SEXTA-FEIRA, 24-03-2017, ANO 18, N.º 6264

Não existem notícias com o conteúdo procurado, em alternativa apresentamos as últimas 15 notícias.

Foto AP
Argentina vence Chile (1-0) com penalty de Messi
Um golo de Lionel Messi, de grande penalidade, ao minuto 16, deu a vitória à Argentina na receção ao Chile, encontro da 13.ª jornada da fase de qualificação sul-americana para o Mundial de 2018. A seleção albiceleste, sujeita a enorme pressão na segunda parte, logrou segurar a magra vantagem até final, somando agora 22 pontos no terceiro lugar da classificação, atrás de Uruguai (23 pts) e Brasil (30 pts). O Chile caiu para o sexto lugar, com 20 pontos. Empate entre `portugueses´ Venezuela e Peru empataram a dois golos em Maturín. Jhon Murillo, avançado cedido pelo Benfica ao Tondela, foi totalista na equipa da casa, que chegou ao intervalo a vencer por 2-0. André Carrillo marcou o primeiro golo dos visitantes a abrir a segunda parte, sendo substituído aos 78 minutos, já com o resultado em 2-2. A Venezuela é última classificada, com seis pontos. O Peru ocupa o oitavo lugar, com 15.
Mundial 2018
01:37 - 24-03-2017
Foto AP
André Carrillo marca na Venezuela (vídeo)
André Carrillo, extremo do Benfica, fez o gosto ao pé no jogo entre Venezuela e Peru, da fase de qualificação sul-americana para o Mundial de 2018.
Peru
01:16 - 24-03-2017
Paulinho (Foto AP)
Brasil vence Uruguai (4-1) com `hat trick´ de Paulinho
O Brasil foi ao Estádio Centenário vencer o Uruguai, por expressivos 4-1, encontro referente à 13.ª jornada da fase de qualificação sul-americana para o Mundial de 2018. Cavani, na transformação de uma grande penalidade, aos nove minutos, colocou a seleção da casa na frente do marcador. Paulinho, à passagem do minuto 19, restabeleceu a igualdade para os visitantes e operou a reviravolta na segunda parte, aos 52. Neymar fez o 1-3, aos 74 minutos, antes de Paulinho completar o hat trick, já em período de descontos, fixando o resultado em 1-4. Ederson foi suplente não utilizado no Brasil, que soma agora 30 pontos no primeiro lugar, com mais sete que o Uruguai, segundo classificado. Maxi Pereira e Coates foram totalistas na seleção celeste, tendo sido admoestados com cartão amarelo. Noutro jogo da noite, o Paraguai recebeu e venceu o Equador, por 2-1.
Mundial 2018
01:03 - 24-03-2017
Foto AP
Neymar passa por Coates e faz… magia (vídeo)
Neymar coroou exibição inspirada no jogo entre Uruguai e Brasil, em Montevideu, com um golo para mais tarde recordar. Sebastián Coates, central do Sporting, tentou, em vão, impedir a finalização sublime do craque brasileiro.
Brasil
00:47 - 24-03-2017
O maior ídolo e campeoníssimo de sempre está de volta à mesa e ação, quase cinco anos após um adeus à competição que se pensava definitivo, mas não...
