SÁBADO, 27-05-2017, ANO 18, N.º 6328
Angola
UNITA admite pedir explicações sobre saúde de PR via parlamento
14:33 - 18-05-2017
O vice-presidente da UNITA, Raul Danda, afirmou hoje que é um «dever» da Presidência da República angolana prestar informação pública sobre o estado de saúde do Presidente José Eduardo dos Santos, admitindo levar o assunto ao parlamento.

O dirigente da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), o maior partido da oposição angolana, reagia em entrevista à agência Lusa, em Luanda, aos rumores que circulam há alguns dias sobre o estado de saúde de José Eduardo dos Santos, ausente do país há mais de duas semanas.

«O presidente José Eduardo dos Santos é o Presidente de todos os angolanos e os angolanos têm o direito - e a Presidência a obrigação - de saber sobre o seu estado de saúde. Em qualquer parte do mundo se sabe se o Presidente vai ao hospital ou está doente. Não é correto vivermos num país em que fazemos de conta que o Presidente não é um ser humano e não fica doente», criticou Raul Danda.

Lamentando a «especulação» dos últimos dias e embora o partido ainda não tenha tomado qualquer decisão, o vice-presidente da UNITA admite que sejam pedidos esclarecimentos oficiais sobre o estado de saúde de José Eduardo dos Santos «através do parlamento».

Há cerca de uma semana que vários rumores, em Angola e Portugal, apontam para o agravamento do estado de saúde de José Eduardo dos Santos, numa altura em que se encontra em visita privada a Espanha, conforme anunciado anteriormente.

«Quando a informação não é prestada, como nunca foi prestada, começam as especulações, nos órgãos de comunicação social, nas redes sociais. É o nosso Presidente, temos o direito de saber como está, o que tem. Não temos de andar de coração nas mãos por não sabermos o que se está a passar», apontou ainda Raul Danda.

«A saúde do chefe de Estado é uma preocupação de todos os angolanos», enfatizou o vice-presidente da UNITA.

A empresária Isabel dos Santos desmentiu no sábado notícias que circularam sobre o agravamento do estado de saúde do pai, José Eduardo dos Santos, atualmente com 74 anos.
Lusa

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais de ANGOLA

Angola Investidores privados vão investir 8,9 milhões de euros para instalar, na província de Luanda, uma fábrica para produção de postes de iluminação pública, segundo o contrato de investimento com o Estado. De acordo com o documento, datado de 16 de
Angola Pelo menos seis mortos é o balanço de um acidente ocorrido na sequência da queda de um contentor de mercadorias sobre uma viatura de transporte informal de passageiros, ocorrido no município de Viana, arredores de Luanda. Em declarações à Lusa, o

destaques