Alguns ligeiros pensamentos sobre o futebol (artigo de Manuel Sérgio, 127)

Ética no Desporto 21-02-2016 21:01
1. Quem ganha e perde jogos poucas vezes é o corpo, é quase sempre a alma. E há tão poucos treinadores que se ocupam da alma dos seus jogadores!

2. O primeiro Benfica-Sporting realizou-se noventa e poucos minutos antes de nascer o mundo. Findo o jogo e com tanta balbúrdia e ressentimentos acumulados, ocorreu o big-bang.

3. No futebol, há mais instinto do que inteligência. Porque se utilizam mais os pés do que as mãos. No futebol, o que se perde de inteligência compensa-se com o instinto. Será por acaso que o o Eusébio era o “pantera negra”, o Kempes era a “gazela”, o Butragueño o “abutre”, o Ardiles a “formiguinha”, etc., etc.? O futebol é a mais espetacular celebração do instinto.

4. O futebol-espetáculo reproduz e multiplica, demasiadas vezes, a sociedade altamente competitiva em que vivemos. Se gostassem de ler, certos dirigentes do futebol fariam d`O Príncipe de Maquiavel o seu livro de cabeceira. Mas não, um pouco de reflexão não é com eles. A sua cultura desportiva parece não passar da “doença infantil do palavrão”.
5. Se não existissem árbitros, seriam poucos os críticos do futebol, no nosso País. Tombaria sobre o futebol português um tédio irremediável, insuportável. Pois se há programas televisivos (não são todos, evidentemente) que levam duas horas a falar dos “erros dos árbitros”. Ou o futebol é só isto, ou aqueles senhores representam o zero nacional – consagrado!
6. Extraindo do maço, com solenidade, um cigarro, o escritor e jornalista brasileiro, Nelson Rodrigues costumava dizer. “Cada brasileiro, vivo ou morto, já foi Flamengo por um instante, por um dia”. E o Nelson era um fluminense doente. Ora, eu que sou belenenses, desde muito antes de ter nascido, sou forçado a dizer: “Cada português, vivo ou morto, já foi Benfica por um instante, por um dia”.
7. O Nelson Rodrigues era um criador de piadas incomparáveis. Como esta: “A fidelidade havia de ser facultativa”. Até no futebol! Quando será que nos convencemos que o espetáculo desportivo é a mais importante das coisas pouco importantes?
8. Não jogamos porque há jogo, mas há jogo porque jogamos. Daí, a irracionalidade que percorre o futebol onde quase todos pensam que ninguém ganha porque sabe, mas que sabe porque ganha. A irracionalidade, no futebol, é uma força latente. Se não se vê – paira!
9. Esta alegoria surge nas Teses sobre a Filosofia da História, um texto curto, fulgurante, desesperado, escrito por W. Benjamin, em Setembro de 1940, poucos dias antes de suicidar-se: “Paul Klee tem um quedro intitulado Angelus Novus. Parece um anjo que paulatinamente se afasta de algo que olha fixamente. Tem os olhos esbugalhados, a boca aberta e as asas insufladas. Assim deve ser o Anjo da História. O seu rosto está virado para o passado. Onde nós vemos uma cadeia de acontecimentos, ele vê apenas uma única catástrofe que vai amontoando escombros sobre escombros, lançando-os perpetuamente aos seus pés. O anjo gostaria de demorar-se um pouco mais, ressuscitar os mortos e juntar o que foi desmembrado. Do paraíso porém sopra uma tempestade que lhe agita as asas com violência e o impede de as poder utilizar. A tempestade impele-o irresistivelmente para o futuro, mas ele vira-lhe as costas, diante do monte de escombros que cresce até ao céu. A tempestade é aquilo a que chamamos progresso”. Ora, o progresso, que o século XVIII proclamou a sua grande paixão, conduziu a inúmeras ditaduras e à exploração da classe trabalhadora, fenómenos que ilustram o fracasso de um progresso sem valores de forte caráter antropológico. Temo que o progresso desportivo se resuma aos desempenhos espetaculares de atletas superdotados e supertreinados. Temo que muitos “agentes do desporto” desconheçam que há valores, para além dos económicos, ou de um individualismo sem regras, na prática desportiva. Temo que nas Faculdades onde o Desporto se estuda, seja a fisiologia a ciência-mãe e não a complexidade humana. Ou seja, não temo o progresso, mas o progresso daqueles que o põem ao serviço de inconfessáveis interesses...

10. É de Fernando Pessoa o Poema em Linha Recta: “Nunca conheci ninguém que tivesse levado porrada. / Todos os meus conhecidos têm sido / campeões em tudo (…). / Quem me dera ouvir de alguém a voz humana; / que confessasse não um pecado, mas uma infâmia; / que contasse, não uma violência, / mas uma covardia! / Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam. / Quem há, neste largo mundo, que me confesse / que uma vez foi vil? (…). / Arre, estou farto de semi-deuses! / Onde é que há gente no mundo?”. E o Fernando Pessoa nunca ouviu falar alguns treinadores de futebol – que se dizem o sol e... andam na lua!

11. É famosa a tese de Marx: “Os filósofos têm apenas interpretado o mundo de diversos modos, mas trata-se de transformá-lo”. De facto, não é a filosofia que transforma o mundo; não é certamente só com teoria que se ganha um jogo de futebol. Mas, sem filosofia, não há transformação, nem conveniente, nem duradoura. Porquê? Porque quem não compreende não sabe transformar. Portanto, no remate da tese décima primeira sobre Feuerbach (“trata-se de transformá-lo”) não se trata de praticar sem pensar, mas de fazer mais humanamente o que se tem de fazer. Para transformar, humanamente, não há teoria sem prática, nem prática, sem teoria. Embora o primado da prática...

12. “O Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol elegeu João Mário, médio do Sporting, como o melhor jovem a atuar na Liga Portuguesa, durante o mês de Janeiro”. Parabéns ao João Mário, um jovem que é uma lufada de inteligência no modelo de jogo do Sporting. Para o mês de Fevereiro, não se esqueçam do Lindelof. Nele, está a nascer um defesa-central diante do qual os adeptos do Benfica ainda irão prosternar-se maravilhados.

Manuel Sérgio é Professor catedrático da Faculdade de Motricidade Humana e Provedor para a Ética no Desporto
Ler Mais
23:18  -  14-02-2016
Benfica–Porto: não há rendimento sem eficácia (artigo de Manuel Sérgio, 126)
17:01  -  08-02-2016
Gaston Bachelard: o novo espírito científico (artigo de Manuel Sérgio, 125)
17:00  -  01-02-2016
O especialista e o leigo, em futebol (artigo de Manuel Sérgio, 124)
23:27  -  25-01-2016
Desporto e Humanismo Contemporâneo (artigo de Manuel Sérgio, 123)
20:01  -  04-01-2016
O Mito e a Alta Competição Desportiva (artigo de Manuel Sérgio, 120)
20:42  -  28-12-2015
A propósito de Paulo Freire e Blondel e Sartre (artigo de Manuel Sérgio, 119)
16:32  -  20-12-2015
Quando uma criança nasce… (artigo de Manuel Sérgio, 118)
16:53  -  16-12-2015
Fernando Medina ou o processo da decisão política (artigo de Manuel Sérgio, 117)
16:59  -  09-12-2015
Há uma comunidade científica no desporto português? (artigo de Manuel Sérgio, 116)
16:44  -  29-11-2015
Sem poesia, não há ciência (artigo de Manuel Sérgio, 115)
16:46  -  23-11-2015
A crise da esperança (artigo de Manuel Sérgio, 114)
16:39  -  15-11-2015
Lutaremos, meu Amor (artigo de Manuel Sérgio, 113)
23:44  -  08-11-2015
Jogar com os afetos (artigo de Manuel Sérgio, 112)
19:27  -  02-11-2015
Luís Filipe Vieira: ou um Benfica que enternece e cativa (artigo de Manuel Sérgio, 111)
16:24  -  26-10-2015
O último Benfica-Sporting e o novo campeão nacional (artigo de Manuel Sérgio, 110)
17:14  -  20-10-2015
A coisa mais importante das coisas pouco importantes (artigo de Manuel Sérgio, 109)
15:42  -  13-10-2015
Desporto e Humanismo ou o valor da transcendência (artigo de Manuel Sérgio, 108)
16:25  -  06-10-2015
Os treinadores portugueses no futebol internacional (artigo de Manuel Sérgio, 107)
23:13  -  29-09-2015
João Paulo S. Medina: - o “intelectual” do futebol brasileiro (artigo de Manuel Sérgio, 106)
00:04  -  23-09-2015
O último Porto-Benfica ou da biologia à cultura (artigo de Manuel Sérgio, 105)
18:11  -  15-09-2015
“Quem somos nós?” - a resposta do Desporto (artigo de Manuel Sérgio, 104)
18:20  -  08-09-2015
Joel Rocha – o “Mourinho” do futsal (artigo de Manuel Sérgio, 103)
18:35  -  02-09-2015
A História de Sísifo (artigo de Manuel Sérgio, 102)
17:34  -  28-08-2015
O mais relevante nem sempre é o mais mensurável (artigo de Manuel Sérgio, 101)
17:55  -  14-08-2015
Jorge Jesus: - o sublime iletrado! (artigo de Manuel Sérgio, 99)
18:54  -  07-08-2015
O que em mim sente está pensando (artigo de Manuel Sérgio, 98)
16:55  -  31-07-2015
A Cultura do Clube (artigo de Manuel Sérgio, 97)
21:45  -  21-07-2015
Do Jogo ao Desporto em Bourdieu e... não só (artigo de Manuel Sérgio, 96)
23:57  -  16-07-2015
Carta a Eugénio Lisboa (artigo de Manuel Sérgio, 95)
00:32  -  10-07-2015
António Simões: - o irmão branco do Eusébio (artigo de Manuel Sérgio, 94)
17:31  -  04-07-2015
Jorge Jesus ou a homeostasia organizacional (artigo de Manuel Sérgio, 93)
23:50  -  15-06-2015
No Benfica: estrutura ou carisma? (artigo de Manuel Sérgio, 90)
22:37  -  10-06-2015
Feyerabend e Ricardo Serrado no estudo de Lionel Messi (artigo de Manuel Sérgio, 89)
22:50  -  26-05-2015
Mais importante do que ter sucesso é ter valor! (artigo de Manuel Sérgio, 86)
00:30  -  23-05-2015
José Mourinho ou as razões da sua diferença (artigo de Manuel Sérgio, 85)
16:42  -  18-05-2015
É preciso, imperioso e urgente a continuação de J.J., no Benfica (artigo de Manuel Sérgio, 84)
18:16  -  10-05-2015
Roberto Carneiro: retrato de um ministro que eu conheci (artigo de Manuel Sérgio, 83)
16:30  -  01-05-2015
O empréstimo de jogadores é compatível com a ética? (artigo de Manuel Sérgio, 82)
16:54  -  20-04-2015
José Mourinho: por que será?... (artigo de Manuel Sérgio, 81)
17:17  -  14-04-2015
O Progresso Desportivo: - o que é isso? (artigo de Manuel Sérgio, 80)
19:15  -  07-04-2015
Mourinho escreve prefácio de livro de Manuel Sérgio, «O Futebol e Eu»
23:31  -  06-04-2015
O jornal “ A Bola” - desporto e humanismo (artigo de Manuel Sérgio, 79)
22:47  -  01-04-2015
Jorge Carlos Fonseca: o Presidente da República que é poeta (artigo de Manuel Sérgio, 78)
21:47  -  25-03-2015
Qual o fundamento radical na arbitragem? (artigo de Manuel Sérgio, 77)
16:34  -  21-03-2015
A Gestão do Desporto, segundo Gustavo Pires (artigo de Manuel Sérgio, 76)
16:40  -  13-03-2015
O Futebol é Anamnese... mesmo com Luís Figo? (artigo de Manuel Sérgio, 75)
17:47  -  07-03-2015
Ao Povo-Irmão de Cabo Verde (artigo de Manuel Sérgio, 74)
21:14  -  19-02-2015
“Cândido de Oliveira” - um livro inesquecível de Homero Serpa (artigo de Manuel Sérgio, 73)
21:10  -  12-02-2015
Só com os mesmos valores o diálogo é possível (artigo de Manuel Sérgio, 72)
17:04  -  08-02-2015
O modelo racionalista do jornal A Bola (artigo de Manuel Sérgio, 71)
16:32  -  01-02-2015
