SEGUNDA-FEIRA, 06-07-2015, ANO 16, N.º 5637
Líder da Renamo ameaça cortar principal estrada do país
Moçambique O líder da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo, maior partido da oposição), Afonso Dhlakama, ameaçou, este domingo, paralisar a principal estrada que liga o sul e o norte do país (N1). «Vou esticar a corda e acabar com a paciência», disse Dhlakama, durante as cerimónias do 35.º aniversário do Destacamento Feminino da Renamo, celebrado na província de Manica. No seu discurso, o número um da Renamo ameaçou não só cortar a N1 como evacuar edifícios públicos e expulsar administradores locais nomeados pelo governo.
Festa pelos 40 anos da independência de Cabo Verde (com fotos)
Cova da Piedade A igreja da Nossa Senhora de Fátima, na Cova da Piedade/Laranjeiro, foi pequena para receber Dom Ildo Fortes, bispo da diocese do Mindelo (Cabo Verde), que presidiu à eucaristia, numa missa simbólica integrada nas comemorações dos 40 anos da independência do país. A comunidade cabo-verdiana na margem sul do Tejo e mais concretamente naquela paróquia, já não tão visível como nos tempos das Irmãs Missionárias Scalabrinianas, que desempenharam um papel fundamental no trabalho pastoral com os migrantes durante cerca de 20 anos, mas, ainda assim, com grande representação na diocese, onde permanece o cunho de acolhimento e comunhão. Desta maneira, ninguém quis faltar à chamada e centenas de pessoas juntaram-se para celebrar, quatro décadas depois daquele 5 de julho de 1975, data em que Cabo Verde se libertou da soberania portuguesa. Com efeito, sob o lema ‘Cabo Verde – nha amor, nha fé, nha luta’, as comemorações iniciaram-se com uma mensagem de fé e de esperança de D. Ildo Fortes, realçando a sua proximidade com a diáspora portuguesa e, como tal, não podia deixar de estar presente, celebrando uma missa junto de uma das maiores comunidades de emigrantes cabo-verdianos em Portugal. «Hoje é uma data histórica para nós, felizmente tenho a graça de estar com o nosso povo neste dia dos 40 anos da nossa independência», começou por dizer a A BOLA o bispo do Mindelo. «É uma alegria enorme reencontrar as nossas gentes e saber que ainda conservam valores como a fé, a tradição e a cultura. Um povo que tem fé é um povo mais elevado e abençoado», acrescentou. Abordado pela comunidade no final da eucaristia, D. Ildo Fortes, sempre disponível e afável, não poupou esforços em atender todos os fiéis, fosse para os abençoar, cumprimentar ou até mesmo para tirar uma... selfie. Um momento de partilha que demonstrou a união de um país: «Depois há também a alegria do reencontro entre irmãos, o que é muito gratificante. É impossível não haver euforia e gosto em estarmos juntos.» Convidado a debruçar-se sobre a evolução de Cabo Verde ao longo destes 40 anos, o bispo do Mindelo, apesar de sublinhar alguns incidentes deste ano, como o caso da erupção do vulcão da Ilha do Fogo, frisou a esperança do seu povo em superar as dificuldades e alcançar o desenvolvimento económico. «Somos um país que avança. Temos uma democracia que ainda está por consolidar, mas que funciona, e não tem comparação possível com os outros países africanos. Cada vez mais, vai havendo maior sensibilidade para questões relacionadas com a saúde, educação e ecologia. O nosso país está em crescimento e no bom caminho», sublinhou, ao mesmo tempo que perspetivou o futuro de Cabo Verde com otimismo: «Vejo estes 40 anos como uma abertura para uma nova fase da nossa história, com novas gerações e com os nossos jovens na linha da frente para continuarem a desenvolver o país, sempre guiados pelo Espírito Santo.» O padre José Pinheiro e a dra. Madalena Neves Dom Ildo Fortes não esteve sozinho na celebração da eucaristia na Igreja de Nossa Senhora de Fátima. O padre José Pinheiro, pároco da paróquia da Cova da Piedade, também se associou às comemorações e mostrou-se muito satisfeito por ver a ‘sua’ igreja repleta de cidadãos dos países lusófonos. «A comunidade de Cabo Verde é muito importante nesta paróquia. São gente de fé, que chega a Portugal, procura o catolicismo e que se integra perfeitamente. Mas não só, também temos cidadãos de São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Moçambique, Angola, o que simboliza uma multiculturalidade enorme», destacou. O padre José Pinheiro considerou ainda ser «uma riqueza, uma alegria e uma honra» a visita ilustre à paróquia de D. Ildo Fortes. «Estamos muito contentes por tê-lo connosco», acrescentou. Um sentimento partilhado pela dra. Madalena Neves, representante da embaixada de Cabo Verde em Portugal: «É um grande privilégio poder contar com o bispo. Sem dúvida o momento alto das festividades, que também se celebram em todas as comunidades e associações.» Almoço de confraternização e tarde cultural Finda a eucaristia, as comemorações dos 40 anos da independência de Cabo Verde prosseguiram com um almoço de confraternização no Centro Comunitário da Cova da Piedade, onde não podia faltar a tradicional cachupa, que reuniu à mesa crianças, jovens e adultos, num ambiente de grande alegria. Numa celebração onde nem uma unidade móvel de saúde faltou, a festa continuou com uma tarde cultural ao som de artistas cabo-verdianos que, apesar de não serem profissionais, trouxeram os ritmos contagiantes da ilha, de modo a cantarem e encantarem uma plateia cada vez mais animada, que deixou as cadeiras vazias para encher a pista de dança. Mas nem todas as vozes que se ouviram foram do país dos `Tubarões Azuis`. Em representação da música portuguesa, esteve a Associação das Cantadeiras da Essência Alentejana, que fizeram questão de se juntar às comemorações, trazendo o cantar típico da região e que embelezaram ainda mais a festa luso-cabo-verdiana. Fotos Carla Carriço e Rui Raimundo
Treinador adjunto apela aos adeptos para que continuem a pautar-se pelo pacifismo
Académica Lobito O treinador-adjunto da Académica do Lobito, Ernesto Cotel, disse que os adeptos da sua equipa devem continuar a assumir um comportamento exemplar, salientando a importância do apoio para o sucesso no Girabola. Em declarações à Angop, Ernesto Cotel pediu aos seus adeptos para que tenham calma durante os jogos a serem disputados em casa, ou seja no Estádio do Buraco. «Saímos de casa para ver o espetáculo e mesmo que as coisas não corram bem devemos mostrar fair-play», afirmou a mesma fonte.
José Eduardo dos Santos visita Itália
Angola O Chefe do Estado de Angola, José Eduardo dos Santos, partiu, este domingo, para Itália, no âmbito de uma visita oficial de dois dias. O programa da visita inclui encontros com o seu homólogo italiano, Sergio Mattarella, e com o primeiro-ministro, Matteo Renzi. Depois de Itália, segue-se uma deslocação privada a Espanha.
Primeiro-ministro destaca «solidariedade e contributo» de Portugal
Cabo Verde O primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, considera que o arquipélago tornou-se «num país de sucesso e numa experiência positiva em África», acrescentando que «a ambição é continuar neste caminho». O chefe do executivo cabo-verdiano destacou a «grande solidariedade e contributo» de Portugal para que Cabo Verde pudesse fazer uma «trajetória de sucesso» e numa «experiência e referência» para o continente africano. José Maria Neves, que recebeu, este domingo, em audiência, o primeiro-ministro de Portugal, agradeceu e destacou a presença de Pedro Passos Coelho nas atividades comemorativas do 40 aniversário da independência do país, e frisou que este gesto demonstra que a cooperação existente entre os dois Governos e países «é excelente».
