SÁBADO, 27-05-2017, ANO 18, N.º 6328
Moçambique
Governo espera que produção de pescado ultrapasse um milhão de toneladas numa década
14:19 - 18-05-2017
O Governo moçambicano espera que o país capture mais de um milhão de toneladas de pescado nos próximos dez anos, face às 300 mil toneladas alcançadas em 2016.

«Nos próximos dez anos, é possível que consigamos atingir mais de um milhão de toneladas, em resultado da pesca de espécies nativas e provenientes da aquacultura, desde que este processo seja feito de forma ambientalmente sustentável», disse o ministro do Mar, Águas Interiores e Pescas, Agostinho Mondlane, citado hoje pelo diário O País.

Falando durante o 1.º Conselho Consultivo Alargado do Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas, Agostinho Mondlane afirmou que a maioria do pescado produzido no país é consumido internamente e o remanescente é exportado para a Europa, Ásia e África do Sul.

«Desse universo [do pescado], apenas 10% é exportado. As espécies enviadas a esses países são o camarão e a gamba», declarou Mondlane.

O Governo, prosseguiu, vê muito potencial na pesca de atum, apesar da falta de tradição na exploração desta espécie.

O ministro disse que a aquacultura regrediu muito e dá ao país apenas 1.200 toneladas por ano.

«Da cifra anual, a aquacultura contribui muito pouco, isso porque vínhamos praticando uma aquacultura de subsistência, cujos praticantes dependiam do Governo para repetir o ciclo produtivo», declarou.

Em 2016, Moçambique acumulou 300 mil toneladas de pescado capturado, mais 30 toneladas do que em relação a 2014.
Lusa

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais de MOÇAMBIQUE

Moçambique A 15ª jornada do Campeonato nacional de futebol da 1ª divisão (Moçambola) tem todos os jogos agendados para este domingo. Uma jornada que vai ser marcada pelo regresso de Artur Semedo aos bancos técnicos a orientar a equipa do Chibuto FC que recebe o
Moçambique Está ao rubro a luta pelo comando no Campeonato moçambicano da Divisão de Honra na Zona Norte. A 5ª jornada, a decorrer este sábado e domingo, promete ser de um grau dificuldade elevado para o líder da prova, o Ferroviário de Lichinga, visto que joga

destaques