QUARTA-FEIRA, 29-03-2017, ANO 18, N.º 6269
São Tomé e Príncipe
Eliminação do paludismo é «importante na luta contra pobreza», alerta presidente
21:22 - 15-03-2017
O presidente são-tomense, Evaristo Carvalho defendeu hoje a eliminação do paludismo como «condição essencial para o desenvolvimento do país e «uma vertente importante na luta contra a pobreza».

«A eliminação do paludismo é, sem duvida, a condição essencial para o desenvolvimento nacional e constitui uma vertente importante na luta contra a pobreza», disse Evaristo Carvalho durante o encontro que marcou a reativação da Comissão Nacional de Luta Contra o Paludismo, que passou desde hoje a ter como presidente o próprio chefe de Estado.

A Comissão Nacional de Luta contra o Paludismo estava inativa há mais de 10 anos, mas as autoridades sanitárias decidiram reabilitá-la, numa altura em que a pré-eliminação da doença em São Tomé e sua eliminação na ilha do Príncipe passaram a constituir a estratégia nacional de luta contra a malária.

O governo são-tomense definiu como meta para a eliminação definitiva do paludismo em São Tomé e Príncipe o ano de 2025 e a Organização Mundial da Saúde (OMS), um dos principais parceiros do país na luta contra a doença, garante o seu apoio.

O paludismo atingiu a fase mais forte no arquipélago em 1986, quando pelo menos 279 pessoas morreram vítimas da doença.
Redação

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais de SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

São Tomé e Príncipe Um programa de conservação da biodiversidade e florestas dos países da África Central, financiado em nove milhões de dólares (8,2 milhões de euros) pelo Banco Mundial, Un
São Tomé e Príncipe Duas pessoas morreram, cinco ficaram em «estado crítico» e outras seis com ferimentos ligeiros em resultado de um acidente de viação ocorrido na tarde deste domingo na pe

destaques