Partidos assinalam independência com os olhos nos desafios do futuro
Cabo Verde Na sessão solene na Assembleia Nacional de Cabo Verde para assinalar os 40 anos de independência do arquipélago, os líderes parlamentares convergiram, nos seus discursos, para os «grandes desafios» que o país enfrenta. Felisberto Vieira, líder do grupo Parlamentar do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV, no poder) defendeu como necessário trabalhar mais para reduzir o desemprego no arquipélago, a pobreza e o acesso ao rendimento. «Debelar a pobreza que diminui o ser humano e inibe a cidadania, reduzir o desemprego e a falta de acesso a rendimentos que é desde sempre grande questão da sobrevivência desta nação, especialmente o desemprego jovem e qualificado que é um desafio que assumimos com determinação», apontou. Fernando Elísio Freire, líder do grupo parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD, maior partido da oposição) chamou também à atenção para os «grandes» desafios que o país tem pela frente, com destaque para o económico. «Desafios do crescimento económico, do emprego e da coesão social e territorial num contexto de redução da ajuda pública do desenvolvimento, de integração, de integração numa economia mundial globalizada em mudanças rápidas, complexas e imprevisíveis, de ameaças à segurança e de sujeição a alterações climáticas», asseverou. António Monteiro, presidente da União Cabo-verdiana Independente e Democrata (UCID, oposição) defendeu, por seu lado, que o país e os cabo-verdianos devem «repensar» Cabo Verde e relançar o país a novos desafios. «Há 40 anos realizava-se o sonho maior dos cabo-verdianos, que desde tempos imemoriais se alimentava da intrepidez, da persistência e do inconformismo de nossos ancestrais que abnegados e convictos faziam jus e lutavam para que o povo das ilhas tivesse um poema diferente para o povo das ilhas», afirmou António Monteiro na sessão solene na Assembleia Nacional, este domingo, destacando o reconhecimento internacional que o país alcançou.
Governo defende criação de linha de apoio para jovens empreendedores
São Tomé e Príncipe O ministro da Juventude e Desporto de São Tomé e Príncipe, Marcelino Sanches, anunciou recentemente que o seu governo está empenhado em ajudar os jovens empreendedores. Citado pela STP-Press, o governante santomense defendeu a criação de uma linha estratégica de apoio ao desenvolvimento de projetos. O governo pretende estar atento aos jovens «verdadeiramente criativos e inovadores, que no pleno exercício da sua cidadania estejam interessados em projetos sustentados tanto no domínio económico do lucro, quanto na economia social, que contribuirão certamente para o desenvolvimento de São Tomé e Príncipe», disse Marcelino Sanches.
Ministro do interior aprofunda cooperação policial com Vietname
Moçambique O embaixador do Vietname, Nguyen Van Trung, reuniu-se, este domingo, com o ministro do Interior, Jaime Monteiro, para aprofundar os laços de cooperação entre os dois países em matéria policial e financeira, noticia a Agência vietnamita Xaluan. À margem da reunião, os representantes dos dois países sublinharam a excelente relação herdada da luta pela independência e aproveitaram o ensejo para negociarem projetos para o futuro imediato. O diplomata vietnamita comprometeu-se a continuar a formar as forças policiais moçambicanas, que deverão enviar mais cinquenta agentes da autoridade para a escola de polícias do país socialista asiático. Por seu turno, Jaime Monteiro garantiu que Moçambique continua empenhado em garantir a segurança daquela comunidade residente no país, bem como dos capitais e investimentos vietnamitas em solo moçambicano.
Passos Coelho considera que o arquipélago «é um caso único de sucesso em África»
Cabo Verde Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro de Portugal, que participa nas comemorações dos 40 anos da independência de Cabo Verde, considerou este domingo, que o arquipélago «é um caso único de sucesso em África», por ter uma democracia constitucional pluralista enraizada, e «tem dado respostas importantes e à altura como uma nação jovem». O chefe do Governo português felicitou o povo cabo-verdiano não apenas pelos seus 40 anos de independência, «mas sobretudo pelo facto de ter conseguido alcançar progressos ao longo de todo este período». Pedro Passos Coelho disse estar a par das dificuldades que uma nação constituída por arquipélagos como Cabo Verde tem, no desenvolvimento de todos os recursos necessários para que o país possa ter o crescimento económico sustentável, frisando que os resultados obtidos nos últimos 40 anos de experiência com a independência merecem toda a admiração e respeito. Nesta curta visita ao arquipélago, Pedro Passos Coelho fez-se acompanhar de sua esposa, Laura Ferreira, do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, e o ministro da Saúde, Paulo Macedo.
Papa Francisco escreve à Diocese de Ndalatando
Angola A Diocese de Ndalatando assinalou, este domingo, o 25.º aniversário com a leitura de uma carta do Papa Francisco aos angolanos desta circunscrição. Na missiva papal, o sumo pontífice apela a que os fieis «persevervem na íntegra e comuniquem sem medida a preciosa herança da fé» exortando ainda «todos os que peregrinam no Cuanza Norte» a «cultivar a fé» pela catequese e pela oração, justificando que «se não se cultivam morrem», escreve o bispo de Roma.
África do Sul no caminho de Angola
Palancas A seleção da África do Sul confirmou hoje o favoritismo ao vencer, 2-0, as Ilhas Maurícias, depois de ter ganho em casa, por 3-0, jogos da segunda ronda de acesso à fase final do CHAN-2016, no Ruanda, competição destinada a seleções composta por jogadores nacionais que militam nos respetivos campeonatos. Com este resultado, os sul africanos vão discutir agora com os Palancas Negras, na terceira e última eliminatória, uma vaga no torneio. Angola, refira-se, afastou a Suazilândia. Depois de um empate a dois golos fora, venceu em Luanda, ontem, por 2-0. O CHAN foi disputado pela primeira vez em 2009. Em três edições, a melhor prestação angolana aconteceu em 2011, no Sudão, onde foi finalista, tendo perdido para a Tunísia (0-3).

classificações

Angola - Girabola
Moçambique - Moçambola
15. ª jornada
16. ª jornada
classificação
25. ª jornada
26. ª jornada
classificação
21-06
Petro Luanda
-
Sporting Cabinda
21-06
Interclube
-
Sag. Esperança
21-06
ASA
-
Progresso
21-06
Progresso Lunda
-
Domant Bengo
21-06
Benfica Luanda
-
Desp. Huíla
21-06
Rec. Caála
-
Kabuscorp
21-06
Rec. Libolo
-
1º de Agosto
21-06
Ac. Lobito
-
Bravos Maquis
Desp. Maputo
-
HCB Songo
CD Nacala
-
1° Maio Quelimane
Chibuto FC
-
Costa do Sol
Liga Muçulmana
-
Fer. Beira
Fer. Nampula
-
Fer. Maputo
Fer. Quelimane
-
Fer. Nacala
ENH Vilankulo
-
Maxaquene
J
V
E
D
G
P
1
Rec. Libolo
15
8
6
1
22-10
30
2
Kabuscorp
15
6
8
1
19-13
26
3
Benfica Luanda
15
6
8
1
18-8
26
4
1º de Agosto
15
7
5
3
22-10
26
5
Interclube
15
5
8
2
20-13
23
6
Progresso Lunda
15
5
7
3
17-13
22
7
Progresso
15
5
5
5
17-19
20
8
Petro Luanda
15
5
5
5
14-15
20
9
Sag. Esperança
15
5
4
6
13-16
19
10
Bravos Maquis
15
5
3
7
17-21
18
11
Desp. Huíla
15
4
5
6
12-16
17
12
Ac. Lobito
15
5
1
9
18-19
16
13
Sporting Cabinda
15
4
4
7
17-27
16
14
ASA
15
3
5
7
14-23
14
15
Domant Bengo
15
4
1
10
17-31
13
16
Rec. Caála
15
1
9
5
9-12
12
J
V
E
D
G
P
1
Maxaquene
13
8
3
2
12-4
27
2
Liga Muçulmana
13
6
4
3
14-7
22
3
Costa do Sol
13
6
4
3
14-8
22
4
Fer. Nacala
13
6
3
4
11-7
21
5
Fer. Maputo
13
5
4
4
17-11
19
6
1° Maio Quelimane
13
4
6
3
10-11
18
7
Fer. Beira
13
5
2
6
12-13
17
8
ENH Vilankulo
13
4
4
5
10-15
16
9
Fer. Nampula
13
4
4
5
8-10
16
10
CD Nacala
13
4
4
5
9-16
16
11
HCB Songo
13
4
3
6
8-10
15
12
Desp. Maputo
13
3
5
5
7-12
14
13
Chibuto FC
13
3
4
6
10-11
13
14
Fer. Quelimane
13
2
4
7
5-12
10