Stephen Hendry voltou, viu e venceu (3-2)
Aos 48 anos, o único heptacampeão mundial da era moderna do snooker, o escocês Stephen Hendry, voltou a competir e interrompeu a reforma que consumara há quase cinco anos (1 de maio de2012), ao vencer na noite de quinta-feira Aiden Owens por 3-2 nos quartos-de-final do Mundial de Seniores, a decorrer até sábado em Scunthorpe (Inglaterra). Hendry terá pela frente o inglês Peter Lines, nas meias-finais, quando forem 13 horas desta sexta-feira, no Baths Hall da cidade inglesa, na prova reservada a maiores de 40 anos e cuja vitória confere ao campeão o direito a estar, de 5 a 12 de abril, nas qualificações para o Mundial absoluto, no Pons Forge International Centre, em Sheffield (Inglaterra), A prova tem algumas especificidades – 30 segundos de tempo limite para tacar, dois descontos de tempo a cada jogador - e ainda 10 mil libras (11.546 euros) para o vencedor, que ficará a três jogos de jogar o Mundial absoluto, que se seguirá na cidade de Sheffield, também, mas no Crucible Theatre, de 15 de abril a 1 de maio. O mesmo Crucible onde Hendry arrasou na década de 90 com sete títulos mundiais: 1990, 1992, 1993, 1994, 1995, 1996 e 1999. Uma lenda vida que poderá estar a cinco jogos – dois esta sexta-feira (meias-finais e final), mais as três rondas das qualificações em Ponds Forge – de voltar a defrontar John Higgins, Mark Selby ou Ronnie O’Sullivan, com quem travou alguns dos mais fantásticos duelos desta variante do bilhar. Para já, Hendry jogou uma negra que, de acordo com as regras deste Mundial de Seniores, teve apenas a bola preta e branca na mesa: quem embolsou a negra ganhou, e foi o escocês a sorrir no fim, em jogos à melhor de cinco frames (vitória de 3-0 a possíveis 3-2). Mas a final, na noite de sábado, será à melhor já de sete frames (de 4-0 a possíveis 4-3), mantendo-se o esquema para a negra, se o jogo chegar a 3-3: é só a preta para embolsar na mesa. Mundial de Seniores (vencedores a negro): Joe Johnson-Patrick Wallace, 3-0 Patsy Fagan-Peter Lines, 0-3 Aiden Owens-Willie Thorne, 3-1 Tony Knowles-Jonathan Bagley, 2-3 Quartos de final, 5.ª feira: John Parrott-Joe Johnson, 3-0 Dennis Taylor-Peter Lines, 0-3 Stephen Hendry-Aiden Owens, 3-2 Cliff Thorburn-Jonathan Bagley, 0-3 Meias-finais, esta 6.ª feira, 13 horas: Jonathan Bagley-John Parrott Stephen Hendry-Peter Lines Final: sábado 19 horas
Snooker
00:33 - 24-03-2017
Diego Costa (Foto AP)
«Queremos Diego Costa chateado em campo» - Lopetegui
Julen Lopetegui acredita que a seleção espanhola tem muito a ganhar com o caráter intempestivo de Diego Costa. «Queremo-lo tal como ele é, tem muitas coisas boas. A agressividade, positiva, é necessária e queremos que esteja um pouco chateado em campo, precisamos disso», sublinhou. O avançado tomou nota das palavras do selecionador e disse de sua justiça. «Não entro em campo chateado, é algo que acontece normalmente durante os jogos. Procuro fazer o melhor possível e esta época estou cada vez mais longe desse tipo de ações», realçou Diego Costa.
Espanha
00:27 - 24-03-2017
Namorada do médio argentino Jonas Gutiérrez é a nova voz do Estádio Monumental
A namorada de Jonás Gutiérrez, médio do Defensa y Justicia, da 1.ª Divisão argentina, será a voz do Estádio Monumental, casa do River Plate (clube do coração desta beleza sul-americana), em Buenos Aires, no jogo entre os `milionários` e o Belgrano, agendado para este domingo. Apresentadora, jornalista e modelo, a cara metade de Jonás Gutiérrez (o internacional pela seleção das Pampas fez carreira no Maiorca, Newcastle e Corunha), cujo percurso internacional foi temporariamente interrompido devido a um cancro nos testículos, foi eleita para ser a voz `on` para a o referido jogo, pela organização Mulheres Associadas a Clubes de Futebol. O ano pasado, a super modelo Marcela Baños foi a eleita para entreter os adeptos no superclássico entre River Plate e Boca Juniors. E, esta temporada, 40 estádios argentinos vão ter vozes `on`... femininas.
A Bola de Estrelas
00:14 - 24-03-2017
Iker Casillas
«Não é a mesma coisa ir à Luz no primeiro ou no segundo lugar» - Casillas
Em entrevista à revista `Dragões´, Iker Casillas deixou críticas ao que considera ter sido o antijogo do Vitória de Setúbal no Estádio do Dragão e reconheceu que «não é a mesma coisa» defrontar o Benfica, no Estádio da Luz, no primeiro ou no segundo lugar da classificação. «Não estava habituado a isto em Espanha, não é normal. Até entendo que aqui todas as equipas que jogam contra os grandes, seja FC Porto, Sporting ou Benfica, procurem perder tempo, porque são estratégias. Cada um tem a sua forma de jogar, mas evidentemente que não pode ser normal o guarda-redes estar quatro, cinco ou seis vezes no chão ou um defesa cair no chão por nada. A Federação tem de estudar este tipo de casos e ter consciência de que isto não pode acontecer no mundo do futebol», argumentou o experiente guarda-redes espanhol. O empate com a equipa sadina, um dia depois de o Benfica ter deixado dois pontos em Paços de Ferreira, impediu os azuis e brancos de ascender à liderança da Liga. Casillas admite que «não é a mesma coisa» ir à Luz no primeiro ou no segundo lugar, para um jogo que, aos olhos do guardião, «vai ser uma verdadeira final». «É verdade que faltarão sete jogos e muita coisa pode acontecer, mas vai ser, de facto, um jogo muito importante», reforçou.
FC Porto
00:12 - 24-03-2017
Sara Rocha é a fiel (e única) depositária das esperanças nacionais numa medalha, esta sexta-feira, no Algarve
Sara Rocha à beira da medalha no Europeu de Pool
A bracarense Sara Rocha, atleta da Académica, está a duas vitórias de garantir para Portugal a primeira medalha nos Campeonatos Europeus de Pool, que se iniciaram dia 18 e decorrem até dia 28 do corrente mês nas 24 mesas montadas no Palace Hotel dos Salgados (Albufeira), no Algarve. Medalha de bronze na disciplina de Bola 10 nos Europeus da Áustria-2016, Sara Rocha venceu esta quinta-feira a suíça Yini Gaspar por claríssimos 6-0, nos 16avos-de-final do concurso individual feminino da disciplina de Bola 8, a mais popular em Portugal: embolsar um conjunto de sete bolas numeradas (da 1 à 7, ou da 9 à 15) e a bola preta, número oito, por último. Sara defronta bem cedo (9 horas) na manhã de sexta-feira a holanesa Melissa Rademakers, a abrir este terceiro dia consagrado à Bola 8 no Europeu, organizado em conjunto pela European Pocket Billiards Federation (EPBF) e pela Federação Portuguesa de Bilhar (FPB), que conta com 175 atletas de 35 países, e com entrada livre a todos os interessados. Caso Sara Rocha vença, seguem-se os quartos, às 15.30 horas, onde nova vitória confere, desde logo, a garantia de medalha: não há jogo de atribuição dos terceiro e quarto lugares nos Europeus desta variante do bilhar, pelo que os quatro semifinalistas discutem, depois, as duas medalhas de bronze (vencidos das meias-finais, às 17.30 horas), o ouro e a prata (final, 20 horas). Sara foi mesmo a única da dezena de atletas de Portugal a sobreviver na Bola 8 - terceiro torneio do Europeu, depois do Straight Pool e da Bola 10, segue-se a Bola 9 e a fechar as provas por equipas, em ambos os sexos – para o dia das decisões, numa disciplina em que, dos 11 atletas da Seleção, só Samuel Santos (Clube de Bilhar de São João da Madeira) não participou. Bruno Sousa, também da Académica, perdeu nos 32avos-de-final da Bola 8 com o finlandês Jani Uski (7-8), carrasco dos jogadores nacionais neste dia: venceria (8-6), depois, nos 16avos-de-final, o madeirense Miguel Silva (Academia de Bilhar Miguel Silva), que, nos 32avos-de-final, vencera categoricamente um dos monstros sagrados dos panos azuis, o holandês Nick van den Berg (8-3). Miguel foi, ainda assim, honroso 17.