA-Antarte Fábio Silvestre (POR) Leopard Óscar Brea (ESP) Sporting-Tavira Mário Gonzalez (ESP) Sporting-Tavira Jesús Ezquerra (ESP) Sporting-Tavira Valter Pereira (POR) Sporting-Tavira Luís Fernandes (POR)Sporting-Tavira David Livramento (POR) Sporting-Tavira Shaun Bester (Á. SUL) Sporting-Tavira Rinaldo Nocentini (ITA) Sporting-Tavira
legenda
08-01-2017 - 23:11
Froome recusou autorização de utilização terapêutica no Tour de 2015
Ciclismo O ciclista Chris Froom revelou, em entrevista à BBC, que recusou uma autorização de utilização terapêutica (AUT) durante a Volta a França de 2015 por considerar ser moralmente incorreto. O britânico, após ver o seu historial clínico exposto por `hackers´ onde surgia o recurso a duas AUT, assumiu que recusou voltar a recorrer à exceção permitida a atletas com problemas médicos. «Senti que ter uma AUT na última semana da Volta a França era algo para o qual eu não estava preparado. Não me parecia moralmente correto», disse Froome que venceu as edições de 2013, 2015 e 2016 do Tour.
Rui Costa estabelece Volta a Itália como objetivo da temporada
Ciclismo O português Rui Costa, agora ao serviço da equipa UAE Abu Dhabi, estabeleceu a Volta a Itália como o principal objetivo para esta época. «Como chefe de equipa, tenho grandes responsabilidades. O meu objetivo é fazer um grande Giro», vincou o campeão do Mundo de fundo de 2013, citado pelo site CyclingNews. As declarações foram recolhidas durante a apresentação da equipa, na qual se destacam os nomes de Ben Swift, Louis Meintjes e Diego Ulissi. A estreia acontecerá no Tour Down Under, na Austrália.
Bradley Wiggins anuncia abandono
Ciclismo O britânico Bradley Wiggins anunciou, esta quarta-feira, o abandono da carreira profissional de ciclista. «Conheci os meus ídolos e andei ao lado deles durante 20 anos. 2016 é o fim da estrada para este capítulo», disse. Vencedor da Volta a França em 2012, Bradley Wiggins, 36 anos, foi ainda campeão olímpico e estabeleceu também o recorde da hora em pista. Em 2013 foi condecorado pela rainha Elizabeth II com o título de Sir.
Hugo Sabido encerra carreira
Ciclismo Aos 37 anos, Hugo Sabido decidiu dar por encerrada a carreira profissional, depois de ter terminado contrato com o Sporting-Tavira e não ter encontrado equipa para a nova temporada. «Hoje dou como terminada a minha carreira desportiva. Sabia que um dia teria de acontecer, mas não contava que fosse já este ano. Ainda me sinto capaz fisicamente de competir ao mais alto nível e, acima de tudo, continuo a ter prazer em treinar e competir. Infelizmente não consegui equipa para 2017, não sei se por causa da lei das idades, implementada pela Federação Portuguesa de Ciclismo ou se simplesmente nenhuma equipa me via capaz de colmatar uma vaga existente nos seus planteis. Tenho pena que tal tenha acontecido, pois, embora me encontre com 37 anos, creio que deixo a competição prematuramente», referiu Hugo Sabido, através da rede social facebook. Além do Sporting-Tavira, o agora antigo corredor representou ainda Milaneza-Maia, Barloworld, LA Alumínios-Antarte e Louletano. No currículo destaca-se a conquista da Volta ao Algarve de 2005 e os segundos lugares na Volta à Polónia de 2011 e na Volta a Portugal de 2012 (atrás do espanhol David Blanco)
Dez equipas da WorldTour na Volta Algarve
Ciclismo A organização da Volta ao Algarve confirmou esta quinta-feira que a prova, que vai decorrer entre 15 e 19 de fevereiro, terá como participantes dez equipas do circuito profissional. Inscreveram-se, do grupo de ‘elite’, a Astana (Cazaquistão), a Bora-hansgrohe (Alemanha), a Cannondale-Drapac (Estados Unidos), a Dimension Data (África do Sul), a FDJ (França), a Katusha-Alpecin (Suíça), a Lotto NL-Jumbo (Holanda), a Lotto Suudal (Bélgica), a Movistar (Espanha) e a Quick-Step Floors (Bélgica). Da categoria Continental Profissional vão participar a Caja Rural-Seguros RGA (Espanha), a Gazprom-RusVelo (Rússia), a Manzana Postobón (Colômbia) e a Wanty-Groupe Gobert (Bélgica). A estas juntam-se as portuguesas Efapel, LA Alumínios-Metalusa, Louletano-Hospital de Loulé, RP-Boavista, Sporting-Tavira e W52-FC Porto, e ainda a norte-americana da Rally Cycling, também do terceiro escalão. A competição terá um total de 770,2 quilómetros, repartidos por cinco etapas. Etapas: 15 fevereiro: 1.ª Etapa: Albufeira - Lagos, 180,3 km 16 fevereiro: 2.ª Etapa: Lagoa - Fóia (Monchique), 189,3 km 17 fevereiro: 3.ª Etapa: Sagres - Sagres (C/R Individual), 18 km 18 fevereiro: 4.ª Etapa: Almodôvar - Tavira, 203,4 km 19 fevereiro: 5.ª Etapa: Loulé - Malhão, 179,2 km