Ronnie sofre com Akani (6-5) e vê Higgins de fora em York

Snooker 07-12-2017 23:04
Por António Barroso
O inglês Ronnie O’Sullivan, de 42 anos, número quatro da hierarquia e pentacampeão mundial (2001, 204, 2008, 2012 e 2013) garantiu na noite desta quinta-feira o apuramento para os quartos de final do UK Championship, prova da época 2017/18 da World Snooker a decorrer até domingo em York (Inglaterra), ao vencer o jovem (22 anos) tailandês Akani Songsermsawad, de 22 anos, 84.º do ranking, por 6-5, num dos dois derradeiros jogos dos oitavos do torneio.

Um duelo fantástico de quatro (!) horas, em que o sensacional tailandês entrou melhor (2-0), Ronnie igualou com mais um break centenário, o 910.º da carreira (121 pontos) no terceiro frame, Sunny Akani recolocou a vantagem em dois com 4-2, o Rocket igualou 4-4 mas o asiático encostou o inglês às cordas (4-5) para a reta final de um jogo eletrizante, em que Songsermsawad mostrou porque cilindrara Barry Hawkins (6-0) na ronda anterior e o inglês cometeu muitos erros.

Akani teve o jogo na mão, com 5-4, mas a embolsar a verde tentou ajeitar a azul (com a branca) e viu os deuses virarem-lhe as costas - esta última entrou também no buraco, falta - com Ronnie a conseguir, in extremis, forçar a negra de um jogo em que, como Mark Williams na final do Open da Irlanda do Norte (diante de Yan Bingtao, e que o galês venceu 9-8) esteve sempre a perder… até o ganhar. É o que vale

O Rocket, que tenta o 31.º título da carreira, sexto no Campeonato do Reino Unido (já venceu o torneio em 1993, 1997, 2001, 2007 e 2014) e terceiro da época – conquistou o Open de Inglaterra e o Masters de Xangai - está a dois jogos da final, que bem poderá ser a desforra da final da Champion of Champions desta época, em que perdeu (8-10) para o compatriota Shaun Murphy mas ainda assustou (recuperou de 5-8 e teve hipótese de forçar a negra).

O duelo de Ronnie e Murphy, os dois mais credenciados profissionais (únicos já campeões do Mundo) ainda em prova só pode suceder na final, domingo, ditou o quadro do torneio.

Nas meias, sábado, e se lá chegar, Ronnie defronta o vencedor do jogo entre o escocês Stephen Maguire, de 36 anos – que bateu (6-2) o compatriota Graeme Dott, de 40 anos (campeão mundial em 2006), nos oitavos - e o compatriota Joe Perry, que venceu (6-4) o norte-irlandês Mark Allen, de 31 anos, nono da tabela.

Ronnie pode igualar os 18 títulos do escocês Stephen Hendry em provas da Triple Crown: neste momento, com cinco títulos mundiais, outros tantos no UK Championship e sete no Masters, poderá escrever (mais) história se vencer domingo.

Antes, no grande jogo da sessão da tarde desta sexta-feira no Barbican Centre, o número seis da hierarquia, Shaun Murphy, de 35 anos (campeão mundial em 2005) bateu o compatriota Ricky Walden, de 35 anos, 23.º do ranking, por expressivos 6-1, para marcar encontro com outro inglês Mark King, de 43 anos, 21.º do ranking, sexta-feira (19 horas), nos quartos de final.

Mark King que, na quarta-feira, protagonizou a maior surpresa dos oitavos, ao recuperar para vencer na negra (6-5) o escocês John Higgins, de 42 anos, quinto da hierarquia e tetracampeão mundial (1999, 2007, 2009 e 2011).

Mais uma surpresa a acentuar a hecatombe de jogadores do top 16 no UK Championship: restam Ronnie O’Sullivan (quarto) e Shaun Murphy (sexto). Mas Martin Gould (18.º), Ryan Day (19.º), Stephen Maguire (20.º), Mark King (21.º) e Joe Perry (22.º) estão à porta.

Resistem sete dos 22 melhores, com este quinteto a lutar por chegar à elite do planeta e para conseguir um dos 16 lugares no Masters, de 14 a 21 de janeiro, em Londres – será o ranking da próxima segunda-feira, dia 11 do corrente mês, a valer para os convites da World Snooker - até porque Stuart Bingham, 12.º da tabela, de 41 anos, campeão mundial em 2015, está suspenso e não irá participar, o que, com o trambolhão que Neil Robertson vai dar na tabela (o australiano está fora do Masters) abre esperanças a estes cinco.

Também na quarta-feira, Ryan Day, de 37 anos, 19.º da hierarquia, desejou-se para também só no 11.º frame vencer (6-5) o chinês Li Hang, de 27 anos, 38.º da tabela mundial.

O galês defronta sexta-feira, nos quartos, (19 horas) o inglês Mark Joyce, de 42 anos, 34.º do ranking, que venceu por 6-4 o chinês Lyu Haotian, de, 20 anos, 82.º da tabela, outro duelo que fechou os oitavos, esta quinta-feira.

No outro encontro da sessão da tarde desta quinta-feira, o inglês Martin Gould, de 36 anos, 18.º do ranking, bateu o chinês Xiao Guodong, de 28 anos, 36.º da hierarquia, por 6-4 e reservou encontro com o Rocket sexta-feira, nos quartos de final (13 horas, locais e em Lisboa).

O UK Championship, prova da época 2017/18 da World Snooker – uma das três da Triple Crown (Tripla Coroa, com o Masters e o Mundial), as mais importantes - iniciou-se a 28 de novembro e acaba domingo, dia 10 do corrente mês, em York, e atribui 850 mil libras (963.743 euros) de prémios: o campeão, que sucederá a Mark Selby, leva 170 mil libras (192.749 euros).

O UK Championship joga-se à melhor de 11 frames até às meias-finais (inclusive): têm de ganhar seis (de 6-0 a possíveis 6-5). A final vai jogar-se à melhor de 19 frames: é campeão o primeiro a chegar a dez (de 10-0 a possíveis 10-9). O torneio é transmitido para Portugal (EuroSport).

Oitavos de final (apurados a negro):

Mark King-John Higgins, 6-5
Graeme Dott-Stephen Maguire, 2-6
Li Hang-Ryan Day, 5-6
Joe Perry-Mark Allen, 6-4
Shaun Murphy-Ricky Walden, 6-1
Martin Gould-Xiao Guodong, 6-4
Mark Joyce-Lyu Haotian, 6-4
Ronnie O’Sullivan-Akani Songsermsawad, 6-5

Quartos de final, 6.ª feira (hora local e portuguesa):

Ronnie O’Sullivan-Martin Gould (13 horas)
Stephen Maguire-Joe Perry (13 horas)
Shaun Murphy-Mark King (19 horas)
Ryan Day-Mark Joyce (19 horas)
Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais