DOMINGO, 28-05-2017, ANO 18, N.º 6329
São Tomé e Príncipe
Grupo de 80 são-tomenses viaja para ver Francisco em Fátima
11:28 - 05-05-2017
Pelo menos 80 peregrinos são-tomenses estarão no santuário de Fátima para assistir às celebrações presididas pelo papa Francisco, uma viagem organizada devido à grande procura.

A igreja de São Tomé e Príncipe tem uma viagem organizada a Fátima de dois em dois anos, pelo que a próxima peregrinação estava prevista para 2018, explicou José Luís, um dos promotores da iniciativa.

«Por este ano ser o centenário da aparição de Nossa Senhora de Fátima e o papa estará também em Portugal», e porque «muita gente ainda não teve essa possibilidade de estar próximo do papa», a igreja são-tomense decidiu avançar com a viagem.

«Os peregrinos sairão de São Tomé no dia 6 de maio e regressarão no dia 20», disse José Luís, explicando: «Faremos São Tomé/Lisboa onde pernoitamos uma noite, seguimos depois para Ovar, fazemos toda a parte norte de Portugal passando por Porto, Coimbra, Aveiro. O objetivo central é que no dia 12 estejamos na procissão das velas e, no dia 13, no ato central que será a missa» presidida por Francisco, acrescentou.

A organização dessa peregrinação está a cargo da igreja são-tomense de Nossa Senhora de Lurdes do bairro do hospital, contando com o padre Fausto Matos como guia espiritual.

«Estamos a trabalhar com o topo máximo de 80, não queremos ultrapassar esta cifra por própria orientação da empresa com que trabalhamos em Portugal», explica José Luís.

«Para o próximo ano, vamos ter um grupo enorme, vamos ter duas peregrinações, uma para Santiago de Compostela em que já temos uma inscrição mais de 220 peregrinos e outra para a Terra Santa», acrescenta.
Lusa

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais de SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

São Tomé e Príncipe O Governo são-tomense vai submeter ao Parlamento, nos próximos dias, para discussão e aprovação, um orçamento retificativo para 2017, cujo valor não foi anunciado. O orçamento retificativo foi discutido e aprovado na última sessão do Conselho de M
São Tomé e Príncipe O Governo são-tomense manifestou hoje `solidariedade´ para com o Governo do Reino Unido `face ao atentado bárbaro´ que provocou dezenas de vítimas em Manchester, indica um comunicado do Conselho de Ministros. «O governo reafirma o seu engajamento

destaques