“A Bola”: uma práxis que é preciso manter (artigo de Manuel Sérgio, 70)
19:14  -  28-01-2015
Manuel Alegre: - um semeador de poesia (artigo de Manuel Sérgio, 69)
18:29  -  22-01-2015
Libertar o Direito e o Desporto ou um ensaio do Prof. Paulo Cunha (artigo de Manuel Sérgio, 68)
16:24  -  18-01-2015
A desparasitação do futebol ou a dupla Pinto da Costa-Pedroto (artigo de Manuel Sérgio, 67)
18:18  -  15-01-2015
O Desporto tem violência: - não é violento! (artigo de Manuel Sérgio, artigo 66)
17:57  -  10-01-2015
A “Arte da Guerra” no treinador Rui Vitória (artigo de Manuel Sérgio, 65)
00:17  -  07-01-2015
José Maria Pedroto: o conhecimento... (artigo de Manuel Sérgio, 64)
23:31  -  31-12-2014
Feliz Ano Novo ao Desporto Português (artigo de Manuel Sérgio, 63)
17:32  -  24-12-2014
A grande revolução de Jesus na Vida e... no Desporto! (artigo de Manuel Sérgio, 62)
17:53  -  20-12-2014
História e Filosofia das Ciências, no Desporto e... no Benfica! (artigo de Manuel Sérgio, 61)
22:56  -  17-12-2014
Uma resposta breve a Miguel Cardoso Pereira (artigo de Manuel Sérgio, 60)
18:57  -  11-12-2014
Desporto e Desenvolvimento ou um livro de Gustavo Pires (artigo de Manuel Sérgio, 59)
18:36  -  04-12-2014
Nossos contemporâneos (artigo de Manuel Sérgio, 58)
18:19  -  27-11-2014
Da Desconfiança à Solidariedade em Pinto da Costa e Filipe Vieira (artigo de Manuel Sérgio, 57)
23:19  -  20-11-2014
As incertezas da ciência (artigo de Manuel Sérgio, 56)
16:18  -  16-11-2014
O engenheiro Fernando Santos: - o mesmo e o diferente (artigo de Manuel Sérgio, 55)
18:39  -  11-11-2014
Ou interdisciplinaridade ou ignorância (artigo de Manuel Sérgio, 54)
10:25  -  08-11-2014
Carta Aberta ao Presidente da República de Cabo Verde (artigo de Manuel Sérgio, 53)
17:43  -  30-10-2014
Rui Jorge: e o treinador do Futuro (artigo de Manuel Sérgio, 52)
15:56  -  23-10-2014
O engenheiro Fernando Santos: o ser e o tempo (artigo de Manuel Sérgio, 51)
19:34  -  16-10-2014
O preparo físico dos nossos jogadores de futebol, 2.ª parte (artigo de Manuel Sérgio, 50)
17:38  -  11-10-2014
O preparo físico dos nossos jogadores de futebol (1) (artigo de Manuel Sérgio, 49)
22:14  -  03-10-2014
Eduardo Monteiro: perfil de um dirigente! (artigo de Manuel Sérgio, 48)
17:55  -  28-09-2014
A propósito do engenheiro Fernando Santos (artigo de Manuel Sérgio, 47)
16:47  -  22-09-2014
O campeão observado a dois ângulos de visão (artigo de Manuel Sérgio, 46)
00:24  -  18-09-2014
Há falta de treinadores negros (artigo de Manuel Sérgio, 45)
01:06  -  13-09-2014
Valdano: um homem que transporta uma frustração (artigo de Manuel Sérgio, 44)
18:39  -  08-09-2014
A grande revolução a fazer no futebol (artigo de Manuel Sérgio, 43)
18:36  -  03-09-2014
Mais Platão, menos Prozac! (Artigo de Manuel Sérgio, 42)
14:57  -  28-08-2014
Fiel ao Belenenses e... aos amigos! (artigo de Manuel Sérgio, 41)
18:38  -  17-08-2014
O Deus dos filósofos e os deuses do futebol (artigo de Manuel Sérgio, 40)
18:34  -  10-08-2014
O olho das rãs e o futebol (artigo de Manuel Sérgio, 39)
21:47  -  04-08-2014
“Francisco de Assis e Franscisco de Roma” - mais um livro de Leonardo Boff (artigo Manuel Sérgio, 38)
16:52  -  26-07-2014
“Preparar para Ganhar”: um livro de José Neto (artigo Manuel Sérgio, 37)
22:24  -  15-07-2014