º Já Rui Edgar Franco (Sporting) bateu o cipriota Achilles Pittalis por 8-4, e depois o belga Joris Vaes por 8-3, para garantir lugar nos 32avos-de-final, onde não teve quaisquer chances (1-8) diante do sueco Tomas Larsson. Também Américo Francisco (CF Marecos) venceu o francês Alexandre Eve por 8-4, e depois o eslovaco Jaroslav Polach, por 8-5, para chegar ao quadro final dos últimos 64, onde caiu às mãos do russo Konstantin Stepanov (3-8). Nas senhoras, Marta Tavares (Sporting) perdeu 3-6 com a holandesa Tamara Peeters-Rademakers, e depois ficou na repescagem para os oitavos diante da espanhola Amalia Matas (2-6), jogadora do FC Porto e campeão europeia de Bola 10 na quarta-feira, já nos Salgados. Também do FC Porto, Vânia Oliveira Franco começou o dia com um desaire (1-6) diante de uma outra jogadora da Académica de Coimbra: a austríaca Jasmin Ouschan, já medalha de prata nestes Europeus em Straight Pool. Vânia jogou a repescagem para os oitavos-de-final com a alemã Melissa Suessenguth, onde ficou (3-6), concluindo a sua participação nesta disciplina. Antes, já Ana Oliveira (Académica) dissera adeus à prova: 1-6 com a alemã Kristina Grimm. Por último, Jorge Tinoco (Sporting), que perdeu 6-8 com o suíço Marco Steiner e foi eliminado logo no primeiro jogo do dia. E a continuar a saga adversa para Portugal nas negras, João Grilo (Sporting): perdeu com o checo Marek Hajdovsky (7-8) e foi eliminado nos 32avos-de-final.
Bilhar
00:00 - 24-03-2017
Aníbal Styliano
NUNCA TE ESQUEÇAS (grita-nos a Memória do futebol) (artigo de Aníbal Styliano, 16)
Sem memória é como viver sem rumo. Para se poder avançar para o desenvolvimento é necessário talento, esforço, organização e conhecimento alicerçado. Esse conhecimento advém também da investigação e da partilha. Uma das maiores riquezas da humanidade é precisamente a capacidade em divulgar informações, em aprofundar, por conta própria, incertezas e sucessivas descobertas no permanente jogo do esclarecimento e da dúvida. O futebol, como todas as paixões, desencadeia processos específicos, imparáveis, inexplicáveis. Querer saber mais, como se chegou aqui, quem fez e como fez, o que ajuda a fazer melhor, episódios únicos e testemunhos na primeira (na segunda e na terceira) pessoa, são alguns dos "mistérios" e ansiedades que muitos procuram desvendar. Em cada clube poderia haver um departamento (um grupo) para assumir a defesa do património específico e guardar factos que de outro modo se poderão perder para sempre. Lamentável e empobrecedor. Com as novas tecnologias já são necessárias caixas, grandes espaços, imenso papel, pois tudo pode ficar guardado numa dimensão virtual, sempre preparada para fazer regressar a vida de cada época, os contextos e os seus intervenientes diretos. Catalogar e guardar por datas, por temas, por categorias, por clubes, nunca foi tão fácil e tão sedutor. Posso afirmar que é um processo motivante. e reconfortante. Conheço vários investigadores do futebol (e não só) que em grupos nas redes sociais, em contínuas publicações sempre excecionais, revelam factos que nos encantam e surpreendem. Alguns fazem-no em discurso direto, outros recordando o que ouviram aos seus familiares, outros mediante pesquisas de grande mérito. Sei que já houve, no passado, tentativas para estruturar uma rede, uma entidade, que conseguisse filtrar, tratar e divulgar os vários tesouros que se encontram diariamente. Por incrível que possa parecer a muitos, nunca se conseguiu nada, as reuniões acabaram sempre infrutíferas. As entidades governamentais que tutelam o desporto, a FPF, entre outras, são as que têm maiores responsabilidades em dar passos significativos para que se concretizem ações e projetos de preservação de Memórias do nosso futebol. Por cada referência ou facto que se perca definitivamente (e esse risco é diário) ficámos mais pobres e mais atrasados. Podia citar uma lista vasta de investigadores de futebol, uns mais ligados a clubes, outros de forma mais geral e envolvente, mas todos com uma capacidade e rigor que aperfeiçoam com paixão diária (muitas vezes se equiparam a elevados graus académicos e profissionais). Assim se aprendem factos que poucas pessoas sabiam, decisões e obras que continuam esquecidas e que tanta ajuda podem sempre aportar. Mais do que reconhecimento público, precisamos de uma entidade com coragem, competência, capacidade e disponibilidade, para integrar todos estes tesouros e relíquias e enquadrar essa ação, de forma sistemática, coordenada e eficaz. O movimento associativo é, por si só, uma prova de excelência em servir a sociedade. Um país que conhece a sua história, que sabe de onde veio, que compreende a sua forma de estar, o que fez e o que pode fazer melhor, consegue evitar repetições de erros, perdas de rumo, o que é sempre uma boa estratégia para evitar desperdícios, alguns catastróficos, ainda que quase sempre impunes. Triste sina nossa (que tarda em ser corrigida). Mais do que identificar grandes investigadores (uns jovens, outros com mais idade, todos atuais), sugiro visitem as redes sociais e consultem artigos fantásticos que despertarão, de imediato, a atenção e a vontade em querer saber mais. Sem dificuldade, no facebook ( enão só) descobrirão contributos, investigações e grupos com grande valor, sempre imparáveis. A todos os que diariamente me ensinam mais, a minha gratidão e apoio para continuarem. NUNCA TE ESQUEÇAS (grita-nos de novo a Memória do futebol). Será que esse grito não incomoda quem o dirige e quem tem a obrigação de o saber defender, e muito particularmente proteger dos riscos graves que o cercam constantemente? Continuo a pensar que o conhecimento da História pode ser muito útil inclusive como eficiente defesa perante adversários poderosos, alguns utilizando meios nem recomendáveis, nem legais: a corrupção não desaparece só por que se deixa de falar nela. O que se conhece ganha sentido. Para os mais novos, sugiro que escrevam os episódios contados e vividos pelos membros das suas famílias; certamente descobrirão um bom primeiro passo para a tolerância, a responsabilidade e o carácter, com grande coesão da equipa "família": conceito que o desporto em geral, e o futebol em particular, conseguem alargar de forma imparável. Aníbal Styliano é Professor licenciado em História; treinador de futebol nível IV UEFA Pro Licence; diretor pedagógico da Associação de Futebol do Porto; membro da comissão de formação da Federação Portuguesa de Futebol e do conselho consultivo da Associação Nacional de Treinadores de Futebol.
Espaço Universidade
23:54 - 23-03-2017
Foto Pedro Rocha/ASF
«Renovação do meu contrato ainda não está em discussão», assinalou Abel Xavier, selecionador dos Mambas
Depois de ter sido apresentado, em janeiro de 2016, como novo selecionador de Moçambique, num processo que não reuniu consenso, mas que teve a firme posição do Presidente da Federação, Alberto Simango Júnior, Abel Xavier, que conquistou a simpatia dos adeptos e até dos seus detratores, tem este ano um vasto conjunto de compromissos - só que o contrato do antigo internacional português expira em outubro, um mês antes da derradeira eliminatória do CAN-Interno, cujo adversário, curiosamente, poderá ser Angola. Questionado sobre este impasse, Abel Xavier disse. «A renovação do meu contrato ainda não está em discussão. É óbvio que, no início deste processo, quando anunciámos as intenções entre vontade e necessidade do processo, falei com o presidente Alberto Simango. O meu contrato é válido por dois anos. É um contrato que, taxativamente, termina três meses antes, porque há uma manifestação de consenso entre as partes para continuarmos a trabalhar em conjunto», explicou. Segundo Abel Xavier, treinador dos Mambas, «quem começa um projeto desta natureza, sabe, efetivamente, que as competições que verdadeiramente contam são o apuramento para o próximo Campeonato Africano das Nações (CAN-2019) e o CAN-Interno, assegurando, depois, estar «focalizado no trabalho que está por fazer. Os Mambas, que este sábado, no Estádio Nacional do Zimpeto, defrontam Angola, somente entram na segunda eliminatória do CAN-Interno, entre 14 e 21 de julho, defrontando o vencedor do Madagáscar-Malawi.
Moçambique
23:42 - 23-03-2017
Foto ASF
Estreia de `Eusébio – História de uma Lenda’ reúne personalidades no CCB (fotos)
Personalidades de diversos quadrantes da sociedade portuguesa reuniram-se no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, para a estreia do filme `Eusébio – História de uma Lenda’. Fotos Carla Carriço/ASF
Futebol
23:39 - 23-03-2017
Nick Kyrgios (Foto AP)
Kyrgios pede multa para Gastão Elias
O australiano Nick Kyrgios insurgiu-se, nas redes sociais, contra o comportamento do português Gastão Elias durante o encontro com Horacio Zeballos, da primeira ronda do Masters 1000 de Miami. «Multem-no. Não podemos ter este tipo de comportamento no circuito», indignou-se, no Twitter, o 16.º colocado do ranking mundial, no seguimento da publicação de um vídeo em que se pode ver Gastão Elias a atirar a bola na direção da bancada, depois de perder um ponto. O português foi eliminado por Zeballos, em três sets, pelos parciais 7-6 (7/2), 2-6 e 5-7.
Ténis
23:21 - 23-03-2017
Final e ‘meias’ da Taça de Portugal em A BOLA TV
A BOLA TV vai transmitir em direto as meias-finais e a final da Taça de Portugal masculina em basquetebol. Gondomar é o palco da Final 8 e conta com a promessa de emoções fortes a começar com o Benfica a defender o troféu frente ao ‘tomba-gigantes’ Illiabum, que deixou pelo caminho o FC Porto. As ‘meias’, a que poderá assistir em direto n´A BOLA TV, realizam-se sábado com o momento mais esperado agendado para domingo, às 16 horas, igualmente em exclusivo e em direto em A BOLA TV. CALENDÁRIO Taça de Portugal - Final 8 23 de março (1/4 final) Jogo 1: Galitos Barreiro - Terceira Basket Club, 65-49 Jogo 2: CAB Madeira - Lusitânia, 83-75 24 de março (1/4 final) Jogo 3: Illiabum Clube - SL Benfica, às 18.30 horas Jogo 4: UD Oliveirense - Vitória SC, às 21.00 horas 25 de março (meias-finais) Jogo 5: Galitos Barreiro - CAB Madeira às 15.00 horas A BOLA TV Jogo 6: Vencedor do jogo 3 - vencedor do jogo 4, às 17.30 horas A BOLA TV 26 de março Final, às 16 horas – A BOLA TV
Basquetebol
23:04 - 23-03-2017
Foto ASF
Galitos Barreiro e CAB Madeira defrontam-se nas meias-finais da Taça de Portugal
O CAB Madeira será o adversário do Galitos do Barreiro na primeira meia-final de sábado da Taça de Portugal masculina em basquetebol, às 15 horas - transmissão direta em A BOLA TV -, após ter vencido os açorianos do Lusitânia por 83-75, no segundo jogo dos quartos de final do dia de ontem da LXVIII edição do troféu, a disputar-se até domingo no Multiusos de Gondomar. No jogo de estreia a equipa da margem sul do Tejo vencera a outra formação açoriana da prova, o Terceira Basket, por 65-49. Esta sexta-feira ficam completos os quartos de final com os jogos Illiabum-Benfica (18.30 horas) e Oliveirense-Vitória de Guimarães (21 horas) a ditarem os restantes dois semi-finalistas da prova organizada pela cidade de Gondomar em parceria com a Associação de Basquetebol do Porto.
Basquetebol
23:00 - 23-03-2017