SÁBADO, 24-06-2017, ANO 18, N.º 6356
Cabo Verde
Governo cabo-verdiano envia mensagem de condolências a Portugal
23:45 - 19-06-2017
A Presidência da República e o Governo cabo-verdiano, liderado por Ulisses Correia e Silva, enviaram mensagens de condolências formais a Portugal, na sequência do incêndio em Pedrógão Grande, depois das primeiras reações do chefe de Estado e do primeiro-ministro nas redes sociais.

Na mensagem de condolências enviada ao homólogo «e amigo Marcelo Rebelo de Sousa», o chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, manifestou «em nome próprio e de todos os cabo-verdianos, profunda consternação e solidariedade à Nação Portuguesa, neste momento de grande dor e tristeza».

«Peço que transmita as minhas mais profundas condolências e toda a minha solidariedade às famílias das vítimas e ao povo irmão de Portugal, pela tragédia de Pedrógão Grande, que nos tem entristecidos em Cabo Verde», acrescentou.

Por seu lado, o Governo afirma que «foi com profunda tristeza» que «recebeu a notícia do trágico incêndio ocorrido no município de Pedrógão Grande, que causou um elevado número de vítimas mortais e feridos».

«Fazemos chegar as nossas condolências e a nossa mais sentida solidariedade aos familiares das vítimas e ao povo português», acrescenta a mensagem, que deseja «muita força e perseverança às forças no terreno, que em circunstâncias difíceis continuam a combater este incêndio».

«Nesta hora difícil, enviamos um abraço amigo do povo cabo-verdiano», conclui a mensagem.

Além da Presidência da República e do Governo, também os dois partidos da oposição, PAICV e UCID, e a Fundação do ex-primeiro-ministro José Maria Neves tinham já endereçado, através das redes sociais, mensagens de pesar a Portugal.
Lusa

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais de CABO VERDE

Cabo Verde Mais de metade dos funcionários públicos cabo-verdianos tem vinculo de nomeação na administração pública, segundo dados oficiais de 2015, divulgados a propósito do Dia da Administração Pública Africana, que hoje se assinala. De acordo com os dados
Cabo Verde O chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, felicitou hoje o escritor angolano José Eduardo Agualusa pela atribuição do prémio literário internacional de Dublin, considerando a distinção como «mais uma etapa de afirmação» da língua portugu

destaques