Ronnie festeja 42 anos com triunfo seguro (6-1) em York

Snooker 05-12-2017 20:39
Por António Barroso
O inglês Ronnie O’Sullivan, quarto do ranking, pentacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012 e 2013) e já vencedor de cinco edições do Campeonato do Reino Unido (1993, 1997, 2001, 2007 e 2014) celebrou esta terça-feira o seu 42.º aniversário com uma vitória clara (6-1) sobre o galês Michael White, de 26 anos, 26.º da hierarquia, nos 16avos de final do UK Championship, prova da época 2017/18 da World Snooker a decorrer em York (Inglaterra).

Um break (tacada, ou entrada) a roçar a perfeição, de 132 pontos, no terceiro frame - a 909.º centenária (de 100 ou mais pontos sem falhar uma bola) da carreira - então a fazer o 2-1, foi o momento alto de um duelo em que Michael White esteve uma sombra de si mesmo e nem mais um frame venceu, com Ronnie a seguir autoritário para os oitavos de um torneio onde a hecatombe dos favoritos tem sido a regra, com o Rocket, Higgins e Shaun Murphy exceções à regra.

O Rocket - que tenta a sua sexta vitória no UK Championship e, com ela, igualar os 18 títulos do escocês Stephen Hendry (já retirado) nas provas da Triple Crown (UK, Masters e Mundial, Ronnie soma 17, 5 no UK e no Mundial, 7 no Masters) também cometeu alguns erros mas controlou sempre o jogo, no Barbican Centre.

Na próxima ronda, os oitavos - que se jogam durante dois dias, quatro encontro na quarta-feira e outros tantos na quinta-feira, em duas sessões (13 e 19 horas, locais e em Lisboa) -, o inglês medirá forças, no dia 7, na sessão noturna, com o vencedor do embate entre o compatriota Barry Hawkins ou o tailandês Akani Songsermsawad.

O choque em York continua a ser o afastamento da prova, segunda-feira, do Neil Robertson, de 35 anos, 10.º da hierarquia (e campeão mundial em 2010), às mãos do inglês Mark Joyce (5-6).

O desaire de Neil, aliado à vitória do galês Ryan Day sobre o compatriota Mark Williams (6-5), representa um trambolhão no ranking na próxima atualização, segunda-feira: o australiano dará um trambolhão, vai sair dotop 16… e está fora do Masters (que ganhou em 2012), de 14 a 21 de janeiro, no Alexandra Palace (Londres), reservado aos 16 primeiros da tabela mundial após este UK.

Atenções especiais também recaíram esta terça-feira na desforra (6-3) de John Higgins, de 42 anos, quinto do ranking, tetracampeão mundial (1998, 2007, 2009 e 2011) e três vezes vencedor do UK Championship (1998, 2000 e 2010) diante de Yan Bingtao, chinês de 17 anos e 27.º da hierarquia, que havia aplicado inapelável 6-2 ao escocês no International Championship.

Mas o feiticeiro de Wishaw entrou decidido desta vez no jogo e depressa chegou a 3-0. Bingtao reagiu, igualou (3-3) mas após dois frames muito divididos em que o escocês levou a melhor na batalha defensiva e encostou o rival às cordas (5-3), para vencer com autoridade.

Higgins medirá forças nos oitavos com o inglês Mark King, de 43 anos, 21.º da hierarquia: dois velhos conhecidos, que durante as respetivas carreiras já se defrontaram em 25 ocasiões, com o escocês a somar 20 vitórias e King – que bateu de forma convincente o belga Luca Brecel nos 16avos de final, esta terça-feira, por 6-3 - apenas cinco.

Na sessão noturna desta terça-feira, cujos quatro encontros ainda estão em curso, Shaun Murphy, de 35 anos, sexto da hierarquia (e campeão mundial em 2005) começou em vantagem sobre o compatriota Jimmy Robertson (3-1), o mesmo resultado no embate 100 por cento inglês entre Kyren Wilson e Ricky Walden (1-3) e o Sunny Akani está a complicar a vida ao favorito inglês, Barry Hawkins, de 28 anos, oitavo do ranking: 2-0 para o tailandês a abrir, em jogos que se devem arrastar até à meia-noite.

O Campeonato do Reino Unido, prova da época 2017/18 da World Snooker – uma das três mais importantes, da Triple Crown (Tripla Coroa, com o Masters e o Mundial), iniciou-se a 28 de novembro e acaba domingo, dia 10 do corrente mês, em York. Atribui 850 mil libras (965.549 euros) de prémios: o campeão leva 170 mil libras (193.110 euros).

O UK Championship joga-se à melhor de 11 frames até às meias-finais (inclusive): têm de ganhar seis (de 6-0 a possíveis 6-5). A final vai jogar-se à melhor de 19 frames: é campeão o primeiro a chegar a dez (de 10-0 a possíveis 10-9). O torneio é transmitido para Portugal (EuroSport).

Últimos jogos dos 16avos de final, esta 3.ª feira (apurados a negro):

Ronnie O`Sullivan-Michael White, 6-1
Mark King-Luca Brecel, 6-3
Yan Bingtao-John Higgins, 3-6
Martin Gould-Hossein Vafaei, 6-4
Shaun Murphy-Jimmy Robertson, 3-1 (em curso)
Kyren Wilson-Ricky Walden, 1-3 (em curso)
Xiao Guodong-Noppon Saengkham, 2-2 (em curso)
Barry Hawkins-Akani Songsermsawad, 0-2 (em curso)

Oitavos de final (hora local e portuguesa):

Mark King-John Higgins (4.ª feira, 13 horas)
Graeme Dott-Stephen Maguire (4.ª feira, 13 horas)
Li Hang-Ryan Day (4.ª feira, 19 horas)
Joe Perry-Mark Allen (4.ª feira, 19 horas)
Vencedor do jogo Shaun Murphy/Jimmy Robertson-Vencedor do jogo Kyren Wilson/Ricky Walden (5.ª feira, 13 horas)
Martin Gould-Vencedor do jogo Xiao Guodong/Noppon Saengkham (5.ª feira, 13 horas)
Mark Joyce-Lyu Haotian (5.ª feira, 19 horas)
Ronnie O’Sullivan-Vencedor do jogo Barry Hawkins/Akani Songsermsawad(5.ª feira, 19 horas)
Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais