As competições das melhores Ligas Profissionais de Basquetebol em fase decisiva (artigo de Eduardo Monteiro, 26)

Espaço Universidade 13-04-2018 14:50
Por Eduardo Monteiro
O mês de Abril, para além de nos trazer as deliciosas amêndoas da Páscoa, também marcará o início dos grandes e decisivos jogos de basquetebol com o arranque das fases finais (playoffs) das principais competições profissionais de clubes à escala planetária. Face ao nível competitivo apresentado, capacidade técnica dos jogadores, promoção e divulgação na comunicação social, qualidade das instalações desportivas utilizadas, número de espectadores presentes nos pavilhões e influência positiva no desenvolvimento da modalidade junto da juventude, a escolha destas ligas profissionais corresponde à elite das principais competições de clubes de basquetebol a nível internacional.

National Basketball Association (NBA)

A National Basketball Association que é a mais antiga e competitiva liga profissional de clubes existente a nível mundial, disputada nos Estados Unidos e Canadá, completou a fase regular da sua prova a de 11 de Abril, com a participação das suas 30 equipas divididas por duas conferências (Este e Oeste) que por sua vez estão distribuídas por 6 divisões de âmbito regional: Northwest, Atlantic, Central, Southeast, Pacific e Southwest. Na fase regular da competição (72ª edição), que teve o seu início em 17 de Outubro de 2017, um pouco mais cedo do que era habitual, cada equipa efectuou 82 encontros. Num sistema competitivo em que todos jogam uns com os outros, ou seja, cada formação realiza 16 jogos com as quatro equipas da sua divisão, 36 jogos com as dez equipas das outras duas divisões da mesma conferência e 30 jogos contra as quinze equipas das três divisões da outra conferência, ainda há que acrescentar mais uns tantos encontros correspondentes aos playoffs entre as 16 equipas que conseguiram essa proeza.

Depois de seis meses de intensa competição, ficaram apuradas para os playoffs as primeiras 8 classificadas de cada uma das duas conferências que vão defrontar-se, até encontrar o respectivo campeão, do Este e do Oeste, através de eliminatórias disputadas à melhor de cinco jogos. Nesta época desportiva, verificou-se um enorme equilíbrio entre algumas equipas de topo pelo que só se soube, quem joga contra quem nos playoffs, após a derradeira jornada desta fase regular.
A primeira eliminatória dos playoffs, quartos de final, têm início a 14 de Abril, no habitual sistema de confrontos entre (1º x 8º) (2º x 7º) (3º x 6º) (4º x 5º) classificados de cada conferência. Seguem-se as meias finais a partir de 28 de Abril e as finais de conferência começam a 13 de Maio. Na fase derradeira da época desportiva, a partir de 31 de Maio, teremos as finais da liga (à melhor de 7 jogos) entre os vencedores dos playoffs das duas conferências (Este e Oeste) para se decidir finalmente o campeão da NBA.

Apurados 1ª Eliminatória dos Playoffs (Conferência do Este):
1º Toronto Raptors (59-23) – 8º Washington Wizards (43-39);
2º Boston Celtics (55-27) – 7º Milwaukee Bucks (44-38);
3º Philadelphia 76ªers (52-30) – 6º Miami Heat (44-38);
4º Cleveland Cavaliers (50–32) -5º Indiana Pacers (48-34).
Apurados 1ª Eliminatória dos Playoffs (Conferência do Oeste):
1º Houston Rockets (65-17) – 8º Minnesota Timberwolves (47-35);
2º Golden State Warriors (58-24) – 7º San Antonio Spurs (47-35);
3º Portland Trail Blazers (49-33) – 6º New Orleans Pelicans (48-34);
4º Oklahoma City Thunder (48-34) – 5º Utah Jazz (48-34).

Entretanto, face aos resultados alcançados na fase regular foram considerados vencedores de divisão as seguintes equipas:
Portland Trail Blazers (Northwest), Toronto Raptors (Atlantic), Cleveland Cavaliers (Central), Miami Heat (Southeast), Golden State Warriors (Pacific) e Houston Rockets (Southwest).

A NBA estabeleceu, na fase regular desta época desportiva (2017-18), um novo recorde de assistência aos jogos tendo ultrapassado os 22 milhões de espectadores, ou seja, exactamente 22.124.559 presenças nos encontros. Também houve um outro registo recorde com a realização de 741 encontros com lotação esgotada. Igualmente, foi alcançada uma nova proeza com o aumento da média de espectadores por jogo para 17.987. Estes números agora apontados têm sofrido um aumento progressivo nos últimos quatro anos, o que é um bom sinal para o futuro da NBA nos Estados Unidos e, naturalmente, com enorme reflexo a nível internacional.

EuroLeague Basketball

A EuroLeague Basketball é a mais importante liga profissional do basquetebol europeu (independente da FIBA), que engloba as 16 melhores equipas do velho continente: Real Madrid, FC Barcelona, Baskonia Vitoria, Valencia Basket e Unicaja Málaga (Espanha), CSKA Moscovo e Khimki Moscovo (Rússia), Fenerbahce Istambul e Anadolu Istambul (Turquia), Olympiacos Pireu e Panathinaikos Atenas (Grécia), Zalgiris Kaunas (Lituânia), Maccabi Tel Aviv (Israel), Brose Bamberg (Alemanha), Estrêla Vermelha (Sérvia) e Olimpia Milão (Itália). A fase regular da competição, que teve início em 12.Out.2017 (duração de 6 meses), em que todas as formações mediram forças entre si (casa e fora), num total de 30 encontros, decorreu em simultâneo com as provas nacionais dos países a que as equipas pertencem, tendo ficado apuradas para disputar os playoffs as oito equipas melhor classificadas.
1º CSKA Moscovo (24 vitórias e 6 derrotas), 2º Fenerbahce Istambul (21-9), 3º Olympiacos Pireu (19-11), 4º Panathinaikos (19-11), 5º Real Madrid (19-11), 6º Zalgiris Kaunas (18-12), 7º Baskonia Vitoria (16-14) e 8º Khimki Moscovo (16-14).

Deste modo, o primeiro joga com o oitavo, o segundo com o sétimo, o terceiro com o sexto e o quarto com o quinto, com o factor casa a pertencer ao melhor classificado e a eliminatória a ser disputada à melhor de 5 jogos.

Playoffs (17-20-23-27 Abril e 1 Maio)
CSKA Moscovo – Khimki Moscovo
Fenerbahce Istambul – Baskonia Vitoria
Olympiakos Pireu – Zalgiris Kaunas
Panathinaikos Atenas – Real Madrid
Final Four Belgrado-2018

As quatro equipas apuradas do playoff irão disputar a “Final Four” a realizar em Belgrado-2018 (Sérvia), nos dias 18 de Maio (meias finais) e 20 de Maio (Final).

EuroCup

Esta prova, também independente da FIBA, é igualmente organizada pela EuroLeague Basketball e é a segunda competição de clubes do continente europeu com maior qualidade e prestígio. Nela participam as 24 equipas mais fortes da Europa, logo a seguir às 16 da Euroliga e que têm como principal objectivo entrar, num futuro próximo, na prova máxima dos clubes profissionais de basquetebol. A competição teve três fases; a primeira em que os clubes foram agrupados em quatro grupos de seis equipas jogando entre si (casa e fora), para apuramento dos quatro primeiros para a fase seguinte.

Classificação e apuramento por grupo:

Grupo A – 1º Darussafaka Dogus (Turquia), 2º Unics Kazan (Rússia), 3º Cedevita Zagreb (Croácia), 4º Fiat Turim (Itália), 5º MoraBanc Andorra (Espanha) e 6º Levallois Metropolitans (França).

Grupo B – 1º Bayern Munique (Alemanha), 2º Galatasaray (Turquia), 3º Reggio Emilia (Itália), 4º Buducnost Voli (Montenegro), 5º Lietkabelis Panevezys (Lituânia) e 6º - Hapoel Jerusalem (Israel).

Grupo C – 1º Lokomotiv Kuban (Rússia), 2º Lietuvos Rytas (Lituânia), 3º Alba Berlim (Alemanha), 4º Limoges Elite (França), 5º Bilbau Basket (Espanha) e 6º Partizan Belgrado (Sérvia).

Grupo D – 1º Asvel Villeurbanne (França), 2º Dolomiti Trento (Itália), 3º Zenit St. Petersburgo (Rússia), 4º Gran Canaria (Espanha), 5º Tofas Bursa (Turquia) e 6º Ratiopharm Ulm (Alemanha).

Na segunda fase as 16 equipas apuradas (top 16) foram agrupadas novamente em quatro grupos, que jogaram entre si (casa e fora), para apuramento dos dois primeiros para os quartos de final dos playoffs que foram disputados (à melhor de 3 jogos).

Quartos de final dos Playoffs (6, 9 e 14 Março):
- Darussafaka (Turquia) (57-54) (78-71) Buducnost (Montenegro);
- Bayern Munique (Alemanha) (83-75) (73-80) (91-81) Unics Kazan (Rússia);
- Lokomotiv Kuban (Rússia) (79-74) (80-59) Gran Canaria (Espanha);
- Reggio Emilia (Itália) (75-61) (77-91) (105-99) Zenit St. Peterburgo (Rússia).
Meias finais dos Playoffs (20 e 23 Março):
- Darussafaka Dogus (76-74) (87-83) Bayern Munique
- Lokomotiv Kuban (82-65) (79-69) Reggio Emilia
Finais da EuroCup:
- Lokomotiv Kuban (78-81) Darussafaka Dogus (10 de Abril);
- Darussafaka Dogus – Lokomotiv Kuban (13 de Abril);
- Lokomotiv Kuban – Darussafaka Dogus (16 de Abril).

No primeiro encontro realizado na Rússia, a equipa de Darussafaka Dogus (Turquia) foi vencer, após prolongamento, no recinto do grande favorito o Lokomotiv Kuban ganhando, deste modo, vantagem no factor casa.

Associacion de Clubes de Baloncesto (ACB)

A “Associacion de Clubes de Baloncesto” foi criada em 1982 pelos principais clubes de basquetebol de Espanha e é responsável, desde a época de 1983/84, pela organização da prova mais importante do basquetebol espanhol em substituição da Federação Espanhola de Baloncesto. Tendo como principal objectivo a modernização e profissionalização da Liga ACB foi possível introduzirem-se, ao longo da sua existência, as necessárias transformações que levaram a que Liga profissional dos nossos vizinhos seja, hoje em dia, considerada a segunda melhor liga nacional, a nivel internacional, depois da NBA.
Actualmente, a Liga ACB ou Liga Endesa (por força do acordo de patrocínio com esta empresa) é constituída por 18 clubes que jogam em pavilhões modernos com a seguinte capacidade: Real Madrid (15.000 espectadores), Baskonia Vitoria (15.504), FC Barcelona (7.585), Valencia Basket (8.500), Gran Canaria (9.870), Fuenlabrada (5.100), Unicaja Malaga (11.300), BC Andorra (5.000), Tenerife (5.000), UCAM Murcia (7.340), Obradoiro (5.060), Gipuzkoa (11.000), Estudiantes Madrid (15.000), Zaragoza (10.740), Bilbao Basket (10.000), Burgos (9.450), Real Betis Sevilha (7.620) e Joventud Badalona (8.500), com enchentes na maioria dos jogos.

A competição da elite dos clubes espanhóis é realizada em duas fases, a primeira a “fase regular” em que todas as equipas jogam entre si (34 jornadas) e que termina a 24 de Maio. A segunda fase, no sistema de playoffs, para os quais são apuradas as oito equipas melhor classificadas da fase anterior, estão marcados para as seguintes datas:

- Quartos de final (à melhor de 3 jogos): 1º jogo (27/28 Maio), 2º jogo (29/30 Maio), 3º jogo (31 Maio/1 Junho).

- Meias finais (à melhor de 5 jogos): 1º jogo (3/4 Junho), 2º jogo (5/6 Junho), 3º jogo (7/8 Junho), 4º Jogo (9/10 Junho) e 5º jogo (11/12 Junho).

- Playoff Final (à melhor de 5 jogos) a realizar nos dias 13, 15, 18, 20 e 22 de Junho.

Nesta altura do campeonato, ainda a oito jornadas do final da fase regular, já é possível ter uma ideia aproximada das equipas que irão ficar apuradas para os playoffs face á actual classificação: Real Madrid (23 vitórias-3 derrotas), Baskonia (19-7), Barcelona (18-8), Valencia (17-9), Unicaja (15-11), Basket Andorra (15-11), Gran Canaria (15-11), Fuenlabrada (15-11), Tenerife (14-12), Murcia (14-12), Estudiantes (12-14), Obradoiro (11-15), Gipuzkoa (10-16), Zaragoza (8-18), Burgos (8-18), Bilbao Basket (7-19), Real Betis (7-19) e Joventud Badalona (6-20).

Não foi por obra do acaso, que a Liga ACB alcançou um nível competitivo tão elevado que faz com que os seus jogos sejam televisionados, em directo ou diferido, para mais de 130 países através de diversos canais, tais como: FOX Africa, Kuwait Sport TV, SportMax, Eleven Sports Network, Arena Sport, Fox Sports Latam, DAZN, OTE Sport, CytaVision, Charlton TV, Premier Sports, SportKlub, Tivibu Spor, Elisa, Silknet.

Entre nós, também já existiu uma liga profissional de basquetebol, a Liga dos Clubes de Basquetebol (LCB), que durante anos deu boa resposta aos anseios dos principais clubes nacionais. Contudo, o inesperado falecimento do mentor do projecto, Manuel CastelBranco, que foi membro da Comissão Instaladora (1988 e 1989), Presidente do Conselho Fiscal (1989 a 1991), membro da Direcção (1992 e 1993) e Director Executivo da LCB (a partir de 1 Agosto 1993) e a ânsia de protagonismo de algumas pessoas, fez com que fôsse a própria federação a propôr a extinção da LCB. Actualmente, existe uma prova nacional designada por campeonato da Liga Portuguesa de Basquetebol (oficialmente não existe nenhuma liga de clubes), organizado pela FPB, que perdeu o comboio do desenvolvimento das ligas profissionais verificado no continente europeu. Agora, os melhores clubes portugueses só têm acesso ás provas organizadas pela FIBA, que correspondem ao 3º e 4º escalão a nível europeu. Resta-nos a consolação de ter dois experientes juízes portugueses, Fernando Rocha e Sérgio Silva, a actuar com regularidade, ao mais alto nível, nas competições da Euroliga e da EuroCup.

Eduardo Monteiro é ex-treinador do SL Benfica e das Seleções Nacionais
Ler Mais
20:21  -  05-02-2018
Basquetebol Global: Mais de 100 jogadores internacionais num processo exemplar de consolidação, prestígio e notoriedade dos emigrantes na NBA (artigo Eduardo Monteiro, 25)
13:56  -  10-11-2017
Atlético Sport Clube/Bombeiros Voluntários de Reguengos de Monsaraz: Uma joia do Basquetebol no Alentejo (artigo de Eduardo Monteiro, 23)
17:39  -  04-10-2017
Que futuro para as selecções nacionais de seniores? (artigo de Eduardo Monteiro, 22)
23:41  -  02-09-2017
Leia Dongue (Moçambique) e Italee Lucas (Angola) no cinco ideal do FIBA AfroBasket Feminino (artigo de Eduardo Monteiro, 21)
16:00  -  11-08-2017
40 º FIBA EuroBasket 2017: Retrospetiva histórica e o novo sistema de competição (artigo de Eduardo Monteiro, 20)
12:18  -  25-07-2017
Evolução histórica do Festival Olímpico da Juventude Europeia: A grande herança de Jacques Rogge (artigo de Eduardo Monteiro, 19)
22:19  -  16-06-2017
Suspensão imposta pela Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) à Confederação Brasileira de Basquetebol (CBB) sem solução à vista (artigo de Eduardo Monteiro, 18)
17:14  -  17-05-2017
Procura-se anfitrião para o FIBA AfroBasket 2017 (artigo de Eduardo Monteiro, 17)
16:41  -  11-04-2017
Pontos altos da Euroliga e da Eurocup ao rubro. Arbitragem portuguesa em grande nível (artigo de Eduardo Monteiro, 16)
00:32  -  15-02-2017
66º NBA All Star Game: New Orleans 2017 (artigo de Eduardo Monteiro, 14)
21:08  -  06-02-2017
NBA All Star Game: Evolução Histórica (artigo de Eduardo Monteiro, 13)
15:27  -  01-01-2017
Basquetebol Universitário nos EUA (NCAA): O Desporto na valorização dos estudantes/atletas (artigo de Eduardo Monteiro, 12)
16:21  -  18-11-2016
Moçambique: O Basquetebol chegou ao Parque Nacional da Gorongosa (artigo de Eduardo Monteiro, com fotos 11)
22:55  -  30-10-2016
Recrutamento de jogadores - NBA Draft (artigo de Eduardo Monteiro, 10)
00:31  -  14-10-2016
Os Reinados das Equipas na História da NBA (artigo de Eduardo Monteiro, 9)
13:14  -  13-09-2016
Diferendo Euroleague Basketball – Fiba/Europa: Os grandes vencedores são os Clubes (artigo de Eduardo Monteiro, 8)
19:18  -  25-07-2016
O Dream Team nos Jogos Olímpicos (artigo de Eduardo Monteiro, 7)
16:08  -  11-07-2016
NBA: Modelo de Organização das Competições (artigo de Eduardo Monteiro, 6)
17:04  -  24-06-2016
Selecções Jovens de Basquetebol Feminino salvam honra da casa (artigo de Eduardo Monteiro, 5)
13:08  -  21-06-2016
FIBA segue o exemplo da NBA e entra no mercado chinês (artigo de Eduardo Monteiro, 4)
18:07  -  18-06-2016
O Basquetebol português nos Torneios Pré-Olímpicos (artigo de Eduardo Monteiro, 3)
19:55  -  13-06-2016
Rankings FIBA dos Top-10 e dos Países de Língua Portuguesa (artigo de Eduardo Monteiro, 2)
16:24  -  06-06-2016
Braço de ferro entre FIBA-Europa e Euroliga Basketball (artigo de Eduardo Monteiro, 1)
Comentários (0)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais