Governo venezuelano rejeita acordo com oposição

Venezuela 04-12-2017 21:38
Por Redação
O ministro da comunicação e Informação da Venezuela, Jorge Rodríguez, defendeu que não haverá nenhum acordo com a oposição enquanto o país estiver submetido a sanções internacionais.

«A Venezuela não terá eleições, nem assinará nenhum acordo com a oposição enquanto não forem anuladas as grosseiras sanções que os líderes da direita venezuelana solicitaram ao Departamento do Tesouro, de Donald Trump e às autoridades espanholas, canadianas e outras», afirmou o ministro, citado pela Lusa.

Júlio Borges, líder do partido da oposição Primeiro Justiça, recusou um convite feito pelo Presidente Nicolás Maduro para uma reunião no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas.
«O nosso interesse não é aceitar convites, mas conseguir um acordo em que se desenhe uma rota de futuro para a Venezuela, que inclua comida, medicamentos e voto livre», escreveu no Twitter.

Recorde-se que os representantes do governo venezuelano e da aliança da oposição Mesa de Unidade Democrática (MUD) reuniram-se no último fim de semana em Santo Domingo, na República Dominicana, para iniciar o processo de retoma do diálogo.
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais