QUINTA-FEIRA, 30-03-2017, ANO 18, N.º 6270
Angola
Memorial de Agostinho Neto vai ter conselho superior com entidades culturais
13:51 - 17-02-2017
O memorial evocativo de Agostinho Neto, primeiro Presidente de Angola, construído no centro da cidade de Luanda e classificado como monumento, vai passar a integrar um conselho superior, envolvendo atuais ministros e entidades culturais.

A criação deste conselho superior foi feita pelo chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, através de despacho presidencial, que também nomeou Jomo Francisco Isabel de Carvalho Fortunato para presidente do conselho de administração do memorial, conforme decisão divulgada hoje em Luanda.

O conselho superior do Memorial António Agostinho Neto será presidido por Manuel da Cruz Neto, ministro e chefe da Casa Civil do Presidente da República, enquanto Carolina Cerqueira, ministra da Cultura, assumirá as funções de primeira vice-presidente do mesmo e Maria Eugénio Neto, viúva do antigo Presidente angolano, foi indicada para segunda vice-presidente.

Além disso, este órgão consultivo contará com vogais de várias entidades ligadas ao mundo da cultura, indica uma nota da Casa Civil do Presidente da República.

Aquele memorial conta com um orçamento superior a 1.070 milhões de kwanzas (seis milhões de euros) em 2017, integralmente proveniente do Estado.

O edifício foi classificado em 2014 como «Monumento», com o Governo a justificar a decisão por ser «uma das mais emblemáticas construções da cidade de Luanda, tendo em conta a sua conceção arquitetónica, urbanística e paisagística».

A classificação é também fundamentada pelo «valor estético» e «simbólico» do mesmo.

O «Memorial Dr. António Agostinho Neto», ponto de passagem habitual também dos vários chefes de Estado e de Governo que visitam Angola, está instalado no distrito urbano de Ingombota e é constituído por duas naves, com mais de 60 metros de extensão, e uma torre de cerca de 120 metros de altura, avistada a partir de vários pontos de Luanda.

A construção arrancou em setembro de 1982 e a inauguração aconteceu em 2012, trinta anos depois do lançamento da primeira pedra.

Nascido a 17 de setembro de 1922, António Agostinho Neto foi o primeiro Presidente da República de Angola, após a independência do período colonial português, em 1975.

Em Portugal, Agostinho Neto frequentou as faculdades de medicina de Coimbra e de Lisboa, onde se licenciou em 1958.

Chegou a ser detido pela PIDE em Lisboa, cumprindo pena, por integrar movimentos anticolonialismo, e foi um dos fundadores, em 1956, do MPLA, partido no poder em Angola desde a independência, comandante-em-chefe das Forças Armadas Populares de Libertação de Angola.

Agostinho Neto faleceu a 10 de setembro de 1979, vítima de doença, permanecendo desde então nas funções de Presidente da República de Angola José Eduardo dos Santos
Lusa

Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter

mais de ANGOLA

Angola Os Estados Unidos (EUA) anunciaram hoje a conclusão de um projeto de 34 milhões de dólares (cerca de 31,5 milhões de euros), para a formação de técnicos de saúde, a nível
Angola Dezenas de pessoas esperam hoje junto a vários postos de registo eleitoral em Luanda, na véspera do encerramento do processo, que já permitiu validar mais de nove milhões

destaques