O Futebol na Sociedade Pós-Capitalista ou a vitória da Alemanha (artigo Manuel Sérgio, 36)
00:43  -  07-07-2014
Código de Ética Desportiva (artigo Manuel Sérgio, 35)
16:35  -  02-07-2014
A Literatura e o Desporto: a propósito de Sophia (artigo Manuel Sérgio, 34)
20:53  -  27-06-2014
O Futebol e os Escritores (artigo Manuel Sérgio, 33)
22:45  -  22-06-2014
As dúvidas do Doutor Eduardo Barroso: as dele e as minhas! (artigo Manuel Sérgio, 32)
16:17  -  08-06-2014
Carta Aberta ao Ministro do Desporto do Brasil (artigo Manuel Sérgio, 31)
18:08  -  01-06-2014
Da poesia ao futebol (artigo Manuel Sérgio, 30)
18:57  -  27-05-2014
Factos e valores (artigo Manuel Sérgio, 29)
18:50  -  19-05-2014
Parabéns ao Benfica: na vitória e na derrota (artigo Manuel Sérgio, 28)
16:35  -  12-05-2014
Marco Silva: um grande treinador, com toda a certeza! (artigo Manuel Sérgio, 27)
21:07  -  01-05-2014
A grande revolução de Jesus ou o mundo que o desporto não tem (artigo Manuel Sérgio, 26)
00:52  -  24-04-2014
O 25 de Abril e o Futebol Português (artigo Manuel Sérgio, 25)
18:33  -  11-04-2014
Os mitos fundadores da Modernidade (artigo Manuel Sérgio 24)
23:56  -  06-04-2014
Os cem anos da FPF: em Portugal também há progresso? (artigo Manuel Sérgio 23)
20:01  -  30-03-2014
Nova Teoria do Sebastiano e o Futebol Português (artigo Manuel Sérgio 22)
23:11  -  23-03-2014
José Medeiros Ferreira: o desportisra, o político, o intelectual (artigo Manuel Sérgio 21)
17:26  -  18-03-2014
Nossos contemporâneos (artigo Manuel Sérgio 20)
21:39  -  03-03-2014
Há necessidade de uma utopia (artigo Manuel Sérgio 19)
00:49  -  22-02-2014
“Filosofia e Futebol: troca de passes” - um livro de grande atualidade ( artigo Manuel Sérgio 18)
22:28  -  16-02-2014
A Inteligência Competitiva e o Espectáculo Desportivo (artigo Manuel Sérgio 17)
18:50  -  12-02-2014
Plano Nacional de Ética no Desporto (artigo Manuel Sérgio 16)
21:08  -  02-02-2014
Porque sou belenenses... (artigo Manuel Sérgio 15)
00:04  -  28-01-2014
Aurélio Pereira ou um projeto antropológico (artigo Manuel Sérgio 14)
00:19  -  23-01-2014
O nome da rosa (artigo Manuel Sérgio 13)
00:11  -  15-01-2014
Cristiano Ronaldo: agilidade física ou intelectual? (artigo Manuel Sérgio 12)
00:38  -  13-01-2014
Eusébio tem lugar indiscutível no panteão nacional (artigo Manuel Sérgio 11)
23:59  -  03-01-2014
Ciência no Futebol e outras coisas mais... (artigo Manuel Sérgio 10)
00:04  -  30-12-2013
O Desporto nem sempre educa... (artigo de Manuel Sérgio 9)
00:37  -  23-12-2013
Carta Aberta aos jogadores do Bom Senso F.C. (artigo de Manuel Sérgio 8)
00:14  -  10-12-2013
Os golos do Ronaldo e a ética da palavra (artigo de Manuel Sérgio 7)
22:14  -  03-12-2013
Cristiano Ronaldo: - um herói da cultura! (artigo de Manuel Sérgio 6)
21:39  -  20-11-2013
Os erros dos árbitros e os erros dos outros... (artigo de Manuel Sérgio 5)
11:56  -  28-10-2013
«O Desporto (o Futebol) não é violência» (artigo de Manuel Sérgio 4)
22:58  -  18-10-2013
«O Desporto e o Desafio do Sentido» (artigo de Manuel Sérgio 3)
22:45  -  06-10-2013
«O pensamento ético contemporâneo e o Desporto» (artigo de Manuel Sérgio 2)
18:40  -  27-09-2013
«O Desporto em que eu acredito» (artigo de Manuel Sérgio 1)
Comentários (0)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais