0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 55 60 65 70 75 80 85 90

V. Setúbal imita Benfica e é a segunda equipa a trazer pontos do Dragão

António Barroso

O V. Setúbal, orientado por José Couceiro, evitou na noite deste domingo que o FC Porto vá à Luz defrontar o Benfica, na próxima jornada, na liderança na Liga, ao impôr um empate 1-1 aos portistas no Estádio do Dragão, no encontro mais importante do dia da presente 26.ª jornada da Liga.

Depois de quatro derrotas nas últimas quatro temporadas no Dragão, e de Soares ter marcado nos seis anteriores jogos no Dragão da Liga (e nove no total do campeonato), dois ciclos se interomperam: o Vitória trouxe pontos da cidade invicta, onde não vence o FC Porto para a Liga desde 1989, e o brasileiro dos dragões, ex-V. Guimarães, não conseguiu marcar um golo.

Apesar do domínio intenso, da posse de bola quase asfixiante e do arrastar da pressão portista nos 112 minutos do encontro – o árbitro, Manuel Oliveira, concedeu cinco minutos de compensação na primeira parte, mais sete na segunda – apenas por uma vez os portistas conseguiram desfeitear Bruno Varela e um Vitória muito bem organizado, que concedeu a iniciativa do jogo aos anfitriões mas nunca baixou a cabeça ou deixou de lutar, tendo acabado por levar um ponto de prémio.

Óliver serviu Jesus Corona para o 1-0, no no tempo de compensação da primeira parte (45+1’), mas aquilo em que poucos acreditariam aconteceu na segunda metade: numa das poucas vezes que o Vitória contra-ataque, Nuno Pinto centrou da esquerda e João Carvalho, em corrida, dominou com o pé direito, ultrapassou Felipe (que escorregou) e disparou, com o esquerdo, para o fundo da baliza de Casillas, assinando o 1-1 aos 56 minutos.

Para trás ficou um minuto incrível, aos 28, em que o poste, Thiago Santana e Varela salvaram, por três vezes, o golo portista, a tentativas de Marcano, Felipe e Danilo. Os 49.417 espectadores que esgotaram o Estádio do Dragão, na expectativa de ver os pupilos de Nuno Espírito Santo chegarem à liderança, nem queriam acreditar.

Com este resultado, os dragões, treinados por Nuno Espírito Santo, falharam, para já o assalto à liderança da Liga: poderíam ter ultrapassado o Benfica – que visitam, no clássico da Luz, na próxima jornada do campeonato, a 27.ª – no topo da classificação, em caso de vitória, após os encarnados não terem, sábado, ido além de um nulo (0-0) em P. Ferreira.

O Vitória é a segunda equipa a tirar pontos ao FC Porto no seu estádio: só o Benfica ali empatara (1-1), anteriormente, o que diz bem da proeza dos setubalenses, que nesta Liga ficaram invictos com Benfica (1-1 e 1-0) e somaram dois empates com os dragões (0-0 e 1-1, agora), percurso assinalável a bater o pé aos grandes: só perderam com o Sporting - 0-2, em Alvalade, para a Liga, 0-1 no Bonfim, para a Taça de Portugal – mas também já venceram os leões (2-1, Taça da Liga).