IPDJ justifica castigo a Fernando Madureira: «Fazemos cumprir a lei»

Futebol 09-11-2017 12:07
Por Gabriela Melo
O Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) puniu Fernando Madureira, líder da claque Super Dragões, com uma pena de seis meses de interdição de acesso a recintos desportivos, além de uma multa de 2600 euros, na sequência de um cântico alusivo à tragédia da Chapecoense, ecoado pela claque portista durante um FC Porto-Benfica em andebol.

Questionado sobre a sanção, o presidente do IPDJ, Augusto Baganha, foi parco em palavras, contudo foi esclarecedor. «A única coisa que digo é que no IPDJ se cumpre a lei e faz-se cumprir a lei», disse.

O conhecido adepto já fez saber que recorreu da decisão, mas também para o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, a situação é clara. «As entidades e instituições funcionam em Portugal e no desporto também funcionam. Cabe ao IPDJ aplicar as sanções num quadro legal depois de trabalho feito, ou seja, a análise aos autos das forças de segurança. O IPDJ funciona num quadro absolutamente normal», salientou, à margem do 108.º aniversário do Comité Olímpico de Portugal.

«As coisas têm de funcionar segundo timings que têm a ver com as instruções dos processos, com a possibilidade de os acusados fazerem as suas defesas. Não foi um tempo anormal de decisões. O IPDJ faz o seu trabalho diariamente e fez o que tinha a fazer», reforçou João Paulo Rebelo.
Ler Mais
Comentários (13)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais