Michel Temer arguido por obstrução à justiça e organização criminosa

Brasil 14-09-2017 22:45
Por Redação
O presidente do Brasil, Michel Temer, foi esta quinta-feira constituído arguido, acusado de praticar os crimes de obstrução à justiça e participação em organização criminosa.

A denúncia foi apresentada pelo procurador-geral, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), que está a três dias de acabar o mandato.

De acordo com o procurador-geral, Michel Temer e parlamentares do Partido Movimento Democrático Brasil (PMDB) participaram num suposto esquema de corrupção envolvendo membros da Câmara dos Deputados (câmara baixa parlamentar) com o objetivo de obter vantagens indevidas em órgãos da administração pública.

Em junho, Janot acusou pela primeira vez o presidente por corrupção passiva no caso da empresa exportadora de carnes JBS - a denúncia, no entanto, foi travada na Câmara dos Deputados em agosto.
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais